Touhou Project

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Touhou Project
Desenvolvedora(s) Team Shangai Alice
Distribuidora(s) Team Shangai Alice
Criador(es) ZUN
Local de origem Japão
Gênero(s) Shoot 'em up, Luta
Primeiro título Highly Responsive to Prayers
1996
Último título Double Dealing Character
2013
Website http://www16.big.or.jp/~zun/
Portal Portal Games  • Página do projeto Projeto Games

Touhou Project (東方Project, Tōhō Purojekuto?), também conhecido como Toho Project e Project Shrine Maiden, é uma série de jogos com foco em shmups de bullet hell feitos por um único homem, conhecido como ZUN, que fez a maior parte dos gráficos, música e programação sozinho. Touhou Project começou em 1996 com o lançamento de seu primeiro jogo, Highly Responsive to Prayers, desenvolvido pelo grupo Amusement Makers para a série japonesa de computadores NEC PC-9801. Os próximos quatro jogos Touhou lançados entre agosto de 1997 e dezembro de 1998 também foram para o NEC PC-9801. Touhou Project então ficou inativo pelos próximos três-anos-e-meio até que o primeiro jogo Touhou para o Microsoft Windows, The Embodiment of Scarlet Devil, foi lançado em agosto de 2002 por ZUN após ele se desvincular do Amusement Makers e fundar o Team Shanghai Alice. Touhou Project se tornou uma franquia de mídia englobando um sempre crescente número de jogos oficiais, em adição a livros, light novels e mangás comerciais. Touhou não é tão conhecido no mundo ocidental, mas muitas coisas ocidentais vieram do Touhou, como músicas como U.N. Owen Was Her/Death Waltz e Bad Apple.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Jogos da era PC-98[editar | editar código-fonte]

A série Touhou de jogos começou na série japonesa de computadores PC-98 e seus primeiros cinco jogos são nativos para aquela plataforma; usuários de PCs atuais só são capazes de jogá-los através de um emulador. Além disso, os jogos para o PC-98 foram lançados quando esta série de computadores já estava em declínio; por causa disto, esses jogos não são bem conhecidos entre jogadores. Oficialmente, o grupo criador destes jogos era chamado "Amusement Makers".

Highly Responsive to Prayers (東方靈異伝, Tōhō Rei'iden?)
O primeiro jogo da série Touhou. Não é um shmup tradicional; ao invés disso, ele é similar a Arkanoid. Reimu Hakurei, a perpétua protagonista da série, foi introduzida neste jogo. O jogo foi lançado em 1996.
Story of Eastern Wonderland (東方封魔録, Tōhō Fūmaroku?)
Lançado em agosto de 1997 na Comiket 52. Este é o primeiro jogo de danmaku da série, e este jogo também marca a primeira aparição de Marisa Kirisame (aqui como penúltima chefe), a segunda maior personagem selecionável da série.
Phantasmagoria of Dim. Dream (東方夢時空, Tōhō Yumejikū?)
Um shmup versus de dois jogadores, similar a Twinkle Star Sprites. Lançado em dezembro de 1997 na Comiket 53.
Lotus Land Story (東方幻想郷, Tōhō Gensōkyō?)
Lançado em agosto de 1998 na Comiket 54. Este jogo introduz o modo de foco, ponto permanente na série após este jogo, que diminui a velocidade de movimento da personagem para facilitar a esquiva de balas.
Mystic Square (東方怪綺談, Tōhō Kaikidan?)
O quinto e último jogo Touhou para o PC-98, lançado em dezembro de 1998 na Comiket 55. Mima e Yuka, últimas chefes de The Story of Eastern Wonderland e Lotus Land Story respectivamente, retornam como personagens jogáveis neste jogo.

Jogos para o Windows[editar | editar código-fonte]

Depois de quase quatro anos de inatividade, o criador de Touhou, ZUN, começou a produzir jogos para o Windows, e deixou o Amusement Makers para fundar seu próprio grupo: o Team Shanghai Alice. A jogabilidade destes jogos para o Windows foi substancialmente melhorada comparados aos do PC-98. A maioria dos trabalhos dōjin derivados de Touhou são centrados nestes jogos.

