Virgílio Castelo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta biografia de uma pessoa viva cita fontes fiáveis e independentes, mas elas não cobrem todo o texto. (desde dezembro de 2013) Ajude a melhorar esta biografia providenciando mais fontes fiáveis e independentes. Material controverso sobre pessoas vivas sem apoio de fontes fiáveis e verificáveis deve ser imediatamente removido, especialmente se for de natureza difamatória.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Virgílio Castelo
Nome completo Virgílio Manuel da Costa Castelo
Nascimento 26 de Fevereiro de 1953 (61 anos)
Lisboa, Portugal
Nacionalidade Portugal Portuguesa
Ocupação Escritor e actor

Virgílio Manuel da Costa Castelo[1] (Lisboa, 26 de Fevereiro de 1953), é um actor, encenador, apresentador e ficcionista português.

Biografia[editar | editar código-fonte]

É filho de António Castelo e de sua mulher … da Costa, Goeses católicos; uma família bastante pobre. Isto fez com que Virgílio passasse por vários empregos antes da carreira artística. Frequentou a Escola Industrial, curso que não concluiu para começar a trabalhar, com apenas 14 anos, como escriturário do Ministério das Finanças. Aos 20 anos, emigra para França, tendo trabalhado nas obras de ampliação do aeroporto de Orly e, de seguida trabalhou como recepcionista num requintado hotel parisiense.

Regressou a Portugal em 1975, iniciando então a sua carreira como actor. Em 1978 regressa a França mas, desta vez para estudar representação, área onde se diplomou, na Universidade de Estrasburgo, através de uma bolsa da Fundação Calouste Gulbenkian. É um dos fundadores do Grupo de Teatro Adoque. Em teatro trabalhou em musicais, teatro infantil, comédia e drama. Apresentou durante 3 anos um programa televisivo “Isto só vídeo”. Entre 1993 e 1999 dirigiu actores e esteve à frente da direcção da NBP.

Em 1995 apresentou o programa Isto Só Vídeo na RTP1. Voltou a apresentar em 2007, o talk-show, Ainda Bem que Apareceste, no mesmo canal.

Depois de passar para a televisão publica onde participa na co-produção da RTP e da Band, Paixões Proibidas, encabeça o elenco do remake de Vila Faia. Em 2009 chega à SIC para assumir funções como consultor para a ficção nacional, onde participa também na novela "Podia Acabar o Mundo", e posteriormente em "Lua Vermelha", "Família Mata" e "Laços de Sangue". Ainda em 2009 foi dirigido por Joaquim Leitão, em A Esperança Está Onde Menos se Espera. Em 2011 abandona a SIC e passa então a integrar a equipa de actores exclusivos da TVI.

Casou duas vezes, com Maria de Fátima de Melo Custódio, de quem tem uma filha Tâmara de Melo Castelo (8 de Julho de 1984), e com a também actriz Alexandra Lencastre. Viveu com a fotógrafa Maria Correia Mendes de Lucena (Lisboa, 11 de Fevereiro de 1970), sobrinha-bisneta do 6.º Marquês de Lavradio e 9.º Conde de Avintes e do 4.º Conde de Lavradio, de quem tem duas filhas, Violeta de Lucena Castelo (2 de Junho de 2004) e Sancha de Lucena Castelo (13 de Fevereiro de 2009).

Trabalho como actor em Cinema / Televisão[editar | editar código-fonte]

TELEVISÃO (Apresentação)[editar | editar código-fonte]

  • 2007 AINDA BEM QUE APARECESTE - FREMANTLE, RTP
  • 2007 GALA DE HOMENAGEM A MILÚ - RTP 
  • 2006 OBRAS DO MAX - RTP 
  • 1995 MISS PORTUGAL - RTP 
  • 1992-95 ISTO SÓ VIDEO - RTP 

Dobragem[editar | editar código-fonte]

  • 2011 FILME HOP (COELHO DA PÁSCOA) - Universal Pictures - Estúdios On Air
  • 2010 COMO TREINARES O TEU DRAGÃO - Dreamworks Animation – Estúdios On Air

Prémios[editar | editar código-fonte]

  • 2011 INTERNATIONAL EMMY AWARD - Prémio colectivo pela Telenovela “Laços de Sangue”, SIC
  • 2011 PRÉMIO AUTORES SPA/RTP - Nomeado melhor actor pelo filme "O Camareiro" 
  • 2010 PRÉMIO DE ACTORES DE CINEMA FUNDAÇÃO GDA - Melhor Actor Secundário no filme “Um Amor de 
  • Perdição” 
  • 2010 GLOBO DE OURO - Melhor Actor Teatro, em “O Camareiro” 
  • 2010 NOMEADO PRÉMIO AUTORES SPA - Melhor Actor Teatro, em “O Camareiro” 
  • 2002 GLOBO DE OURO Melhor Actor Teatro - em “Partitura Inacabada” e “Encontro com Rita Hayworth”

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • O Último Navegador (2008)
  • Despedida de Casado (2014)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Certidão de lista de associadas da Audiogest (pdf) IGAC/Ministério da Cultura (2007-07-25). Página visitada em 26 de Dezembro de 2013. Cópia arquivada em 24 de Dezembro de 2013.