Shaun Alexander

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Shaun Alexander

Alexander em 2006.
No. 37     
Running back
Informações pessoais
Data de nascimento: 30 de agosto de 1977 (37 anos)
Local de nascimento: Florence, Kentucky
Altura: 5 ft 11 in (1 80 m) Peso: 225 lb (102 kg)
Informação da carreira
Faculdade: Alabama
Draft da NFL: 2000 / Rodada: 1 / Escolha: 19
Estreou em 2000 pelo Seattle Seahawks
Jogou pela última vez em 2008 pelo Washington Redskins
História da carreira
 Como jogador:
Pontos altos na carreira e prêmios
  • 3× selecionado para o Pro Bowl (2003, 2004, 2005)
  • Nomeado Second-team All-Pro (2004)
  • Nomeado First-team All-Pro (2005)
  • AP NFL Offensive Player of the Year (2005)
  • AP NFL MVP (2005)
  • Antigo recorde de maior número de touchdowns terrestres em uma única temporada na NFL (28 TDs em 2005)
  • NFL 2000s All-Decade Team
Estatísticas de carreira na NFL até a temporada de 2008
Jardas terrestres     9 453
Jardas por corrida     4.3
Touchdowns     100
Estatísticas no NFL.com

Shaun Edward Alexander (Florence, Kentucky, 30 de agosto de 1977) é um ex-jogador de futebol americano que atuava como running back na National Football League e que se encontra atualmente como um free agent. Ele foi selecionado pelo Seattle Seahawks no Draft de 2000 da NFL. Antes disso ele atuou como RB na Boone County High School e jogou college football na University of Alabama.

Carreira na universidade[editar | editar código-fonte]

Depois de se formar na Boone County em 1995, Alexander recebeu uma bolsa de estudos para atuar na Alabama Crimson Tide football, o time de futebol americano da Universidade do Alabama.

Em sua primeira temporada, Alexander correu para 291 jardas, recorde da faculdade,[1] e também fez 4 touchdowns na vitória por 26 a 0 contra o LSU Tigers football no Tiger Stadium.[2]

Após seu terceiro ano, Alexander decidiu retornar para mais uma temporada em Alabama antes de entrar no Draft da NFL. Depois de receber considerações para o Heisman Trophy,[3] mas ele logo seria descartado depois de uma contusão no joelho em um jogo contra Tennessee. Mas Alexander ainda conseguiu ter um papel decisivo na final do Southeastern Conference de 1999, com um touchdown de 25 jardas para dar a vitória contra Florida na prorrogação. No quarto periodo do Iron Bowl de 1999 contra os riváis de Auburn, Alexander liderou a virada com três touchdowns terrestres na vitória por 28 a 17, terminando aquele jogo com 199 jardas.[4]

Números na faculdade[editar | editar código-fonte]

Temporadas Jogos Jardas terrestres Jardas recebidas
Ten Jardas Média TD Maior jogada Jardas/Jogo Rec Jardas Média TD Maior jogada Jardas/Jogo
1996 11 77 589 7.6 6 73 53.5 7 53 7.6 0 28 4.8
1997 9 90 415 4.6 3 27 46.1 4 37 9.3 0 22 4.1
1998 10 232 1,046 4.5 12 37 104.6 25 379 15.2 4 43 37.9
1999 11 302 1,383 4.6 19 38 125.7 25 323 12.9 4 51 29.4
Total 41 701 3,433 4.9 40 73 83.7 61 792 13.0 8 51 19.3

Carreira como profissional[editar | editar código-fonte]

Seattle Seahawks[editar | editar código-fonte]

2000–2004[editar | editar código-fonte]

Alexander foi selecionado pelo Seattle Seahawks no Draft de 200 da NFL na primeira rodada como 19º overall pick. O Seahawks adquiriu o direito de fazer esse pick depois de uma troca que mandou o wide receiver Joey Galloway para o Dallas Cowboys.[5] Em sua primeira temproada, Alexander viu pouca ação atrás do titular Ricky Watters, correndo para apenas 313 jardas e dois touchdowns.