The Embodiment of Scarlet Devil (東方紅魔郷, Tōhō Kōmakyō?)
O sexto jogo Touhou, e o primeiro para o Windows. Ele superou grandemente os jogos para o PC-98 tanto graficamente quanto musicalmente, e foi o primeiro a adquirir uma fanbase substancial no ocidente. A história, passada por conversas entre personagens durante interlúdios da ação, é a seguinte: A terra de Gensokyo (onde todos os jogos Touhou se passam) foi envolvida por uma névoa vermelha, e seus habitante não conseguem mais ver o sol. Como a miko Reimu Hakurei ou a maga Marisa Kirisame, o jogador tenta lidar com a fonte da névoa, uma misteriosa figura chamada Demônio Escarlate.
Perfect Cherry Blossom (東方妖々夢, Tōhō Yōyōmu?)
Sétimo jogo da série. Ele é incomum entre os lançamentos recentes, visto que os títulos em inglês e japonês do jogo não têm um significado similar; seu título japonês pode ser lido como Bewitching Dream ("Sonho Enfeitiçante"). O mês já sendo maio, o inverno já durou muito mais que o normal em Gensokyo, e seus moradores começam a suspeitar que algo está errado. Como Reimu, Marisa ou a nova entrante Sakuya Izayoi, o jogador embarca numa busca por aqueles que tentam prever a vinda da primavera. Perfect Cherry Blossom continua a tradição dos jogos Touhou: a reaparição de chefes de jogos anteriores como personagens selecionáveis. Sakuya era a empregada da vampira Remilia Scarlet, melhor conhecida como Demônio Escarlate, e o jogador lutou diversas vezes contra ela no EoSD.
Immaterial and Missing Power (東方萃夢想, Tōhō Suimusō?)
Este jogo foi produzido numa colaboração com o Tasogare Frontier, e é o jogo de número 7.5 da série. Apesar de ter sido lançado após Imperishable Night, ele é numerado 7.5, uma vez que os eventos deste jogo se passam entre os de PCB e IN. Immaterial and Missing Power é um jogo de luta 2D, ao invés de um shmup. Diferente dos outros jogos da série, o Team Shanghai Alice foi responsável apenas pela história e certas músicas; apesar disto, este jogo é considerado um trabalho oficial do grupo.
Personagens inicialmente jogáveis neste jogo incluem algumas das personagens dos jogos anteriores para Windows, como as duas protagonistas Reimu Hakurei e Marisa Kirisame, Alice Margatroid e Youmu Konpaku (ambas chefes do Perfect Cherry Blossom), e Sakuya Izayoi e Patchouli Knowledge (ambas chefes do Embodiment of Scarlet Devil). Mais personagens se tornam selecionáveis conforme o jogador finaliza o modo história com estas personagens. Um patch oficial para o jogo adiciona Hong Meiling (de Embodiment of Scarlet Devil) como personagem jogável, mas ela não possui uma rota no modo história.
Imperishable Night (東方永夜抄, Tōhō Eiyashō?)
Oitavo jogo da série, lançado na Comiket 66 em agosto de 2004. O foco da história deste jogo está num mal mais sutil do que os dos jogos anteriores: o Festival de Observação da Lua, evento anual em Gensokyo, está a apenas algumas horas para começar, mas alguém parece ter substituído a lua por uma falsa que não pode ficar completamente cheia. Um time de humana e yōkai parte para tentar reverter a situação—a história diz que o time que o jogador escolhe é o único que parte para investigar. Isto é verdade para a maioria dos jogos Touhou; a única personagem que enfrenta o última chefe é aquela escolhida pelo jogador — exceções acontecem em Phantasmagoria of Dim. Dream, Phantasmagoria of Flower View e Undefined Fantastic Object.
Cada uma das personagens normalmente selecionáveis recebe uma parceira do lado não-humano de Gensokyo neste jogo. Reimu Hakurei se alia a Yukari Yakumo, Youkai das Bordas; Marisa Kirisame com Alice Margatroid, a Titereira das Sete-Cores; e Sakuya traz sua mestra, Remilia Scarlet. A quarta equipe é composta pela meio-fantasma Youmu Konpaku e pela fantasma Yuyuko Saigyouji, últimas chefes do Perfect Cherry Blossom. Todas as outras personagens (exceto Remilia) também apareceram em PCB.
Phantasmagoria of Flower View (東方花映塚, Tōhō Kaeizuka?)
