Taiaçupeba

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Represa de Taiaçubeba

Taiaçupeba é um distrito do município de Mogi das Cruzes, no estado de São Paulo.

O distrito tem esse nome devido à grande quantidade de QUEIXADAS (Tayassu pecari) porcos selvagens que existiam na região que os índios chamavam de TAI (dentes) ASSU (grande) PEBA (branco) na beira do Rio Jundiaí que corta a região e que deságua no rio tietê na divisa entre Mogi das Cruzes e Suzano. A sua colonização iniciou-se em 1864 quando o local passou a ser utilizado por bandeirantes para repouso e acampamento, na época tinha o nome de Capela do Ribeirão e hoje é o nome da sede do distrito.

Está localizado há cerca de 25 quilômetros do centro do município, possui uma população de 5.179 pessoas de acordo com o censo de 2010 feito pelo IBGE e conta com uma área rural de 62 quilômetros quadrados.[1]

Possui acesso pelas rodovias Mogi-Bertioga (SP-98), Mogi-Taiaçupeba (SP-102) e pela Estrada das Varinhas (SP-39).

Potencial turístico[editar | editar código-fonte]

A barragem do Rio Taiaçupeba e a do Rio Jundiaí é muito usada pela população da região para pescarias, já que o rio ainda não sofreu com a poluição de maneira significativa como o que ocorre com o rio onde ele deságua Aí também existe um Campo de Golfe de 24 percursos chamado TAIÁ GOLF CLUB. Agora Taiaçupeba tem sua propria radioFM chamada Radio Caramelo.

Parque das Neblinas[editar | editar código-fonte]

O distrito possui o Parque das Neblinas, uma considerável área de mata atlântica que é administrada pelo instituto EcoFuturo que possui uma parceria com a Companhia Suzano de Papel e Celulose. O Parque das Neblinas dispõe de um amplo centro de visitantes. A área, que abriga um auditório com capacidade para 40 pessoas, é o ponto de partida para as atividades de campo. A decoração privilegia a produção artesanal de cooperativas e a reutilização de materiais e resíduos. Uma cozinha com fogão a lenha, batizada de Espaço Gourmet, foi montada dentro do centro. É lá que são preparadas saborosas e saudáveis refeições, com um toque especial: os ingredientes são locais. Na área da mata, duas passarelas suspensas em árvores possibilitam ao visitante observar a floresta de outro ângulo, próximo à copa das árvores. O Parque das Neblinas é um lugar acolhedor, aberto para a educação ambiental por meio de diversas atividades voltadas aos mais diferentes públicos. Todas as atividades devem ser agendadas e são sempre acompanhadas por monitores da comunidade do entorno. Dentro da Reserva do Parque está também a nascente do Rio Itatinga que corta a Serra do Mar e deságua no Oceano Atlântico em Bertioga.[2] [3]

Agricultura[editar | editar código-fonte]

No distrito, ainda que incipiente, há implantação e desenvolvimento de novas culturas fomentado pela Sociedade Frutícola de Taiaçupeba tais como a pomicultura, a viticultura, o cultivo de Avelãs, o cultivo de berries como Mirtilos (Blueberries) e Framboesas. Sendo promissores o cultivo das berries e a vitivinicultura.

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre Mogi das Cruzes é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.