Aeroporto de Londres Heathrow

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Heathrow redireciona para este artigo. Para a região censitária da Flórida, veja Heathrow (Flórida).
Airport symbol comercial.png
Aeroporto de Londres Heathrow
Heathrow Airport
Fotografia aérea do aeroporto
IATA: LHR - ICAO: EGLL
Características
Tipo Público
Administração Heathrow Airport Holdings
Serve Região de Londres
Localização Inglaterra Hillingdon, Londres
Inauguração 1929 (87 anos)
Coordenadas 51° 28' 39" N 0° 27' 41" O
Altitude 25 m (82 ft)
Movimento de 2014
Passageiros 73 405 330 passageiros[1]
Carga 1 408 906 Kg[1]
Aéreo 472 802 movimentações[1]
Capacidade anual 76 000 000 passageiros[1]
Website oficial Página oficial
Mapa
EGLL está localizado em: Inglaterra
EGLL
Localização do aeroporto na Inglaterra
Pistas
Cabeceira(s) Comprimento Superfície
09L / 27R 3 902 m (12 802 ft) Asfalto
09R / 27L 3 660 m (12 008 ft) Asfalto

O Aeroporto de Londres Heathrow (IATA: LHRICAO: EGLL) é um aeroporto internacional localizado no oeste de Londres, Inglaterra. Heathrow é o aeroporto mais movimentado do Reino Unido, o aeroporto mais movimentado da Europa em número de passageiros, e o terceiro aeroporto mais movimentado do mundo pelo tráfego total de passageiros. Em 2014, movimentou 73,4 milhões de passageiros, um aumento de 1,4% referente a 2013.[2]

Heathrow fica a 12 milhas náuticas (22 quilômetros; 14 milhas) a oeste da parte central de Londres,[3] e tem duas pistas paralelas, juntamente com quatro terminais de passageiros em uma área de 12 quilômetros quadrados (4,69 milhas quadradas). O aeroporto é de propriedade e operado pela Heathrow Airport Holdings, um consórcio internacional liderado pela empresa espanhola Ferrovial e que inclui empresas como Caisse de dépôt et colocação du Québec e GIC Private Limited.[4] Heathrow serve como hub' para a British Airways e como Focus city para a Virgin Atlantic.

Em setembro de 2012, o governo do Reino Unido estabeleceu uma comissão aeroportuária presidida por Howard Davies, a fim de examinar opções para aumentar a capacidade dos aeroportos do Reino Unido. A comissão estabeleceu duas opções para a expansão de Heathrow em 2013, juntamente com uma terceira opção para a expansão do aeroporto de Gatwick.[5][6] O relatório final, publicado em 1 de julho de 2015, sugeriu a construção de uma terceira pista em Heathrow.[7][8]

História[editar | editar código-fonte]

O Aeroporto de Heathrow começou a sua vida nos anos 1930 com o nome de "Grande Aeródromo do Oeste", pertencendo a uma empresa privada com o nome de Fairey Aviation. Era principalmente usado para concentrações e testes de aviões. Foi então que o nome mudou para "Heath Row", que foi depois demolido para fazer um novo aeroporto onde está hoje localizado o Terminal 3. Nessa altura não tinha tráfego comercial e o principal aeroporto de Londres era o Croydon Airport.

Em 1944 o aeroporto foi parar ao controlo do Ministério da Aviação. Harold Balfour que era o vice-secretário do ministério (1938-1944), escreveu sua autobiografia em 1973 "Wings over Westminster" (Asas sobre Westminster), onde ele fala da necessidade do governo adquirir o aeroporto para ser usado em voos de longo-percurso. Harold Balfour expressou sempre a sua intenção de ver o aeroporto ser utilizado para fins civis. A Força Aérea Inglesa (The Royal Air Force) nunca usou o aeroporto. O aeroporto abriu parcialmente para uso civil a 31 de Maio de 1946 e mudou o nome para Aeroporto de Heathrow em 1947. Tinha então nessa altura 3 pistas e mais 3 em construção.

O Aeroporto de Heathrow nos anos 60

Em 1955 a Rainha Elizabeth II inaugurou o primeiro terminal do aeroporto, o Edifício Europa, que tarde mudou o nome para Terminal 2. Depois entrou em funcionamento o Terminal Oceânico, renomeado mais tarde Terminal 3. A partir daí o aeroporto possuía um ligação direta à cidade de Londres por helicóptero. O Terminal 1 foi inaugurado em 1968.

A localização do aeroporto a oeste de Londres foi uma má escolha, pois ventos fortes fazem com que os aviões voem por cima da cidade durante mais de metade do ano. Outros grandes aeroportos europeus como os de Amsterdã, Paris e Frankfurt estavam situados a norte ou a sul das cidades para evitar que os aviões sobrevoem por cima das cidades. Outro problema era que durante todo o ano sentiam-se grandes nevoeiros que dificultam as vistas.

O Terminal 4 foi construído um pouco afastado dos restantes terminais a sudeste das pistas, e foi inaugurado em 1986, com uma estação do metro.

No ano de 1977 o Metro de Londres expandiu-se até ao aeroporto ligando este ao centro da cidade pela Linha Piccadilly. No ano de 1998, o Heathrow Express foi inaugurado, fornecendo um serviço de tren de Heathrow a Estação de Paddington em Londres, com estações a Terminal 4 e ao centro do aeroporto.

Ligação com o Brasil[editar | editar código-fonte]

Destinos do Aeroporto de Heathrow.

O Aeroporto de Heathrow possui voos diretos para o Brasil, sendo um para o Aeroporto Internacional de São Paulo-Guarulhos pela LATAM Airlines Brasil e pela British Airways e outro para o Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro Tom Jobim/Galeão pela British Airways. As aeronaves utilizadas nos vôos são: para o Rio: Boeing 777 versão 200LR ou 300ER (voos diarios) pela British, e São Paulo Boeing 747-400 (Na maioria esse é utilizado) ou 777-200LR (voos diarios) pela British e Boeing 777-300ER pela LATAM (voos diarios).

Referências

  1. a b c d «UK Airport Statistics: 2014 - annual» (em inglês). Civil Aviation Authority. Consultado em 16 de novembro de 2015. 
  2. «Facts and figures». Heathrow Airport. Consultado em 12 February 2015. 
  3. «London Heathrow – EGLL» (em inglês). NATS Aeronautical Information Service. Consultado em 21 de abril de 2011. 
  4. «Company information» (em inglês). Heathrow Airport Holdings. 2014. Consultado em 14 de janeiro de 2014. 
  5. «Airports Commission reveals expansion shortlist» (em inglês) BBC News [S.l.] 17 de dezembro de 2013. Consultado em 12 February 2015. 
  6. «Airports Commission publishes consultation on shortlisted options for a new runway» (em inglês). Gov.uk. 11 de novembro de 2014. Consultado em 12 de fevereiro de 2015. 
  7. Calder, Simon (1 de julho de 2015). «Heathrow Airport expansion: Commission report backs third runway». The Independent (em inglês) (London [s.n.]). 
  8. Andrew Simms. «Forget Heathrow expansion, Davies report should tackle frequent flyers». the Guardian (em inglês). 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Aeroporto de Londres Heathrow
Ícone de esboço Este artigo sobre um aeroporto, integrado ao Projeto Aviação, é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.