O nono jogo Touhou, lançado na edição de verão da Comiket de agosto de 2005. Este é um shmup versus como Phantasmagoria of Dim. Dream, e sua jogabilidade é muito diferente da dos três jogos anteriores na série. A história coloca as personagens numa investigação do porquê das flores de Gensokyo estarem florescendo decontroladamente e fora de estação. Personagens inicialmente jogáveis incluem Reimu, Marisa e Sakuya, além de mais duas personagens dos jogos anteriores, e mais personagens ficam disponíveis conforme o jogador finaliza o modo história de cada uma.
Shoot the Bullet (東方文花帖, Tōhō Bunkachō?)
O jogo de número 9.5 da série, lançado na Comiket 69 em dezembro de 2005. Esta é intencionada como a versão em jogo do livro oficial, Bohemian Archive in Japanese Red. O jogador, como a repórter tengu Aya Shameimaru, tem como objetivo tirar fotos das chefes dos jogos da série para seu jornal, concluindo fases suscessivamente mais difíceis. O jogo é único, visto que o jogador não tem nenhum tipo convencional de tiro ou bomba; ao invés disso, a câmera de Aya é o principal método tanto de ofensa quanto defesa, uma vez que ela apaga balas da tela. A pontuação é baseada no conteúdo de cada foto, localização da chefe, número de balas, e a posição de Aya. Este é, notavelmente, o único jogo da série em que Reimu Hakurei não é uma personagem jogável—de fato, ela nem mesmo aparece como inimiga.
Mountain of Faith (東方風神録, Tōhō Fūjinroku?)
O décimo jogo Touhou. Foi anunciado no começo de maio de 2007, e uma versão demo foi lançada no Reitaisai 4 em 20 de maio de 2007. O jogo completo foi lançado no primeiro dia da Comiket 72, em 17 de agosto de 2007. Reimu recebe uma order para fechar o Templo Hakurei, ou ele seria destruído e o deus da Montanha Youkai o iria tomar para si. Como Reimu ou Marisa, o jogador deve ascender para o topo da Montanha Youkai para encontrar o deus por trás dos acontecimentos e prever a dominação do templo. O jogo traz o sistema de spell cards que consomem o power, e não mais uma quantidade específica que pode ser usada. Esse foi um dos Touhou a fazer mais sucesso, devido a apresentação de gráficos superiores aos antes feitos.
Scarlet Weather Rhapsody (東方緋想天, Tōhō Hisōten?)
Este é um jogo de luta similar a Immaterial and Missing Power que também foi criado numa colaboração com o Tasogare Frontier. É numerado 10.5 na série e foi lançado em 25 de março de 2008. A história do jogo gira ao redor de estranhas manifestações climáticas que estão ocorrendo por Gensokyo, e, como uma das personagens selecionáveis, o jogador deve descobrir quem as estão controlando. Este jogo introduziu o sistema de decks de cartas e de condições mutáveis de tempo, que afetam a jogabilidade durante as lutas.
Subterranean Animism (東方地霊殿, Tōhō Chireiden?)
O décimo primeiro jogo Touhou. Foi anunciado em primeiro de maio de 2008, e uma demo foi disponibilizada no Reitaisai 5 junto da versão completa do Scarlet Weather Rhapsody. A versão completa foi lançada na Comiket 74 em 16 de agosto de 2008. Um misterioso geyser surge um dia perto do Templo Hakurei, que também parece liberar espíritos malignos do subterrâneo. Reimu ou Marisa vão para o subterrâneo com a ajuda de três youkai (Yukari Yakumo, Suika Ibuki, ou Aya Shameimaru para Reimu; Alice Margatroid, Patchouli Knowledge, ou Nitori Kawashiro para Marisa) para parar a fonte do geyser antes que as coisas saiam de controle.
Undefined Fantastic Object (東方星蓮船, Tōhō Seirensen?)
O décimo segundo jogo da série, anunciado em 26 de fevereiro de 2009. Uma demo foi lançada no Reitaisai 6 em 8 de março de 2009, e a versão completa foi lançada na Comiket 76 em 15 de agosto de 2009. A primavera chegou em Gensokyo, e uma nave mágica voadora, que assume-se trazer boa-sorte, apareceu no céu. O jogador assume o papel de Reimu, Marisa ou Sanae Kotiya, que retorna de Mountain of Faith, enquanto as três garotas tentam adentrar tal nave. Enquanto que o contador separado de bombas (omitido tanto em Mountain of Faith quanto em Subterranean Animism) retorna neste jogo, o sistema de pontuação é complementado pelos "Undefined Fantastic Objects", ou UFO's, que aparecem como tradicionais Objetos Voadores Não-Identificados em três cores (verde, vermelho e azul) que devem ser coletados em grupos de três para se conseguir diferentes bônus: vermelho para "power ups", verdes para "spell cards" e azuis para pontos. Os bônus só vem ao coletar os três objetos da mesma cor.
