Shaolin (humorista)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Shaolin
Shaolin em 2007.
Nome completo Francisco Jozenilton Veloso
Nascimento 8 de maio de 1971 (43 anos)
Coremas, Paraíba
Nacionalidade Brasil Brasileiro
Ocupação Cartunista
Caricaturista
Humorista
Ator
Cônjuge Laudiceia Veloso (1994-presente)

Shaolin nome artístico de Francisco Jozenilton Veloso (Coremas, 8 de maio de 1971) é um cartunista, chargista, caricaturista, humorista e ator de televisão brasileiro.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Começou sua carreira, quando trabalhou no Teatro Municipal Severino Cabral, de Campina Grande. Foi cartunista político do jornal A Palavra, do Jornal da Paraíba e da Revista Nordeste, além de radialista na Rádio Campina Grande.[1] Fez participação em grandes programas da televisão brasileira, como Domingão do Faustão, A Praça É Nossa, Show do Tom entre outros. Seu último trabalho foi no programa Tudo é Possível com Ana Hickmann, parodiando famosos, como Leonardo, Joelma da Banda Calypso, Zezé di Camargo entre outros. Casou-se em dezembro de 1994 com Laudiceia Veloso, com quem teve dois filhos.

Acidente de trânsito[editar | editar código-fonte]

Na madrugada do dia 18 de janeiro de 2011, às 23:40 (UTC-3), Shaolin sofreu um grave acidente de automóvel na BR-230, em Campina Grande, na Paraíba. Seu automóvel — um Mitsubishi Pajero Full[2] — colidiu lateralmente com um caminhão, e Shaolin foi levado para o hospital com traumatismo craniano e o braço esquerdo com fratura exposta e quase amputado. Depois de uma cirurgia de 4 horas no Hospital Antonio Targino, a equipe de cirurgiões conseguiu salvar seu braço, e ele foi colocado em coma induzido na UTI.[3] [4] [5]

Em maio de 2011, Shaolin saiu da UTI para um quarto no hospital, ainda em coma.[6] Em 10 de junho, em "estado mínimo de consciência e clinicamente estável", segundo o hospital, Shaolin recebeu alta e voltou para casa em Campina Grande, após 145 dias internado.[7] [8] Em setembro de 2012, a apresentadora Ana Hickmann, durante uma reportagem em que visitou Shaolin, deu-lhe um aparelho importado da Suécia que permite a comunicação através de movimentos com os olhos. Shaolin se mostrou plenamente consciente e conseguiu se comunicar pela primeira vez desde o acidente, e expressou não estar feliz pela sua condição.[9]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]