Susumu Tonegawa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Susumu Tonegawa Medalha Nobel
Susumu Tonegawa
Nacionalidade Japão Japonês
Nascimento 6 de Setembro de 1939 (74 anos)
Local Nagoia
Alma mater Universidade de Quioto, Universidade da Califórnia em San Diego
Prêmio(s) Prêmio Louisa Gross Horwitz (1982), Prêmio Albert Lasker de Pesquisa Médica Básica (1987), Nobel prize medal.svg Nobel de Fisiologia ou Medicina (1987)

Susumu Tonegawa (利根川 進, Tonegawa Susumu?), (Nagoia, 6 de Setembro de 1939) é um cientista japonês.

Foi laureado com o Nobel de Fisiologia ou Medicina de 1987, por sua contribuição científica na descoberta dos princípios genéticos da geração da diversidade dos anticorpos.[1]

Tonegawa descobriu que certos elementos da massa genética (ADN) podiam transferir-se e reagrupar-se no decurso do desenvolvimento ao passar da célula embrionária ao estado do linfócito B. Demonstrou que cada linfócito é capaz de formar o anticorpo necessário, ou seja, o anticorpo que o organismo necessita em cada momento. Perante una agressão por um antigénio determinado, se produz una resposta celular do organismo e produz a recombinação adequada de genes para formar o anticorpo específico contra esse antigénio. Com estas descobertas, Tonegawa chegou a formular a teoria de que a quantidade e qualidade da resposta imunológica está condicionada geneticamente.

Referências


Precedido por
Stanley Cohen e Rita Levi-Montalcini
Nobel de Fisiologia ou Medicina
1987
Sucedido por
James Black, Gertrude Elion e George Hitchings


Ícone de esboço Este artigo sobre Medicina é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.