Edmond Fischer

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde setembro de 2014). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Edmond Fischer Medalha Nobel
Bioquímica
Nacionalidade Suíça Suiço
Nascimento 6 de Abril de 1920 (94 anos)
Local Xangai
Atividade
Campo(s) Bioquímica
Prêmio(s) Nobel prize medal.svg Nobel de Fisiologia ou Medicina (1992)

Edmond Henri Fischer (Xangai, 6 de abril de 1920) é um bioquímico suiço.[1]

Foi agraciado com o Nobel de Fisiologia ou Medicina de 1992, por descrever o funcionamento da fosforilação reversível como ativador de proteínas e regulador de vários processos celulares.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Edmond Fischer nasceu em Xangai, onde frequentou a escola pública municipal. Seus pais, um advogado austríaco, Oscar Fischer, e uma professora primária, Renée Tapernoux, matricularam Fischer e os dois irmãos mais velhos na La Châtaigneraie, na Suíça.

No início da Segunda Guerra Mundial, entrou para a Universidade de Genebra, onde obteve doutorado, em 1947, e permaneceu até 1953. Foi convidado para dar aulas na Escola de Medicina da Universidade de Washington (Seatle) como professor assistente e tornou-se professor titular em 1961. Foi aí que conheceu Edwin G. Krebs. Os dois passaram a trabalhar juntos em pesquisas que envolviam a fosforilação.[1]

Referências

  1. a b PAULO, Lemos e MENDA, Mari Elizabeth. "Prêmio Nobel de Medicina: da Pesquisa à Conquista", pg. 117. Lemos Editorial. São Paulo (2001)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Erwin Neher e Bert Sakmann
Nobel de Fisiologia ou Medicina
1992
com Edwin Krebs
Sucedido por
Richard Roberts e Phillip Allen Sharp


Ícone de esboço Este artigo sobre médicos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.