Acid house

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura o conceito aplicado na ciência da computação, veja ACID.
Acid House
Origens estilísticas House
Música psicodélica
Contexto cultural Década de 80 Estados Unidos
Instrumentos típicos Sintetizador, Bateria eletrônica, Sequenciador, Teclado, Roland TB-303, Roland TR-808
Popularidade Final dos anos 80 e início dos anos 90 Estados Unidos, Reino Unido
Formas derivadas Rave

O Acid house é um estilo da música eletrônica, sub-vertente da house. A Acid house teve sua primeira aparição no meio dos anos 80, num trabalho chamado "Acid Traxx", feito pelos produtores de Chicago DJ Pierre, Adonis, Farley Jackmaster Funk e Phuture (esse último que levou nome da música que virou clássico). O Acid House é a mistura de elementos da house com o som pesado e graves fundos da Drum Machine Roland TR-808. O termo "acid" deriva da utilização do sintetizador de baixo Roland TB-303 que com seus efeitos de filtros reproduzem um "som ácido".

Esse estilo era exclusivamente um fenômeno de Chicago, mas em 1987[carece de fontes?] virou febre no Reino Unido e na Europa Continental, sendo muito tocado por Djs. O smiley, um sorriso dentro de uma bola amarela, virou emblema dos adeptos do acid house e era estampado em camisas. Em 1989, devido principalmente ao álbum Technique do grupo New Order e a casa noturna do próprio New Order, The Haçienda, o estilo teve seu auge, chegando ao mainstream mundial.

No começo dos anos 90 o estilo perdeu a força, mas deixou uma grande influência na Cultura popular, principalmente na Dance Music, considerando o grande número de faixas de música eletrônica que fazem referência a acid house com o uso de seus sons, incluindo trance, Goa Trance, psytrance, breakbeat, big beat, techno, trip-hop e house music. Este estilo foi descoberto pelo dj francês David Guetta que ainda hoje faz sucesso com suas músicas marcantes por todo o mundo. [1]

Músicas de Acid House que mais marcaram:

Referências

  1. Shapiro, Peter (2000). Modulations: A History of Electronic Music Caipirinha Productions Inc. [S.l.] pp. 76–77. ISBN 0-8195-6498-2.