Chiptune

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Chips usados no Commodore 64

Chiptune, ou chip music é um estilo musical escrito em formatos de som cujos efeitos sonoros são sintetizados em tempo real por um computador ou console de Video game que gera sons característicos de jogos antigos.

Chiptunes[editar | editar código-fonte]

A "era de ouro" dos chiptunes foi em meados dos anos 80 até o início dos anos 90, quando estes sons característicos eram os únicos disponíveis para a criação de música em computadores. Os compositores possuíam grande flexibilidade em criar seus próprios "instrumentos", mas recentemente os sons sintetizados por computador tinham somente geradores de tons e geradores de ruído, isto também impunha limitações na complexidade das músicas; os chiptunes algumas vezes parecem ásperos, estranhos, repetitivos e característicos de vídeo game para os desacostumados. Chiptunes são estritamente relacionados à música de vídeo games.

O termo, hoje em dia, é normalmente utilizado para representar música que utiliza sons de sintetizadores para valores artísticos que se restringem à limitação do hardware. Um dos desafios dos compositores de chiptunes hoje em dia é conseguir produzir os sons característicos utilizando o recurso tecnológico atual, visto que a característica principal do chiptune é a limitação dos recursos. Geralmente é utilizado programas virtuais denominados Trackers para cumprir a tarefa da composição, após a recriação destes timbres.

Existem muitos compositores, e até mesmo bandas, que utilizam e classificam o "Chiptune" como princípal estilo musical. As características deste gênero também são amplamente utilizadas como pequenos complementos sonoros em músicas pop ou até em músicas eletrônicas de rave, como techno, trance, entre outros sub-gêneros, como por exemplo:

Sub-Gêneros do Chiptune[editar | editar código-fonte]

Clássicas[editar | editar código-fonte]

São as composições originais criados por chips, feitos para computadores como o Commodore 64 e para videogames antigos 8 bits, como por exemplo, o Atari 2600, NES e Game Boy. Algumas dessas músicas ficaram eternizadas, como a canção tema do Super Mario Bros.

Neo-Clássicas[editar | editar código-fonte]

São as músicas criadas atualmente, imitando da maneira mais parecida e conservadora possível os sons gerados pelos videogames. É emulado através de sintetizadores, sejam eles analógicos ou virtuais, e através de programas trackers. A cena está ativa e após a produção geralmente é distribuída através de websites, fóruns e outros meios de divulgação, gerando um apoio mútuo entre os demais compositores.

Electro/Electropop[editar | editar código-fonte]

Gênero musical que mistura o pop com os sons do chiptune original. Os efeitos característicos do chiptune são misturados com batidas de techno, guitarras, vozes, entre muitas outras combinações. Muito usado por grupos eletrônicos, bandas de indie rock, cantores pop, etc.

O Electropop que tem uma influência realmente grande do chiptune recebe o nome de Bit-pop. Já no Japão há uma versão deste gênero chamado Pico-pop, que apresentam músicas bem alegres e festivas por serem influenciados pelo j-pop.

Nintendocore[editar | editar código-fonte]

Uma vertente do chiptune que busca um ritmo e uma desenvoltura extremamente rápida e intensa, misturado com os instrumentos e a voz do metalcore ou do hardcore punk. O nome "Nintendocore" foi inventado inicialmente como uma piada à empresa Nintendo, conhecida por seus videogames 8 bits, mas aos poucos acabou sendo oficialmente adotado como nome do estilo.

Gamewave[editar | editar código-fonte]

Inspirados na geração new wave, este é um movimento que tinha a intenção de criar músicas de video games originais, usando diversas experimentações amigáveis com outros tipos de música eletrônica.

No Brasil[editar | editar código-fonte]

Existem artistas brasileiros desse gênero, alguns antigos e não produzem mais. A cena atual ainda está em expansão e o primeiro festival aconteceu do dia 9 ao 12 de Julho de 2009 em São Paulo. O por enquanto único selo/coletivo existente no Brasil e atuante é o Chippanze, que promove oficinas e shows para a expansão da chipmusic no país.

Formatos mais comuns hoje em dia[editar | editar código-fonte]

  • .XM
  • .MOD
  • .MP3
  • .IT
  • .S3M

Alguns sistemas famosos com a sonoridade Chiptune[editar | editar código-fonte]

Veja Também[editar | editar código-fonte]

Ligações Externas em português[editar | editar código-fonte]

Ligações Externas em inglês[editar | editar código-fonte]

Arquivos[editar | editar código-fonte]

Tocadores[editar | editar código-fonte]

Estações de Rádio[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre música é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Ícone de esboço Este artigo sobre jogos eletrônicos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.