Aaron Tura

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Aaron Tura
Aaron Tura, nos bastidores do canal TV Foco ao Vivo
Nome completo Aaron Racanicchi Tura
Nascimento 1 de dezembro de 1991 (30 anos)
São Paulo, SP
Residência São Paulo, SP
Nacionalidade brasileiro
Ocupação
Principais trabalhos TV Foco
A Tarde É Sua
Melhor da Tarde
Página oficial
aaronturatv.ig.com.br

Aaron Racanicchi Tura (São Paulo, 1 de dezembro de 1991) é um colunista de celebridades e jornalista brasileiro. É idealizador e editor-chefe do portal de fofocas TV Foco.[1]

Ao longo de sua carreira foi colunista em programas televisivos como A Tarde é Sua na RedeTV! e Melhor da Tarde na Band, onde trazia como tema as novidades do mundo das celebridades, e no rádio foi apresentador do programa Chupim, transmitido diariamente pela Metropolitana FM.[2]

Atualmente integra o time de apresentadores do programa TV Foco Ao Vivo, transmitido diariamente no YouTube, e comanda o site, especializado em novelas, Aaron Tura TV.[3] Em entrevista concedida ao Tv Pop em março de 2021, revelou inspirar-se em apresentadoras como Sonia Abrão e Luciana Gimenez.[4]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Aaron nasceu em 1 de dezembro de 1991. Em 2006, aos 15 anos, criou a TV Foco em formato de blog pessoal.[5]

Em 2018, foi eleito pela Guia Gay São Paulo como um dos 50 LGBTs mais influentes do Brasil.[6]

Carreira em comunicação[editar | editar código-fonte]

Em paralelo ao TV Foco, contribuiu como colunista social em programas televisivos. Recorrentemente, participou de programas como Mulheres da TV Gazeta[7] e Super Pop da Rede TV!,[8] e participou, semanalmente, do programa Tudo Posso na Rede Família.[9]

Em 2014, fez sua estreia no programa A Tarde é Sua, apresentado por Sonia Abrão, onde permaneceu até o inicio de 2018.[10][11] Em fevereiro de 2018, migrou para a Band, quando foi anunciado como membro da equipe, do até então, novo programa vespertino da emissora, Melhor da Tarde,[12] do qual foi desligado após repercussão negativa de algumas notícias publicados pela TV Foco, envolvendo a atriz Isis Valverde e sob a acusação de publicar uma fake news sobre o pós-morte do apresentador Augusto Liberato. Após seu desligamento da emissora, participou do Melhor da Tarde até janeiro de 2020, através de programas que já haviam sido gravados.[13]

Após deixar a televisão, no ano de 2020, migrou para o Youtube, onde através do canal da TV Foco, passou a produzir lives diárias, comentando os destaques do mundo das celebridades.[14] Em 2021, ingressou como apresentador do programa Chupim, transmitido diariamente pela Rádio Metropolitana FM, mas no mesmo ano deixou o programa para dedicar-se a outros projetos profissionais.[3]

Controvérsias[editar | editar código-fonte]

O TV Foco é nótorio por seus títulos sensacionalistas, distorcidos e falsos, e pela cópia de notícias de outros veículos de comunicação, sendo criticado pela imprensa e por celebridades.[15][16][17][18][19][20][21][22] Segundo o proprietário e editor-chefe do TV Foco, após o envolvimento em polêmicas no final de 2019, o site passou a suavizar os títulos de suas manchetes e também buscou abordar questões mais relevantes à sociedade atual.[23] No entanto, as críticas continuaram.[19][20][22]

Em 2022, Sérgio Spagnuolo falou ao Núcleo sobre o clickbait do TV Foco, exemplificando com a matéria "Participante do BBB sofre AVC na casa, cai dura no chão e é socorrida por brother que é médico: 'Não volta'":[20]

Demissão da Band[editar | editar código-fonte]