Touhou Hisōtensoku (東方非想天則 〜 超弩級ギニョルの謎を追え, Tōhō Hisōtensoku ~ Chōdokyū Ginyoru no Nazo wo Oe?)
O terceiro jogo de luta feito com o Tasogare Frontier, Touhou Hisoutensoku foi anunciado em 23 de julho de 2009, e lançado na Comiket 76 em 15 de agosto de 2009. É numerado 12.3 na série e introduz novas Spellcards e condições de tempo. Personagens do Scarlet Weather Rhapsody podem ser escolhidas no modo versus caso este também esteja instalado no PC. A história gira ao redor de uma criatura gigante chamada Hisō Tensoku, que recentemente é a causa de alguns desastres em Gensokyo. Os cenários tanto de Sanae e de Cirno envolvem a investigação do estranho ser e de quem o está controlando. O cenário de Meiling envolve a luta contra um estranho ser num sonho, que queria destruir o mundo. Esse é o único jogo que não recebeu um subtítulo em inglês.
Double Spoiler (ダブルスポイラー 〜 東方文花帖, Daburu Supoiraa ~ Tōhō Bunkachō?)
O jogo número 12.5 na série anunciado por ZUN em 3 de março de 2010.[1] O jogo foi lançado em 14 de março de 2010 na convenção Reitaisai 7. O jogo foca novamente na Aya Shameimaru e foi planejado como uma continuação de Shoot the Bullet já que nele há o mesmo estilho de jogo, mas adiciona novas personagens e spell cards, cobrindo todas personagens de Mountain of Faith adiante.
Fairy Wars (妖精大戦争 〜 東方三月精, Yōsei Daisensō ~ Tōhō Sangetsusei?)
O jogo número 12.8 na série anunciado por ZUN em 23 de julho de 2010.[2] O jogo é a continuação da série de mangás Touhou Sangetsusei e foi lançado na Comiket 78 em 14 de agosto de 2010. Cirno é a protagonista e o modo de jogo é baseado em em tiros na vertical com inclusão da habilidade de congelar as balas.
Ten Desires (東方神霊廟, Tōhō Shinreibyō?)
Esse é o 13º jogo da série. Foi anunciado em 28 de fevereiro de 2011.[3] Uma demo foi prevista para ser lançada na convenção Reitaisai 8 em 13 de março de 2011, porém ela foi cancelada devido ao Terremoto de Tohoku. O jogo completo foi lançado na Comiket 80 em 13 de agosto de 2011. Reimu, Marisa e Sanae são novamente jogáveis já que elas estavam no último produto da franquia Undefined Fantastic Object, junto com Youmu Konpaku como a quarta personagem jogável. Nesse jogo, Reimu e Marisa percebem um aumento nos espíritos divinos e saem para investigar. Sanae tenta utilizar a força dos espíritos divinos para os deuses do Templo Moriya, e Youmu Konpaku quer exterminar todos fantasmas que não estão sob seu direito.
Hopeless Masquerade (東方心綺楼, Tōhō Shinkirou?)
Esse é o número 13.5 da série, e o quarto jogo de luta criado pela Team Shanghai Alice e pela Twilight Frontier. Foi anunciado em 5 de outubro de 2012. O jogo tem um estilo completamente diferente de sprites 2D comparado com jogos anteriores.[4] Uma demo foi lançado na Comiket 83 em dezembro de 2012, e a versão final do jogo foi lançada na Reitaisai 10 em 26 de maio de 2013.
Double Dealing Character (東方輝針城, Touhou Kishinjō?)
O décimo quarto jogo da série anunciado por ZUN em 11 de maio de 2013.[5] Uma versão trial do jogo foi lançada na Reitaisai 10 em 26 de maio de 2013 e a versão completa foi lançada na Comiket 84 em 14 de agosto de 2013. Reimu e Marisa são novamente jogáveis e Sakuya é agora jogável pela primeira vez desde Phantasmagoria of Flower View. A história gira em torno de um tumulto de yōkai por toda Gensokyo e as armas das três protagonistas começaram a agir estranhamente. É seu trabalho ou pegar suas armas e lutar com os yōkai, ou deixar suas armas de lado.


