Shadowlands

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Shadowlands
Dois estranhos, um destino (PT)
Terra das sombras (BR)
Pôster promocional
 Reino Unido
1993 • cor • 131 min 
Direção Richard Attenborough
Produção Richard Attenborough
Brian Eastman
Roteiro William Nicholson
Elenco Anthony Hopkins
Debra Winger
Edward Hardwicke
Gênero Biográfico
Drama
Idioma Inglês
Música George Fenton
Cinematografia Roger Pratt
Edição Lesley Walker
Estúdio Price Entertainment
Distribuição Savoy Pictures (Estados Unidos)
Paramount Pictures (Reino Unido)
Lançamento Estados Unidos 25 de dezembro de 1993
BrasilPortugal 25 de fevereiro de 1994
Reino Unido 4 de março de 1994
Orçamento US$22 milhões
Receita US$25,842,377
Página no IMDb (em inglês)

Shadowlands (br: Terra das sombraspt: Dois estranhos, um destino) é um filme biográfico britânico de 1993, do gênero drama, dirigido por Richard Attenborough e baseado em peça teatral de William Nicholson sobre a relação de amor entre o acadêmico de Oxford C. S. Lewis e poeta americana Joy Davidman, sua trágica morte de câncer, e como isso desafiou a fé cristã de Lewis. É dirigido por Richard Attenborough com roteiro de William Nicholson baseado em sua produção televisiva de 1985, e fase de adaptação de 1989 com o mesmo nome. O filme original da televisão começou a vida como um roteiro intitulado I Call it Joy escrito para Thames Television por Brian Sibley e Norman Stone. Sibley mais tarde escreveu o livro, Shadowlands: The True Story of C. S. Lewis and Joy Davidman.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

C.S. Lewis, um escritor solteiro e de meia-idade, professor da Universidade de Oxford e que dedica sua vida à rotina intelectual, conhece Joy Gresham, uma escritora estadunidense por quem desenvolve uma grande amizade.

Elenco principal[editar | editar código-fonte]

Recepção da crítica[editar | editar código-fonte]

Shadowlands tem aclamação por parte da crítica especializada. Com o Tomatometer de 96% em base de 28 críticas, o Rotten Tomatoes chegou ao consenso: "Graças a performances brilhantes de Debra Winger e, especialmente, Anthony Hopkins, Shadowlands é um retrato comovente de romance do erudito britânico CS Lewis com Joy Gresham poeta americano". Por parte da audiência do site tem 89% de aprovação.[2]

Alterações da peça de teatro ou a produção de televisão anterior[editar | editar código-fonte]

A peça de teatro abre com Lewis dando uma palestra sobre o mistério do sofrimento. Este filme abre com Lewis dando uma transmissão de rádio sobre a santidade do casamento.

Na peça de teatro como na realidade, a lua de mel de Lewis e Davidman foi na Grécia. No filme, em sua lua de mel eles olham para um "Golden Valley" na Inglaterra, como retratado em uma pintura pendurada em local de estudo de Lewis.

Como na peça de teatro, embora não o filme de televisão antes, Joy tem apenas um filho. No filme original da televisão, como na realidade, Joy teve dois filhos, Douglas e David.

Principais prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Oscar 1994 (EUA)

  • Recebeu duas indicações, nas categorias de Melhor Atriz (Debra Winger) e Melhor Roteiro Adaptado.

BAFTA 1994 (Reino Unido)

  • Venceu nas categorias de Melhor Filme Britânico e Melhor Ator (Anthony Hopkins).
  • Indicado nas categorias de Melhor Filme, Melhor Atriz (Debra Winger) e Melhor Roteiro Adaptado.
  • Richard Attenborough foi indicado ao Prêmio David Lean para Melhor Direção.

Referências

  1. Shadowlands (em português) InterFilmes. Visitado em 18 de janeiro de 2014.
  2. Shadowlands (em inglês) Rotten Tomatoes. Visitado em 18 de janeiro de 2014.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]