Em dezembro de 2019, a Rede Bandeirantes decidiu demitir o jornalista Aaron Tura, que trabalhava no programa Melhor da Tarde, de Catia Fonseca, pela má repercussão de uma fake news sobre a morte de Gugu Liberato. O TV Foco escreveu a matéria: "Roberto Cabrini faz descoberta avassaladora na morte de Gugu e é ameaçado pela família: 'A verdade vai aparecer'". Esther Rocha, assessora de Gugu, enviou vários áudios ao TV Foco e alegou não ter sido procurada para dar o posicionamento da família. Em áudios divulgados na internet, Esther chama o TV Foco de "lama" e "vergonha para o jornalismo de celebridades".[17] Com a repercussão, o jornalista Aaron Tura foi demitido da Band.[16]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Aaron Tura, após demissão da Band, se pronuncia pela primeira vez: "As pessoas são cruéis"». O Canal. 21 de dezembro de 2019. Consultado em 28 de agosto de 2021 
  2. «Aaron Tura, ex-Sonia Abrão e ex-Catia Fonseca, está de casa nova». Aarontura TV. 25 de agosto de 2021. Consultado em 28 de agosto de 2021 
  3. a b «Após sair de rádio, Aaron Tura foca em novos projetos na web». Jornal de Brasilía. 30 de outubro de 2021. Consultado em 30 de outubro de 2021 
  4. «Aaron Tura conta os bastidores do TV Foco e revela inspiração em Sonia Abrão». Tv Pop. 30 de março de 2021. Consultado em 28 de agosto de 2021 
  5. «50 LGBT mais Influentes do Brasil em 2018». Guia Gay São Paulo. 25 de fevereiro de 2019. Consultado em 28 de agosto de 2021 
  6. Aaron Racanicchi comenta as fofocas das celebridades no "Mulheres" (TV Gazeta) 22/07/14 (vídeo). Brasil: Mulheres, YouTube. 22 de julho de 2014. Em cena em 18:18. Consultado em 28 de agosto de 2021 
  7. “Emissora está preocupada com próximas edições”, diz especialista em BBB (vídeo). Brasil: Rede Tv, YouTube. 15 de abril de 2021. Em cena em 2:46. Consultado em 28 de agosto de 2021 
  8. PGM Tudo Posso 30 03 16 BLOCO 4 (vídeo). Brasil: TV Câmara Caxias, YouTube. 31 de março de 2016. Em cena em 12:56. Consultado em 28 de agosto de 2021 
  9. «Aaron Racanicchi estreia no 'A Tarde é Sua'». Tv Uol. 3 de setembro de 2014. Consultado em 28 de agosto de 2021 
  10. «Sonia Abrão perde colunista para o novo programa de Catia Fonseca na Band». alta Definição. 25 de janeiro de 2018. Consultado em 28 de agosto de 2021 
  11. «Catia Fonseca divulga 1ª chamada de seu programa na Band; assista». Estadão. 11 de fevereiro de 2018. Consultado em 28 de agosto de 2021 
  12. «Jornalista que distorceu notícias sobre Gugu e Isis Valverde sairá da Band». Claudia. 14 de dezembro de 2019. Consultado em 28 de agosto de 2021 
  13. «TV Foco investe em estúdio próprio e relança canal do Youtube de olho no conteúdo ao vivo». Geek Publicitário. 8 de junho de 2020. Consultado em 28 de agosto de 2021 
  14. Jéssica Nakamura (11 de dezembro de 2019). Folha de S.Paulo, ed. «Tatá Werneck critica sexualização de foto de Isis Valverde amamentando e gera mamaço virtual». Consultado em 14 de dezembro de 2019 
  15. a b Helio Uchôa (12 de dezembro de 2019). MTV Brasil, ed. «Band demite dono do TV Foco após fake news sobre Gugu Liberato». Consultado em 14 de dezembro de 2019 
  16. a b Notícias da TV/UOL, ed. (13 de dezembro de 2019). «Band demite jornalista que publicou fake news sobre a família de Gugu Liberato». Consultado em 14 de dezembro de 2019 
  17. «Falso: Renato e Cristiane Cardoso "entram em conflito" durante live». Universal. 25 de junho de 2020. Consultado em 5 de setembro de 2021 
  18. a b «Guilherme Ravache - Bonner, Maju, Tralli: ninguém escapa do site de fofocas que dominou a Globo». UOL. Consultado em 24 de novembro de 2022 
  19. a b c «A cada clickbait do seu site um panda morre na China». Núcleo Jornalismo. 31 de janeiro de 2022. Consultado em 24 de novembro de 2022 
  20. «TV Foco é especialista em copiar notícias dos outros sites, diz jornalista». Teleguiado. 5 de abril de 2019. Consultado em 5 de setembro de 2021 
  21. a b «Giovanna Antonelli notifica site de celebridades por sensacionalismo». O Tempo. Consultado em 24 de novembro de 2022 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]