No segundo ano de Alexander na NFL, ele se tornou o running back titular do Seahawks, depois de uma série de contusões e eventual aposentadoria de Watters. Alexander então correu para 1,318 jardas e fez 14 touchdowns, ficando atrás apenas de Marshall Faulk no total de touchdowns.[6] A linha ofensiva de Seattle foi comandada pelo Pro Bowler Walter Jones e pelo rookie Steve Hutchinson. No Sunday Night Football em 11 de novembro de 2001, contra o rival da AFC West Oakland Raiders no Husky Stadium em Seattle, Alexander correu para 266 jardas, um recorde da franquia, em 35 carregadas.[7]

Em 2002, ele começou todos os 16 games na NFC liderando a liga e estabelecendo um recorde da franquia com 16 touchdowns terrestres, quatro deles vieram no primeiro periodo em 29 de setembro de 2002 em um jogo contra o Minnesota Vikings no Seahawks Stadium (mais tarde renomeado Qwest Field) em Seattle. Ele também fez uma recepção de 80 jardas para touchdown no primeiro tempo. Seus 5 touchdowns no primeiro tempo naquele jogo estabeleceu um recorde na NFL. Este foi mais um jogo do Sunday Night Football da ESPN, aumentando a popularidade de Alexander em jogos com cobertura nacional.

2003 foi mais um ano produtivo para Alexander. Ele correu para 1,435 jardas e marcou 16 touchdowns. Seattle também fez sua primeira aparição nos playoff desde 2000. O sucesso de Alexander em 2003 deu a ele sua primeira viagem a Honolulu, na festa do Pro Bowl.

Em 2004, Alexander permaneceu como uma das armas mais importantes do ataque de Seattle. Ele terminou em segundo na NFL em jardas terrestres com 1,696 ficando atrás de Curtis Martin do New York Jets por apenas 1 jarda. Depois de ficar a apenas uma corrida da liderança da liga em jardas em um jogo contra o Atlanta Falcons onde ele foi para o banco mais cedo, Alexander acusou o tecnico Mike Holmgren de "apunhala-lo pelas costas" por negar a ele a oportunidade de ser lider em jardas naquele ano. Alexander depois retirou o que disse e reinterou o apoio ao tecnico.

2005[editar | editar código-fonte]

Alexander acabou tendo a melhor temporada da carreira em 2005. Em seu primeiro jogo contra o Jacksonville Jaguars, ele correu para 73 jardas. Depois ele fez um touchdow correndo de 88 jardas contra Arizona Cardinals e 6 de novembro de 2005, e mais tarde correu para 165 jardas contra o St. Louis Rams em 13 de novembro de 2005. Ele também marcou 4 touchdowns contra Arizona em 25 de setembro de 2005 e contra Houston Texans em 16 de outubro de 2005. Ele liderou a NFL naquele ano em jardas terrestres, touchdowns terrestres, votos para o Pro Bowl e em pontos.

Durante a temporada de 2005, ele quebrou o recorde da franquia do Seattle Seahawks em jardas terrestres. Em 13 de novembro de 2005, ele marcou 3 touchdowns naquela partida fazendo dele o primeiro running back na história da NFL a ter 15 ou mais touchdowns em cinco temporada seguidas. Em 20 de novembro de 2005, em San Francisco, Alexander se tornou o primeiro jogador na história da NFL a marcar 19 TDs, somando recebidos e corridos, em apenas 10 jogos (Steve Van Buren teve 18 em 1945). Ele então eventualmente quebrou o recorde de Priest Holmes com 27 touchdowns em 2003, sendo que seus 27 touchdowns terrestres também empatou com Holmes com maior número de TDs numa temporada (recorde que seria batido um ano mais tarde por LaDanian Tomlinson).

Depois de receber o prêmio de MVP por sua performance em 2005, Shaun Alexander sofreu uma concussão no jogo de Playoff de Divisão contra o Washington Redskins. Mas retornou na NFC Championship Game contra o Carolina Panthers onde ele carregou a bola 34 vezes para 132 jardas e fez 2 touchdowns, sendo esta sua melhor performance em um jogo de playoff na carreira.

Shaun Alexander e o Seahawks acabaram perdendo para o Pittsburgh Steelers no Super Bowl XL em 5 de fevereiro de 2006. Alexander fez apenas 95 jardas naquele jogo. No final daquela temporada ele foi para ser capa do Madden NFL 2007. Alexander foi o primeiro jogador a ser capa dos jogos Madden NFL e NCAA Football. Ele era o único até Larry Fitzgerald ser selecionado como capa do Madden NFL 10.[8]

2006[editar | editar código-fonte]

Em março de 2006, Alexander assinou um contrato de 8 anos valendo US$62 milhões de dolares com o Seahawks (15.1 milhões garantidos e 15 milhões a serem pagos no primeiro ano de contrato),[9] fazendo dele o running back mais bem pago na história da NFL naquele momento.[10] Contudo, o All-Pro offensive guard Steve Hutchinson deixou o time para ir fazer carreira no Minnesota Vikings,[11] enfraquecendo a linha ofensiva de Alexander, que tinha sido a grande responsável por seu sucesso em 2005.[12]

