Alberto Tarantini

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Alberto Tarantini
Informações pessoais
Nome completo Alberto César Tarantini
Data de nasc. 3 de dezembro de 1955 (62 anos)
Local de nasc. Ezeiza,  Argentina
Apelido El Conejo ("O Coelho")
Informações profissionais
Posição Lateral-esquerdo e zagueiro
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
1973–1978
1978–1979
1979
1980–1983
1983–1984
1984–1988
1988–1989
Argentina Boca Juniors
Inglaterra Birmingham City
Argentina Talleres
Argentina River Plate
França Bastia
França Toulouse
Suíça St. Gallen
179 (0)
023 (1)
013 (1)
107 (4)
029 (1)
130 (8)
00? (?)
Seleção nacional
1974-1982 Flag of Argentina.svg Argentina 061 (1)

Alberto César Tarantini (Ezeiza, 3 de dezembro de 1955) é um ex-futebolista argentino. Foi campeão do mundo pela seleção de seu país na Copa do Mundo FIFA de 1978.[1]

Considerado um dos maiores laterais-esquerdos do futebol argentino,[2] Tarantini é um dos pouquíssimos jogadores a figurarem entre os grandes ídolos dos arquirrivais Boca Juniors [2] e River Plate.[3] Embora torcedor do River, começou no Boca por questões econômicas: era mais próximo de sua casa e, com isso, mais barato, ir treinar no rival.[3]

No Boca, Tarantini foi considerado o sucessor de outro grande ídolo xeneize, Silvio Marzolini,[2] e não tardou para chegar à Seleção Argentina. Fez parte de um dos elencos mais lembrados da equipe auriazul,[4] o que ganhou tanto o campeonato nacional (este, em uma final contra o River) quanto o metropolitano em 1976 e também a Taça Libertadores da América de 1977, a primeira do Boca.[4] Todavia, por desentendimentos com a diretoria - algo corriqueiro para os jogadores boquenses na presidência de Alberto Jacinto Armando [5] - Tarantini deixou o clube em 1978.

Mesmo sem clube, atuou como titular na Copa do Mundo de 1978,[6] sendo campeão no primeiro título mundial argentino e eleito o melhor de sua posição no torneio, sendo um dos que marcaram gols no polêmico 6 x 0 sobre o Peru que classificou a Argentina para a final.[3] Assim como seus colegas de Albiceleste Osvaldo Ardiles e Ricardo Villa, foi jogar na Inglaterra após a Copa, atuando uma temporada no Birmingham City.

Logo retornou à Argentina, como jogador do Talleres, ficando um semestre no clube de Córdoba até finalmente ser contratado pela equipe pela qual torcia. No River, passou a ser utilizado como zagueiro,[3] fazendo grande dupla com Daniel Passarella.[3] Foi campeão metropolitano já em 1980 e nacional em 1981, na equipe que reuniu boa parte do time titular que a Argentina utilizaria dali a um ano, na Copa do Mundo de 1982: além dele e de Passarella, Ubaldo Fillol, Américo Gallego, Ramón Díaz, Mario Kempes e Julio Olarticoechea foram os riverplatenses chamados para o mundial da Espanha.[7]

Tarantini deixou o River em 1983, atuando por mais seis anos no futebol francês e suíço.

Prêmios e Honrarias[editar | editar código-fonte]

Prêmios e Honrarias[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Seleção Argentina na Copa do Mundo FIFA de 1978». Fifa.com. Consultado em 20 de agosto de 2010 
  2. a b c "Tarantini, Alberto César (1973/77)", Boca - the book of xentenary, 1º ed. Buenos Aires: Planeta, 2005, p. 276
  3. a b c d e "Alberto Tarantini", El Gráfico especial número 27, "100 Ídolos de River", novembro de 2010, pág. 38
  4. a b "The Lorenzo Era", Boca - the book of xentenary, 1º ed. Buenos Aires: Planeta, 2005, pp. 158-173
  5. "The Times They Are A-Changing", Boca - the book of xentenary, 1º ed. Buenos Aires: Planeta, 2005, pp. 144-155
  6. Marcelo Montanini (23 de setembro de 2009). «Campeão de 78 hospitalizado». Futebol Portenho. Consultado em 15 de fevereiro de 2011 
  7. «Argentina's World Cup squad 1982». Planet World Cup (em inglês). Consultado em 15 de fevereiro de 2011 
  8. globoesporte.globo.com/ Com Messi e Maradona, AFA divulga seleção de todos os tempos


Bandeira de ArgentinaSoccer icon Este artigo sobre um futebolista argentino é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.