Xulsigiae

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Na religião galo-romana, a Xulsigiae foram deusas triplas[1] cultuadas no templo de primavera-de-cura em Augusta dos Tréveros (atualmente Tréveris). Edith Wightman sugere que elas "podem ser ninfas locais da primavera"; por outro lado, também liga seus nomes àquelas de Sulévia, a quem caracteriza como "deusas domésticas".[2] O templo delas, um santuário menor próximo ao templo monumental Lenus Marte,[3] também tem figuras de barro produzidas dos gênios cuculatos.[4] O próprio nome é atestado apenas de uma inscrição, onde acompanha aquele de Lenus Marte:

LENO MARTI


ET XVLSIGIIS
L VIRIVS DISE


TO V S L M[5]

"Para Lenus Marte e Xulsigiae, Lucius Virius Diseto livre e merecidamente cumpriu seu voto."

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Godchecker.com entrada
  2. Edith Mary Wightman (1970). Roman Trier and the Treveri. Rupert Hart-Davis, London.
  3. Kraftorte und Kultplätze in Rheinland Pfalz, Deutschland. (em alemão)
  4. Carlie Sigel. "Exposição Paper de Genius Cucullatus."
  5. L'Année épigraphique 1924: 00016. Recuperado de Epigraphik-Datenbank Clauss / Slaby em 29 de março de 2008.