Ángel Guillermo Hoyos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ángel Hoyos
Ángel Hoyos
Hoyos na coletiva de imprensa após jogo entre a
Universidad de Chile e o Colo-Colo em 2018.
Informações pessoais
Nome completo Ángel Guillermo Hoyos Marchisio
Data de nasc. 9 de junho de 1963 (57 anos)
Local de nasc. Córdoba,  Argentina
Altura 1,73 m
Apelido Cabellos de Oro
Informações profissionais
Equipa atual Argentina Aldosivi
Posição Treinador (Ex-volante)
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos)
1979
1979–1980
1981–1982
1983–1984
1985
1986–1989
1990
1990–1991
1991–1992
1992–1993
1994
1995
1996
1997
Argentina Banfield
Argentina Talleres
Espanha Real Madrid B
Argentina Talleres
Bolívia Blooming
Argentina Boca Juniors
Argentina Gimnasia La Plata
Chile Everton de Viña del Mar
Argentina Chacarita Juniors
Colômbia Tolima
Colômbia Unión Magdalena
Venezuela Deportivo Táchira
Venezuela Atlético El Vigía
Venezuela Minervén


15 (3)


46 (2)



38 (2)



Times/Equipas que treinou
2003–2005
2006–2007
2007–2008
2008–2009
2009–2010
2010–2011
2011–2012
2012–2013
2013–2014
2014
2015
2016
2016
2017–2018
2019
2019–
Espanha Barcelona B
Grécia Aris Salônica
Grécia Atromitos
Grécia PAS Giannina
Grécia Panserraikos
Chipre Anorthosis Famagusta
Bolívia Bolívar
Colômbia Once Caldas
Grécia Iraklis
Argentina Talleres
Estados Unidos Jacksonville Armada
Bolívia Oriente Petrolero
Flag of Bolivia.svg Bolívia
Chile Universidad de Chile
México Atlas
Argentina Aldosivi











Última atualização: segunda-feira, 06 de julho de 2020

Ángel Guillermo Hoyos Marchisio (Córdoba, 9 de junho de 1963) é um ex-futebolista e treinador de futebol argentino que atuava como volante. Atualmente, é técnico do Aldosivi.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Como jogador, destacou-se no Boca Juniors, tendo passado ainda pelo Real Madrid B entre 1981 e 1982. Jogou também por equipes de seu país (Banfield, Talleres, Gimnasia La Plata e Chacarita Juniors), da Bolívia (Blooming), da Colômbia (Tolima e Unión Magdalena) e do Chile (Everton de Viña del Mar). Encerrou sua carreira no futebol venezuelano, em 1997, após defender Deportivo Táchira, Atlético El Vigía e Minervén.

Entre 2001 e 2006, foi diretor das categorias de base do Barcelona, sendo responsável por descobrir Lionel Messi, que chegou a ser comandado por ele entre 2003 e 2005. Em 13 anos como técnico, Hoyos comandou 5 equipes da Grécia (Aris Salônica, Atromitos, PAS Giannina, Panserraikos e Iraklis), além de Anorthosis Famagusta (Chipre), Once Caldas[1] (Colômbia), Talleres, Jacksonville Armada (EUA), Bolívar e Oriente Petrolero (ambos da Bolívia).

Em agosto de 2016, foi confirmado como novo treinador da Seleção Boliviana, em substituição a Julio César Baldivieso.[2] Marcelo Moreno e Ronald Raldes, que chegaram a declarar aposentadoria de La Verde durante a passagem de Baldivieso, voltaram a ganhar chances com Hoyos.

Após treinar Universidad de Chile e Atlas (México), assumiu o comando técnico do Aldosivi em 2019.

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) treinador(a) de futebol é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.