Trabalhos comerciais[editar | editar código-fonte]

Em adição a jogos dōjin, o Team Shanghai Alice também expandiu o universo Touhou em mídias comerciais.

Curiosities of Lotus Asia (東方香霖堂, Tōhō Kōrindō?)
Escrito pelo próprio ZUN, Curiosities of Lotus Asia é uma história que foi publicada em episódios. A princípio ele foi publicado na revista Colorful Puregirl, mas foi movido para a Magazine Elfics da companhia BiBLOS após a discontinuação da primeira. Contudo, BiBLOS faliu, e a série se moveu novamente. Finalmente, ele foi publicado na revista Dengeki Moeoh de agosto de 2007 até a edição de dezembro de 2007, quando a série atingiu seu fim. Em adição, alguns episódios de Curiosities of Lotus Asia foram publicados no website do Elnavi. Uma compilação foi marcada para publicação em 2008, mas isso não ocorreu. Interessantemente, o protagonista Rinnosuke Morichika é o único personagem humanóide masculino mostrado até agora em Touhou.
Touhou Sangetsusei (東方三月精?)
Touhou Sangetsusei é um mangá que está sendo publicado na Comp Ace, uma revista japonesa de quadrinhos. A história centra ao redor de três fadas e suas pregações de peças, aventuras, e encontros diários. A história base é escrita por ZUN, e a arte é de mangaka doujin selecionados. A primeira parte, Eastern and Little Nature Deity, é desenhada por Nemu Matsukura. A partir de maio de 2006, Matsukura parou de desenhar o mangá por motivos de saúde, e a responsabilidade foi passada para Makoto Hirasaka. A partir de então, uma segunda versão de Touhou Sangetsusei vem sendo publicada, chamada Strange and Bright Nature Deity. Em janeiro de 2009, Strange and Bright Nature Deity terminou, e será substituída pela terceira parte do trabalho, chamada Oriental Sacred Place, ainda desenhado por Makoto Hirasaka.
Bohemian Archive in Japanese Red (東方文花帖, Tōhō Bunkachō?)
Bohemian Archive in Japanese Red é o livro oficial da série Touhou Project. O livro inclui artigos de jornal fictícios, uma entrevista com ZUN, e a compilação de alguns dōjinshi. Um CD-ROM é anexado à contra-capa, e nele há novas músicas feitas por ZUN, a demo do Phantasmagoria of Flower View, e um wallpaper da capa do livro.
Seasonal Dream Vision (東方紫香花, Tōhō Shikōbana?)
Seasonal Dream Vision é uma antologia de doujinshi, publicado pela Tora no Ana. Também incluído está a ambientação de Gensokyo por ZUN e um CD com vários rearranjos de suas músicas.
Perfect Memento in Strict Sense (東方求聞史紀, Tōhō Gumonshiki?)
Perfect Memento in Strict Sense é um guia e bestiário de Gensokyo, contados por Hieda no Akyu. Foi lançado no final de dezembro de 2006, publicado pela Ichijinsha, mas era originalmente marcada para agosto daquele ano. Um mangá que usa a premissa desta história foi publicado na edição de dezembro de 2006 da revista Comic Rex.
Touhou Bōgetsushō (東方儚月抄?)
Touhou Bougetsushou é a continuação da história de Imperishable Night. Ele consiste de um mangá, um romance e um yonkoma, publicados em três revistas da Ichijinsha. O mangá Silent Sinner in Blue começou sua publicação na revista Comic Rex na sua edição de julho de 2007. Desenhado por Aki Eda, este mangá se foca nas personagens humanas—Reimu e Marisa. O romance Cage in Lunatic Runagate está sendo publicado na revista Chara Mel, iniciado em 25 de junho de 2007. Ilustrado por Tokiame, o enredo é uma profunda submersão no mangá, tomando uma perspectiva não-humana. Finalmente, o yonkoma The Inaba of the Moon and the Inaba of the Earth (月のイナバと地上の因幡, Tsuki no Inaba to Chijō no Inaba?), ilustrado por Arata Toshihira, é uma leve e despreocupada discussão da história principal, estrelando Reisen e Tewi Inaba. Ele iniciou na edição de agosto de 2007 da revista Manga 4koma Kings Palette, que foi vendida em 22 de junho de 2007.
Grimoire of Marisa
Grimoire of Marisa é um livro intencionado a ser o caderno de anotações de Marisa Kirisame, onde ela comenta sobre todas as Spellcards que ela já encontrou e enfrentou. É escrito por ZUN e ilustrado por Takeshi Moriki para o conteúdo e Genji Asai para a capa.

Jogabilidade[editar | editar código-fonte]

Nos jogos shmup, o poder dos projéteis do jogador aumenta numa escala linear conforme power-ups são coletados de inimigos abatidos, e eventualmente atinge seu máximo. O jogador também pode coletar itens de "ponto" para conseguir vidas extras; o número necessário cresce exponencialmente conforme o jogador vai adquirindo vidas. O jogador pode entrar em "foco", a tecla shift por padrão, para diminuir a velocidade de movimento da personagem, tornar a caixa de colisão visível e (geralmente; o contrário acontece com algumas personagens) focar seu ataque numa área menor para torná-lo mais poderoso. O contador de grazes ("raspões" ou "arranhões"), não presente em Mountain of Faith, que registra quantas balas entraram no sprite da personagem mas não atingiram sua caixa de colisão, e recompensa o jogador com um bônus na pontuação por viver perigosamente.

O jogador pode usar uma "Spellcard", que é similar a "bombas" de outros shmups. Enquanto que o jogador tem um número limitado dessas, usar uma torna o usuário temporariamente invulnerável e usa um ataque mágico que geralmente limpa a tela de balas. Cada personagem tem duas dessas cartas, com diferentes nomes e padrões de ataque cada uma. O jogador pode usar uma durante um curto período de tempo após ser atingido por uma bala (chamado de "borda entre a vida e morte") para evitar a perda de uma vida e contra-atacar com sua Spellcard; o tempo que o jogador tem disponível para usar a borda é de geralmente 0.3 segundos. Chefes também têm Spellcards, mas com estes o termo se refere a padrões prolongados de ataques e movimentos que duram até que o jogador acabe com suas barras de energia ou o tempo acabe, e não a um único ataque.