O sucesso de Alexander na temporada anterior o fez capa do video game Madden NFL 07,[13] [14] Alexander então quebrou o pé na Semana 3 daquela temporada, dando continuidade a chamada Maldição do Madden.[15] Contudo, naquele mesmo ano, Alexander estabeleceu um recorde com 102 touchdowns na carreira, quebrando o recorde anterior de Steve Largent.[16] Ele retornou aos gramados em 19 de novembro contra o San Francisco 49ers, correndo 17 vezes com a bola para apenas 37 jardas.[17] Em 27 de novembro no Monday Night Football contra o Packers, Alexander carregou a bola 40 vezes, um recorde da franquia, para 201 jardas em um jogo coberto de neve pela primeira vez no Qwest Field. Este foi o retorno do MVP em rede nacional de televisão, onde ele jogou com o pé ainda quebrado. Em 10 de dezembro de 2006, veio a derrtoa contra o Arizona Cardinals, mas Alexander ainda quebrou o recorde de Barry Sanders com maior número de jogos consecutivos com uma corrida de 10 ou mais jardas.[14]

Alexander terminou a temporada de 2006 com 252 carregadas para 896 jardas e 7 touchdowns em dez jogos.

2007[editar | editar código-fonte]

Durante a Semana 1 contra Tampa Bay, Alexander fraturou o pulso direito. Ele teria dito que a contusão não foi muito grave e que ele poderia ter continuado a jogar, mas sua performance foi piorando gradativamente. Durante a Semana 5, o principal bloqueador de Alexander, Mack Strong, sofreu uma contusão no pescoço, o que o forçou a se aposentar; Ele foi substituido por Leonard Weaver. Isso deixou Alexander ainda mais exposto e como resultado seguiu-se várias contusões. Na semana 9, ele machucou tanto o tornozelo quanto os joelhos. Mesmo assim, no último jogo de temporada regular, Alexander foi capaz de se tornar o oitavo jogador na história da NFL a atingir a marca de 100 touchdowns terrestres.

Alexander terminou 2007 com 716 jardas terrestres em 207 tentativas, com uma média de 3.5 jardas por corrida com 4 touchdowns em 10 jogos. Ele também fez 14 recepções para 76 jardas e um touchdown. Em 12 de janeiro de 2008 veio a derrota para o Green Bay Packers na primeira rodada dos playoffs no qual Alexander fez apenas 20 jardas em 9 carregadas e marcou um touchdown. Então o Seahawks decidiu dispensar Shaun Alexander do time em 22 de abril de 2008.[18] [19]

Washington Redskins[editar | editar código-fonte]

2008[editar | editar código-fonte]

Depois de ser liberado, Alexander visitou vários times entre eles o Cincinnati Bengals, New Orleans Saints e o Detroit Lions.[20] mas ele não conseguiu assinar contrato com nenhum time até visitar o Washington Redskins. Em 14 de outubro de 2008, os Redskins assinam com Alexander[21] para preencher o vazio deixado com a contusão do RB Ladell Betts.[22] Contudo, o Redskins liberaram Shaun em 25 de novembro de 2008 depois de ele carregar a bola apenas 11 vezes em 4 jogos com uma média horrivel de 2.2 jardas por corrida.[23] [24]

Presente[editar | editar código-fonte]

Alexander permaneceu sem time durante a temporada de 2008 e apesar do esforço, ele não conseguiu chegar a um acordo com algum time da NFL. Em agosto de 2009 Alexander expressou sua vontade de voltar a NFL, dizendo que quatro times já entraram em contato com ele mas nenhum oferecendo contrato: "Meu treinamento melhorou e chegou a um nível onde eu me sinto forte e mais explosivo de uma forma que eu jamais estive," ele disse. "Eu acho que com o time certo e com a situação certa eu poderia ser de grande ajuda. A única coisa que eu faço bem desde criança é marcar touchdowns. Então se alguém precisa de ajuda na red zone e precisa de algum trabalho, eu poderia voltar de novo."[25]

Em 2011, o jogador decidiu se aposentar.

NFL[editar | editar código-fonte]

Time Temporada Jogos Correndo com a bola Recebendo a bola Fumbles
J T Ten Jardas Média Maior Jogada TD Rec Jardas Média Maior Jogada TD Fum Perdido
Seattle Seahawks 2000 16 1 64 313 4.9 50 2 5 41 8.2 18 0 2 2
2001 16 12 309 1,318 4.3 88 14 44 343 7.8 28 2 4 4
2002 16 16 295 1,175 4.0 58 16 59 460 7.8 80 2 3 1
2003 16 15 326 1,435 4.4 55 14 42 295 7.0 22 2 4 3
2004 16 16 353 1,696 4.8 44 16 23 170 7.4 24 4 5 3
2005 16 16 370 1,880 5.1 88 27 15 78 5.2 9 1 5 1
2006 10 10 252 896 3.6 33 7 12 48 4.0 14 0 6 3
2007 13 10 207 716 3.5 25 4 14 76 5.4 18 1 2 0
Washington Redskins 2008 4 0 11 24 2.2 8 0 1 9 9.0 9 0 0 0
Total 2,187 9,453 4.3 88 100 215 1,520 7.1 80 12 31 17

Referências

  1. "Alexander gives Alabama something else to think about", Sports Illustrated, 30 de setembro de 1999. Página visitada em 15 de setembro de 2008.
  2. Alabama vs LSU (9 de Nov., 1996). LSU Athletics (09 de novembro de 1996). Página visitada em 15 de setembro de 2008.
  3. "Tide to begin Heisman campaign for Alexander at A-Day", Sports Illustrated, 8 de abril de 1999. Página visitada em 15 de setembro 2008.
  4. Alabama vs Auburn (Nov 20, 1999). University of Alabama Athletics (20 de novembro de 1999). Página visitada em 15 de novembro de 2008.
  5. "Seahawks land 2 top picks for Galloway", The Seattle Times, 13 de fevereiro de 2000. Página visitada em 16 de outubro de 2008.
  6. NFL Stats: by Player Category. NFL.com. Página visitada em 16 de outubro de 2008.
  7. "Alexander's 266 yards sets Seattle single-game record", ESPN, 1 de novembro de 2001. Página visitada em 16 de outubro de 2008.
  8. Quinto, Alain. "Behind the scenes: Troy Polamalu and Larry Fitzgerald", EA Sports, 28 de abril de 2009. Página visitada em 18 de maio de 2009.
  9. O'Neil, Danny. "Seahawks sign Shaun Alexander for $62 million", Seattle Post Intelligencer, 6 de março de 2006. Página visitada em 3 de dezembro de 2008.
  10. Record deal keeps Alexander in Seattle. Sporting News. Associated Press (6 de março de 2006). Página visitada em 3 de dezembro de 2008.
  11. Clayton, John, Len Pasquarelli. "Seahawks let Vikings take Hutchinson for $49M", ESPN, 22 de março de 2006. Página visitada em 3 de dezembro de 2008.
  12. Garber, Greg. "Offensive line paves way for Alexander", ESPN, 16 de dezembro de 2005. Página visitada em 3 de dezembro de 2008.
  13. Bell, Jarrett. "For Shaun Alexander, injury comes with territory", USA Today, 6 de dezembro de 2006. Página visitada em 3 de dezembro de 2008.
  14. a b "The Fall of Shaun Alexander", Sporting News, 22 de abril de 2008. Página visitada em 3 de dezembro de 2008.
  15. "Seahawks' Alexander out indefinitely with foot fracture", Associated Press, 27 de setembro de 2006. Página visitada em 3 de dezembro de 2008.
  16. "Seahawks roar to 42-3 lead in easy win over Giants", ESPN, 24 de setembro de 2006. Página visitada em 3 de dezembro de 2008.
  17. "Gore, Niners run circles around Alexander, Seahawks", ESPN, 19 de novembro de 2006. Página visitada em 3 de dezembro de 2008.
  18. "Seahawks cut ties with all-time leading rusher Alexander", National Football League, 23 de abril de 2008. Página visitada em 15 de setembro de 2008.
  19. "Seahawks release former league MVP Alexander", ESPN, 23 de abril de 2008. Página visitada em 15 de setembro de 2008.
  20. Elfin, David. "Alexander aims to show he can play", Washington Times, 16 de outubro de 2008. Página visitada em 16 de outubro de 2008.
  21. "Redskins ink former MVP Alexander", Associated Press, 14 de outubro de 2008. Página visitada em 15 de outubro de 2008.
  22. "Betts' Injury Not Serious", Washington Post, 13 de outubro de 2008. Página visitada em 15 de outubro de 2008.
  23. Reid, Jason. "Skins Release S. Alexander, Expect to Sign Boschetti", The Washington Post, 25 de novembro de 2008. Página visitada em 2008-11-25.
  24. Sando, Mike. "Alexander cut by Redskins after four games", ESPN, 25 de novembro de 2008. Página visitada em 25 de novembro de 2008.
  25. Shaun Alexander; i could help someone

Ligações externas[editar | editar código-fonte]