Polypodiaceae

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma caixa taxonómicaPolypodiaceae
Pleopeltis polypodioides sobre um tronco de carvalho

Pleopeltis polypodioides sobre um tronco de carvalho
Classificação científica
Subfamília/Tribos/Clades
Platycerioideae

Polypodioideae

Grammitids

Sinónimos
Drynariaceae

Grammitidaceae
Gymnogrammitidaceae
Loxogrammaceae
Platyceriaceae
Pleurisoriopsidaceae

Polypodiaceae é uma família de fetos, que inclui mais de 60 géneros, divididos em várias tribos, contendo cerca de 1 000 espécies. A maioria dos taxa incluídos nesta família são epífitos, mas alguns são saxícolas e terrestres[1] .

Descrição[editar | editar código-fonte]

As caules dos géneros incluídos na família Polypodiaceae variam entre erectos e rastejantes. As frondes são inteiras, pinatifendidas ou com diversos tipos de formas entre o partido e o pinado. Os pecíolos não têm estípulas. Os rizomas são escamosos e geralmente rastejantes. A maioria das espécies da família Polypodiaceae encontram-se em climas húmidos, com destaque para as florestas hiper-húmidas. Nas zonas temperadas, a maioria das espécies é epífita ou epipétrica.[1]

Exemplos notáveis de fetos pertencentes a esta família incluem Pleopeltis polypodioides e Phlebodium aureum.[1]

Classificação[editar | editar código-fonte]

Análises recentes de filogenética molecular conduziu à divisão da família Polypodiaceae em 5 subfamílias e a inclusão de géneros que em diferentes tempos forma integrados em outras famílias, incluindo as Drynariaceae, Grammitidaceae, Gymnogrammitidaceae, Loxogrammaceae, Platyceriaceae e Pleurisoriopsidaceae[2] . Na lista que se segue, os taxa assinalados com o prefixo "(=)" são considerados como sinónimos para a subfamília cujo nome precede, consideradas como taxonomicamente aceites. Contudo, a equivalência atrás apontada, não implica que a subfamília contém todos os sinónimos do género previamente considerado.

(=) tribo Loxogrammeae R.M.Tryon & A.F.Tryon 1982
(=) família Loxogrammaceae Ching ex Pic.Serm. 1975
Esclerênquima (tecido de suporte) presente apenas nas raízes[3]
(=) tribo Drynarieae Subh.Chandra 1982
(=) tribo Selligueeae (autor?)[3]
(=) família Drynariaceae Ching 1978
Combina fetos dos taxa Drynarioideae e Selligueeae
(=) família Platyceriaceae Ching 1978
Frondes com tricomas estelados (radiando de um ponto central).[3]
  • Subfamília Microsoroideae B.K.Nayar 1970 (como ‘Microsorioideae’)
(=) tribo Microsoreae V.N.Tu 1981
(=) tribo Polypodieae Hooker & Lindley ex Duby (sensu Mabberley 2008)

Filogenia[editar | editar código-fonte]

O seguinte filograma mostra o relacionamento filogenético entre as subfamílias de Polypodiaceae[4] :

Polypodiaceae

Loxogrammoideae





Drynarioideae




Platycerioideae



Microsoroideae





Polypodioideae




Géneros[editar | editar código-fonte]

A lista de que se segue contém apenas parte dos géneros incluídos na família.

Notas

  1. a b c G. Panigrahi and S.N. Patnaik (1961), Cytology of Some Genera of Polypodiaceae in Eastern India, Nature 191, 1207 - 1208.
  2. Christenhusz et al.: A linear sequence of extant families and genera of lycophytes and ferns Phytotaxa 19: 7-54. (18 Feb. 2011)
  3. a b c D. J. Mabberley. Mabberley's plant-book: a portable dictionary of plants, their classification and uses. [S.l.]: Cambridge University Press, 2008. p. 690. ISBN 9780521820714.
  4. Schuettpelz (2008) Schuettpelz & Pryer "Fern pylogeny" in Biology and Evolution of Ferns and Lycophytes], ed. Tom A. Ranker and Christopher H. Haufler. Cambridge University Press 2008

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wikispecies
O Wikispecies tem informações sobre: Polypodiaceae
Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Polypodiaceae

]