Cada jogo individual da série após Embodiment of Scarlet Devil conta com itens adicionais que afetam algum aspecto da jogabilidade, como pontuação ou vidas/bombas extras. Por exemplo, Perfect Cherry Blossom tem "pontos de cereja", que são usados primariamente para pontuação, mas podem conceder invulnerabilidade temporária (conhecida como "borda sobrenatural"); Imperishable Night tem "pontos de tempo", que são essenciais para se avançar para as últimas fases, e também determinam se o jogador tem a oportunidade de desafiar a "Last Spell" de cada chefe caso esteja na dificuldade Normal ou mais alta; Mountain of Faith tem "pontos de fé", que ajudam a tabular a pontuação que o jogador recebe ao recolher itens de ponto e bônus por vencer Spellcards sem morrer ou usar uma bomba.

História[editar | editar código-fonte]

Ambientação[editar | editar código-fonte]

As histórias dos jogos de Touhou Project giram ao redor de estranhos fenômenos que ocorrem na terra fictícia de Gensokyo (幻想郷, Gensōkyō?, literalmente Vila da Ilusão ou Vila da Fantasia) no Japão. Há muito tempo atrás, ela era uma região assombrada por youkai que atacavam viajantes perdidos. Exorcistas foram mandados para a área para resolverem o problema com os youkai, e eles eventualmente fundaram uma pequena vila no local, para que pudessem observar os youkai mais facilmente. A civilização humana avançando em outros lugares, o poder dos youkai começou a diminuir, e estes, tanto os exorcistas quanto os próprios youkai, decidiram selar Gensokyo do resto do mundo exterior, como um paraíso para si.

Como resultado do selamento, a comunidade isolada desenvolveu sua própria civilização. Oposto ao mundo exterior, qualidades mágicas e espirituais prevalesceram sobre ciência, e, enquanto que youkai e humanos coexistem, eles ainda lutam uns contra os outros. O único caminho conhecido do mundo exterior para Gensokyo é através do Templo Hakurei na borda de Gensokyo. Porém, a barreira seladora foi enfraquecida, e mais humanos do mundo exterior acabam indo parar em Gensokyo. Coisas desaparecendo do mundo exterior, como animais extintos ou tradições que estão sumindo, tendem a surgir em Gensokyo.

Personagens[editar | editar código-fonte]

Com seu foco em personagens bishōjo, a série Touhou Project possui um grande elenco comparada ao de outros shmups. Os personagens ganharam grande afeição dos jogadores por possuírem fortes traços de personalidade, criando uma série de estereótipos e piadas internas nos círculos de fãs. Mesmo chefes obscuras que só aparecem uma única vez têm uma fanbase. Um exemplo é Hong Meiling, carinhosamente chamada de Chuugoku (China, porque ninguém conseguia lembrar seu nome), chefe da terceira fase do Embodiment of Scarlet Devil, que ganhou um concurso de popularidade dentre todas as personagens da série no Japão. Dentre o vasto leque de personagens, apenas cinco são homens: um (Genjii) é uma tartaruga, outros dois (Youki Konpaku e Myouren Hijiri) é apenas mencionado brevemente, outro (Rinnosuke Morichika) só aparece no romance publicado, e o último (Unzan) é uma entidade similar a uma nuvem.

Enquanto que cada jogo tem uma coleção de diferentes personagens, a principal personagem dos jogos é Reimu Hakurei, seguida de Marisa Kirisame após o segundo jogo, e estas duas aparecem em todos os jogos seguintes. O único jogo em que isto não é o caso é Shoot the Bullet, onde apenas Aya Shameimaru é jogável, e nem Reimu nem Marisa sequer aparecem.

Antes das lutas contra as chefes há a presença de diálogos, estes muito frequentemente cômicos, com muito sarcasmo e conversas jocosas, porém muitas vezes parte um humor do qual um público não japonês possa não compreender (como muitas das piadas que são perdidas na hora de uma tradução). Raramente são dialogos sérios; um exemplo é o diálogo de Marisa e Rumia na primeira fase do Touhou 6:

   Marisa: Diga uma coisa, por que você está com os braços erguidos?
   Rumia: Não parece dizer "O santo foi crucificado"?
   Marisa: Não, parece dizer "A humanidade passou a usar o sistema decimal"! (referência a obra de Hiroshi Mori)

Ou um mais compreensível para o público ocidental, na ultima fase do mesmo jogo:

   Marisa: Você é um deles, não é? Aqueles que não podem sair de dia. 
           E que não podem chegar perto de vegetais fétidos nem coisas prateadas?
           Vocês vampiros tem um monte de fraquezas por alguma razão...
   Remilia: Sempre fui uma pessoa doente...
   Marisa: Mas você bebe mesmo... Você sabe, aquilo?
   Remilia: É claro. Mas nunca tive muito apetite, por isso sempre poupei muitos.
   Marisa: De quantas pessoas você já bebeu o sangue?
   Remilia: Você consegue lembrar quantas vezes já comeu pão? (referência ao manga JoJo's Bizarre Adventure) 
   Marisa: Treze vezes, eu só como comida japonesa.

Desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

Touhou Project é um projeto de um único homem por um produtor japonês de jogos, ZUN, que faz todos os gráficos, músicas e programação de seus jogos sozinho. As exceções são as colaborações com o Tasogare Frontier para a produção do Immaterial and Missing Power, Scarlet Weather Rhapsody e Touhou Hisoutensoku.

A idéia de Touhou Project veio a ZUN ainda em seus anos na escola, quando jogos de tema centrados em sacerdotisas (miko) eram uma minoria. "Seria legal criar jogos de sacerdotisas", ele pensou, e imaginou que tipo de música poderia ser usada em tais jogos. Ele foi para uma universidade, esperando poder compor músicas para jogos de luta, visto que eles estavam bastante populares na época devido a Street Fighter II. Porém, ele decidiu que, para que ele pudesse usar suas próprias músicas em jogos, seria mais fácil criar seu próprio jogo para isso, e, então, o primeiro jogo da série Touhou, Highly Responsive to Prayers, foi lançado em 1996. Seu primeiro jogo foi intencionado como uma prática em programação, e Touhou só se tornou uma série de shmups a partir do segundo jogo, visto que a popularidade de shmups havia sido revivida na época devido a RayForce, e ZUN sempre fora um grande fã deste tipo de jogo. ZUN remarca que o tema geral e a direção tomada em Touhou só começaram a tomar forma no sexto jogo, Embodiment of Scarlet Devil.

De acordo com sua entrevista no Bohemian Archive in Japanese Red, ZUN desenvolve seus jogos com Visual Studio, Adobe Photoshop e Cubase SX.

Recepção e trabalhos de fans[editar | editar código-fonte]

Uma quantidade prodigiosa de trabalhos baseados em Touhou foi criado desde o lançamento de Embodiment of Scarlet Devil. Esses incluem dōjinshi, música dōjin, animes dōjin, MADs, e jogos dōjin (o que é peculiar, visto que Touhou também é uma série dōjin). O vasto escopo de derivados de Touhou instigou comentários, notando que Touhou Project se tornou uma parte crucial da mídia gerada pelo consumidor no Japão. ZUN, para a maior parte, tomou conhecimento, apreciou, e mesmo encorajou esses trabalhos derivativos ao impor muitas poucas restrições no uso de seus trabalhos. As maiores restrições são na distribuição comercial não-autorizada (ao contrário de doujin) e quanto a spoilers dos finais dos jogos; atribuição adequada de autoria ao Team Shanghai Alice também é uma recomendação.

Em termos de volume de publicação, não havia círculos publicando derivativos de Touhou na Comiket 64 em agosto de 2003. A primeira publicação recente de tais trabalhos ocorreu em dezembro de 2003, seguindo o lançamento de Perfect Cherry Blossom; sete círculos venderam trabalhos derivativos de Touhou na Comiket 65 em dezembro de 2003. Na Comiket 74 em agosto de 2008, um total de 885 círculos estavam programados para terem trabalhos derivados à venda ou à mostra, de um total de 35,000 círculos participando em tal Comiket.

Os jogos dōjin baseados em Touhou incluem adaptações de mecânicas de outras séries com personagens de Touhou, como Super Marisa Land (uma óbvia paródia e um trocadilho de Super Mario Land), MegaMari (baseado na série Mega Man), e Touhou Soccer (baseado nos jogos Captain Tsubasa da Tecmo). A música de Touhou também é muito popular, e muitos CDs de arranjos podem ser encontrados à venda na Comiket ou em outras convenções japonesas.

Essas atividades dōjin são principalmente responsáveis por adicionar atributos a personagens que ZUN pode não ter tido a intenção a princípio. Por exemplo, Alice Margatroid é descrita nos jogos originais como distante e raramente se preocupando muito com outros, enquanto que em doujin ela é uma garota frágil e super-sensível que procura desesperadamente o afeto de Marisa. Casais yuri são prevalentes em dōjinshi de Touhou. Também, fans japoneses têm o hábito de dar apelidos às suas personagens favoritas, geralmente baseados em referências internas. Hong Meiling é "Chuugoku" (China), Yuyuko Saigyouji é "Yuyu-sama", Ran Yakumo é "Tenkō", e assim por diante.

