Shu Han

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde dezembro de 2010).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
蜀漢
Shu Han (蜀汉)

Império

Blank.png
221 – 263 BanderadeCaoWei.png

Bandeira de Shu

Bandeira da dinastia Shu Han

Localização de Shu
Territórios do Shu Han (em vermelho), 262 A.C.
Continente Ásia
Região Pacífico
País China
Capital Chengdu
Língua oficial Chinês
Religião Taoismo
Confucionismo
Governo Monarquia
Imperador
 • 221 - 223 Liu Bei
 • 223 - 263 Liu Shan
Período histórico Três Reinos
 • 221 Fundação
 • 263 Shu conquistado pelo Cao Wei
População
 •  est. 1 300 000 

O Shu Han (曹魏, em chinês simplificado; Shǔ Hàn, em pinyin; 221-263), era um dos Três Reinos que competiam pelo controle da China após a queda da Dinastia Han, com base nas áreas em torno de Sichuan, que era então conhecida como Shu. Alguns historiadores afirmam que ele foi o fim da Dinastia Han, porque Liu Bei estava diretamente relacionado com a família soberana do estado original de Han, que deu seu sobrenome.

História[editar | editar código-fonte]

Durante o declínio da Dinastia Han, Liu Bei, um parente distante do imperador, reuniu muitos homens, e com o conselho de Zhuge Liang, tomou parte da província de Jing, depois a província de Yi e Hanzhong. A partir desses territórios, ele estabeleceu um lugar para si na China durante os anos finais do Han. Em 219, Lü Meng atacou e conquistou Jing, província de Sun Quan. Posteriormente, o confiável general de Liu Bei, Guan Yu, foi executado por Sun Quan. Depois que Cao Pi tomou o trono imperial em 220 e proclamou a Dinastia Wei, Liu Bei se declarou ser o próximo imperador Han e o verdadeiro governante da China em 221. Embora Liu Bei se declarou o fundador da Dinastia Han Shu, ele mesmo nunca reivindicou ser o fundador de uma nova dinastia, em vez disso, ele alegou para continuar a herança dos antigos Imperadores Han.

Em 222, o primeiro grande conflito do período dos Três Reinos começou. Liu Bei deu início a um ataque de mais de 40.000 homens contra Sun Quan do Wu Ocidental na Batalha de Yiling para retomar província de Jing. No entanto, devido a um grave erro tático, seu acampamento foi posto em chamas e a maioria de suas tropas foram dizimadas. Com um número muito inferior de soldados ele sobreviveu ao ataque e fugiu para Baidicheng, mas um ano depois ele ficou doente e morreu ali. Ele foi sucedido por seu filho, Liu Shan.

O chanceler do Shu, Zhuge Liang, fez as pazes com Wu, em vez de se vingar. Ele decidiu que era mais importante conquistar Cao Wei e não apenas ganhar as terras férteis do norte, mas também para derrubar o governo Wei e restaurar a legitimidade da dinastia Shu Han. Ele fez várias invasões ao norte, mas falhou todas as vezes devido à falta de suprimentos ou incompetência de seus oficiais, e acabou morrendo, morreu de uma doença durante a sua sexta tentativa de conquistar Wei. Jiang Wei, seu sucessor, o também tentou várias vezes, mas tam,bém foi derrotado todas as vezes.

Em 263, o Wei se aproveitou do fracasso do Shu e sua falta de força e o atacou. As estratégias brilhantes dos generais do Wei, Zhong Hui e Deng Ai levou à conquista rápida de Hanzhong e posteriormente a capital Chengdu. Jiang Wei rendeu-se a Zhong Hui e tentou o convencer a se rebelar contra Deng Ai, na esperança de reviver o Shu, tentando tirar proveito do caos e trazendo de volta o imperador Liu Shan. No entanto, seu plano falhou e ele foi morto junto com Zhong Hui e Deng Ai por seus soldados. Posteriormente, o imperador Liu Shan foi levado para a capital de Wei, Luoyang, onde foi dado o título de Duque de Anle (安乐公; significado Duque de conforto) e aposentou-se em paz. Muitos refugiados, como os nobres e as tropas fugiram para o oeste, quando Shu caiu em 263AD .

No entanto, Shu não era simplesmente uma nação de guerra. Durante os tempos de paz, Shu começou a irrigação e muitos projetos de construção de estradas destinadas a melhorar a sua economia. Muitas dessas obras públicas ainda existem e são amplamente utilizadas. Por exemplo, a Barragem de Nine Mile ainda está presente perto de Chengdu, na província de Sichuan. Esses trabalhos ajudaram a melhorar a economia do sudoeste da China e pode ser creditado com o início da história da atividade econômica na área de Sichuan. Ele também permitiu o comércio com a China do sul, governado pelo Wu Oriental.

Veja Também[editar | editar código-fonte]