Stromboli

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde Maio de 2011).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Stromboli
Aeolian Islands map.png
Localização de Stromboli
Geografia física
País Itália
Localização Mar Tirreno
Arquipélago Ilhas Eólias
Ponto culminante 926 m
Área 12,6  km²
Geografia humana
População 100
Stromboli1.JPG
Ilha de Stromboli

Cordenadas: 38.789°N 15.213°E

Stromboli ou Estrômboli[1] (em grego: Στρογγύλη Strongulē) é uma pequena ilha ao norte da costa da Sicília e nela se localiza um dos três vulcões em atividade da Itália. É uma das oito ilhas do arquipélago das ilhas Eólias, no mar Tirreno. A ilha possui uma área de cerca de 12,6 km².

O nome provém do grego antigo Στρογγυλή (Stroŋgulḗ) e lhe foi dado devido à sua forma inchada e redonda.

Mitologia[editar | editar código-fonte]

Na mitologia grega, a ilha era chamada de Strongyle, devido à sua forma redonda, e era lá que Éolo, personagem da Odisseia, vivia.[2] Odisseu chegou à sua ilha e lá permaneceu durante um mês, contando suas aventuras. Éolo, sensibilizado, entregou a Odisseu um saco de couro de novilho, em que estavam presos todos os ventos, exceto o Oeste, para que este levasse Odisseu de volta à sua casa.[3] Tendo recebido de Zeus o controle dos ventos[4] , era chamado deus dos ventos, pois ensinava como navegar pela região, perigosa por causa das correntes marinhas e da maré.[5]

Economia[editar | editar código-fonte]

A economia da ilha sempre dependeu da cultivo da azeitona, do figo e da malvasia (tipo de uva odorífera e doce). E também da pesca e da marinha. Até o século XIX a economia da ilha foi muito rentável, contando Stromboli com cerca de quatro mil habitantes.

A situação econômica piorou nos anos trinta, depois de repetidas séries de erupções e de terramotos e, por fim, pela peronospora, fungo que atacou as plantações de malvasia, eliminando seu cultivo mais rentável, o que fez com que os estrombolianos deixassem a ilha emigrando, principalmente, para os Estados Unidos e Austrália, ameaçando, assim, Stromboli de abandono.

Núcleos habitados[editar | editar código-fonte]

Hoje, os principais núcleos habitados são San Vincenzo (antigamente região habitada por agricultores), Scari, San Bartolo, Ficogrande (antigamente habitado por armadores) e Piscità, que se encontra na praia.

Ao sudoeste da ilha, ainda acessível somente via mar, está Ginostra. Belíssima e selvagem, no inverno a população não chega a dez habitantes.

A população de Stromboli no inverno é estimada em cem habitantes, mas no verão chega a até quatro mil habitantes.

De Nápoles, Lípara e Messina a ilha de Stromboli é acessível por conexões regulares de navios.

Set cinematográfico[editar | editar código-fonte]

Cratera do Stromboli.
Erupção em 1980.

Roberto Rossellini dirigiu, em 1949, o filme "Stromboli terra di Dio" (Stromboli terra de Deus), protagonizado pela atriz Ingrid Bergman, sueca, que levou ao público a ilha e sua extraodinariedade.

Características vulcânicas[editar | editar código-fonte]

O Stromboli é o mais ativo vulcão europeu. Suas erupções ocorrem com um intervalo médio de uma hora.

Os habitantes de Stromboli o chamam de "Struògnoli". Quando está mais ativo e lhes provoca medo, contudo, chamam-no também de "iddu" (em siciliano "ele"), como se reflorescessem a memória da natureza divina que um dia era reconhecida por fenômenos naturais incontroláveis.

A atividade "ordinária" do Stromboli consiste em explosões de média energia, que duram de poucos segundos a dez a vinte minutos.

Vulcões da Itália

Etna | Stromboli | Vesúvio | Vulcano | Campos Flégreos | Marsili

Referências

  1. Infopédia — Enciclopédia e Dicionários Porto Editora. estromboliano. Dicionário da Língua Portuguesa. Porto Editora. Página visitada em 21 de novembro de 2013.
  2. Estrabão, Geografia, Livro VI, Capítulo 2, 11
  3. Homero, Odisseia, Livro 10, 13-27
  4. Homero, Odisseia, Livro 10, 13-27
  5. Políbio, citado por Estrabão, Geografia, Livro I, Capítulo 2, 15
Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia da Itália é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.