   _,,....,,_  _人人人人人人人人人人人人人人人_
-''":::::::::::::`''>   ゆっくりしていってね!!!   <
ヽ::::::::::::::::::::: ̄^Y^Y^Y^Y^Y^Y^Y^Y^Y^Y^Y^Y^Y^Y^ ̄
 |::::::;ノ´ ̄\:::::::::::\_,. -‐ァ     __   _____   ______
 |::::ノ   ヽ、ヽr-r'"´  (.__    ,´ _,, '-´ ̄ ̄`-ゝ 、_ イ、
_,.!イ_  _,.ヘーァ'二ハ二ヽ、へ,_7   'r ´          ヽ、ン、
::::::rー''7コ-‐'"´    ;  ', `ヽ/`7 ,'==─-      -─==', i
r-'ァ'"´/  /! ハ  ハ  !  iヾ_ノ i イ iゝ、イ人レ/_ルヽイ i |
!イ´ ,' | /__,.!/ V 、!__ハ  ,' ,ゝ レリイi (ヒ_]     ヒ_ン ).| .|、i .||
`!  !/レi' (ヒ_]     ヒ_ン レ'i ノ   !Y!""  ,___,   "" 「 !ノ i |
,'  ノ   !'"    ,___,  "' i .レ'    L.',.   ヽ _ン    L」 ノ| .|
 (  ,ハ    ヽ _ン   人!      | ||ヽ、       ,イ| ||イ| /
,.ヘ,)、  )>,、 _____, ,.イ  ハ    レ ル` ー--─ ´ルレ レ´ 

O "Yukkuri shite itte ne!!!" original em arte Shift-JIS.
Yukkuri Marisa (esquerda) e Yukkuri Reimu (direita)

Dentre os derivativos mais populares da série estão a série de vídeos em Flash criados pelo círculo dōjin de música IOSYS. Muitos deles, o mais popular sendo "Marisa Stole the Precious Thing" ("Marisa Roubou a Coisa Preciosa"), são populares em fóruns otaku de internet e o Nico Nico Douga. Um grande meme de internet que surgiu do fandom de Touhou é o "Yukkuri shite itte ne!!!" (ゆっくりしていってね!!!? geralmente traduzido para "Take it easy!!!", algo como "Vá com calma!!!", "Relaxe!!!" ou "Pegue leve!!!"), envolvendo personagens de Touhou como cabeças de pão-doce sem corpo, que se originou de uma tentativa desfigurada de desenhar Reimu e Marisa com arte Shift-JIS. Eles se tornaram tão populares que a frase "Yukkuri shite itte ne!!!" ganhou bronze em "Gíria de Internet do Ano" de 2008 no Japão. As cabeças de pão-doce, que passaram a ser chamadas de "yukkuri", também aparecem em propagandas na internet, nos animes Natsu no Arashi! e Pani Poni Dash!, e, notavelmente, na página principal do 2channel, o maior fórum de internet do mundo.

Touhou Project foi nomeado para a décima primeira premiação da anual Media Arts Plaza da Agência de Assuntos Culturais do Japão, sob a categoria de Entrenenimento. Porém, Wii Sports, da Nintendo, recebeu o grande prêmio e Touhou Project falhou em receber qualquer premiação.

Reitaisai[editar | editar código-fonte]

O Reitaisai do Templo Hakurei (博麗神社例大祭, Hakurei Jinja Reitaisai?, o Grande Festival Regular do Templo Hakurei) é a maior das muitas convenções dōjin que hospedam apenas conteúdo de Touhou. Ele começou em 2004 como um modo do Team Shanghai Alice distribuir publicamente para os fans versões demo de seus jogos a serem lançados, antes destes serem disponibilizados através da internet; em adição, o Reitaisai de 2004 teve um total de 114 círculos dōjin participantes. Desde então muitos trabalhos derivativos de Touhou também são reunidos e vendidos neste evento. Começando todo ano em abril ou maio, a convenção já foi hospedada em Ota, Tokyo em 2004; Naka-ku, Yokohama em 2005; Sunshine City, Tokyo em 2006 e 2007; no Tokyo Big Sight em 2008, onde 1086 círculos participaram, e também em 2009. Apesar do coordenador desta convenção não ter nada a ver oficialmente com o Team Shanghai Alice, o nome "Reitaisai do Templo Hakurei" foi dado pelo próprio ZUN.

referências[editar | editar código-fonte]

  1. 東方Project 第12.5弾 (em japonês). ZUN. Página visitada em 2 de março de 2010.
  2. 夏コミ情報 (em japonês). ZUN (23 de julho de 2010). Página visitada em 24 de julho de 2010.
  3. 東方Project第13弾 東方神霊廟 〜 Ten Desires. (em japonês). ZUN (25 de fevereiro de 2011). Página visitada em 28 de fevereiro de 2011.
  4. 東方心綺楼 ~ Hopeless Masquerade (em japonês). Twilight Frontier. Página visitada em 5 de outubro de 2012.
  5. 東方Project 第14弾の情報です (em japonês). ZUN (11 de maio de 2013). Página visitada em 11 de maio de 2013.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências