Prêmio Mundial de Alimentação

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Translation Latin Alphabet.svg
Este artigo ou secção está a ser traduzido de en:World Food Prize (desde janeiro de 2012). Ajude e colabore com a tradução.

O Prêmio Mundial de Alimentação (em inglês: World Food Prize) é um prêmio internacional reconhecendo as conquistas de indivíduos que contribuiram para o avanço do desenvolvimento humano em aprimorar a qualidade, quantidade e disponibilidade de alimentos no mundo.

Três brasileiros já foram agraciados com o prêmio. Em 2006, os agrônomos Edson Lobato e Alysson Paulinelli dividiram o prêmio com o colega estadunidense A. Colin McClung, pelo seu trabalho no desenvolvimento da agricultura na região do cerrado. Em 2011, dois ex-presidentes, Luís Inácio Lula da Silva, do Brasil, e John Kufuor, de Gana, foram os escolhidos por sua atuação no combate à fome como chefes de governo.[1]

O prêmio[editar | editar código-fonte]

O prêmio foi criado em 1986 pelo laureado com o Nobel da Paz Norman Ernest Borlaug, com auxílio da General Foods, e desde 1990 é financiado pelo empresário e filantropo John Ruan. O prêmio reconhece contribuições em todos os campos envolvidos no suprimento de alimentos — ciência da alimentação e agricultura, tecnologia, manufatura, marketing, nutrição, economia, minoração da pobreza, liderança política e ciências sociais.

Os laureados são honorificados e recebem sua condecoração em Des Moines, Iowa, Estados Unidos, em uma cerimônia televisiva na House Chamber do Capitólio do Estado de Iowa. A cerimônia de premiação coincide com o Simpósio Internacional Norman E. Borlaug, conhecido como Borlaug Dialogue, que aborda a cada ano um tema relacionado à fome e segurança alimentar. Simpósios anteriores foram focados nas promessas e desafios apresentados pelos biocombustíveis para o desenvolvimento global, o desafio duplo de desnutrição e obesidade, a insegurança do abastecimento d'água e seu impacto sobre o desenvolvimento e estabilidade do Oriente Médio, e a revolução verde.

Em 2008 a Fundação Prêmio Mundial de Alimentação recebeu uma contribuição de 5 milhões de dólares da Monsanto,[2] a fim de garantir a continuação anual do Simpósio Internacional do Prêmio Mundial de Alimentação. Estes fundos suportarão uma campanha renovada para angariar recursos para transformar o prédio histórico da Biblioteca Pública Des Moines em um museu público dedicado a homenagear Norman Borlaug e as obras dos laureados com o Prêmio Mundial de Alimentação.

Laureados[editar | editar código-fonte]

Os laureados com o Prêmio Mundial de Alimentação são formalmente honorificados na Cerimônia de Premiação dos Laureados com o Prêmio Mundial de Alimentação anualmente em 16 de outubro ou em dia perto do mesmo, o Dia Mundial da Alimentação das Nações Unidas. Os laureados recebem 250 mil dólares.

Ano Laureado(s) Nationalidade Realização
1987 Monkombu Swaminathan  Índia Introducing high-yielding wheat and rice varieties to India starting India's Green Revolution.
1988 Robert Chandler  Estados Unidos Founding leadership of the International Rice Research Institute and his dedication to developing tropical rice varieties that doubled and tripled the yields of traditional varieties.
1989 Dr. Verghese Kurien  Índia Turned the milksheds of India into the Amul cooperatives that produce, process, and market milk in the urban centres of that country.
1990 John Niederhauser  Estados Unidos Discovering a durable resistance to potato late blight.
1991 Nevin Scrimshaw  Estados Unidos Human nutrition studies that led to the use of protein-rich food products to combat malnutrition in developing countries.
1992 Edward Knipling,
Dr. Raymond Bushland
 Estados Unidos
 Estados Unidos
Developing the sterile insect technique (SIT) to control insect parasites that harm the world's food supply.
1993 He Kang  China Initiation of reforms while head of the Ministry of Agriculture which made China self-sufficient for food production.
1994 Muhammad Yunus  Bangladesh Founder of the Grameen Bank in Bangladesh, developed innovative small loan programs for the poor, providing millions of people access to more food and better nutrition.
1995 Hans Rudolf Herren Suíça Developing a pest control program for the cassava mealybug, which could destroy African cassava crop.
1996 Henry Beachell,
Gurdev Khush
 Estados Unidos
 Índia
Developing "miracle rice" varieties that doubled rice production in Asia since their development.
1997 Ray F. Smith,
Perry Adkisson
 Estados Unidos
 Estados Unidos
Developing the concept of Integrated Pest Management (IPM) which employs various techniques to protect crops from insect damage in an environmentally sustainable manner.
1998 Badrinarayan Ramulal Barwale  Índia Founder of independent seed company Mahyco, strengthening seed supply and distribution throughout India.
1999 Walter Plowright  Reino Unido Developing a vaccine against the cattle plague rinderpest.
2000 Evangelina Villegas,
Surinder Vasal
 México
 Índia
Developing high quality protein maize (QPM).
2001 Per Pinstrup-Andersen  Dinamarca Establishment of "Food For Education" programs in which families receive food subsidies when children stay in school.
2002 Pedro Sanchez  Estados Unidos /
 Cuba
Development of methods to restore fertility to degraded soils in Africa and South America.
2003 Catherine Bertini  Estados Unidos /
Nações Unidas
Transforming the World Food Programme from a development assistance program to the largest and most effective humanitarian food relief organization
2004 Yuan Longping  China Development of hybrid rice varieties
Monty Jones Serra Leoa Development of New Rice for Africa (NERICA), with the potential to increase rice yields in Africa.
2005 Modadugu Vijay Gupta  Índia Development and dissemination of low-cost techniques for freshwater fish farming (using tilapia species) by the rural poor.
2006 Edson Lobato,
Alysson Paulinelli,
A. Colin McClung
 Brasil
 Brasil
 Estados Unidos
Pioneering work in soil science and policy implementation that opened the vast Cerrado region of Brasil to agricultural and food production.
2007 Philip E. Nelson  Estados Unidos Revolutionizing food processing, packaging, transportation, and distribution by perfecting bulk aseptic packaging technology and spreading the technology worldwide.
2008 Bob Dole e George McGovern  Estados Unidos Leading and encouraging a global commitment to school feeding, which has enhanced school attendance and nutrition for millions of the world's poorest children, especially young women and girls.
2009 Gebisa Ejeta  Etiópia Developing Africa's first sorghum hybrids resistant to drought and the parasitic witchweed.
2010 David Beckmann e Jo Luck  Estados Unidos Building Bread for the World and Heifer International into two of the world's foremost grassroots organizations leading the charge to end hunger and poverty around the globe.
2011 Luís Inácio Lula da Silva,
John Kufuor
 Brasil
Gana
Comprometimento pessoal durante o período que exerceram a Presidência de seus países, implementando políticas para reduzir a fome e a pobreza.

The Borlaug–Ruan Internship[editar | editar código-fonte]

The Borlaug–Ruan International Internship provides high school students an opportunity for an eight-week hands-on experience, working with world-renowned scientists and policymakers at leading research centers around the world.

The internship was founded in 1994 and has funded over 100 Borlaug–Ruan Interns who have traveled to Bangladesh, Brazil, China, Costa Rica, Egypt, Ethiopia, India, Indonesia, Malaysia, Mexico, Kenya, Peru, The Philippines, Taiwan, Thailand and Trinidad.

Referências


Referências[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]