Sporting Club de Bastia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura o outro clube de Bastia que disputa o CFA, veja Cercle Athlétique Bastiais.
Disambig grey.svg Nota: Se procura o terceiro clube de Bastia que compete no CFA-2, veja Étoile Filante Bastiaise.
Bastia
SC Bastia.png
Nome Sporting Club de Bastia
Alcunhas I Turchini, I Lioni di Furiani,
Les Bleus
Fundação 1905 (112 anos)
Estádio Armand Cesari
Capacidade 16.480
Localização Bastia,  França
Presidente França Pierre-Marie Geronimi
Treinador França Réginald Ray
Patrocinador França Oscaro
Córsega Orezza
França Géant Casino
Material (d)esportivo Itália Kappa
Competição França Championnat National
Website Site oficial
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
editar

Sporting Club de Bastia é uma agremiação esportiva francesa fundada em 1905 e sediada em Bastia, Córsega.

A equipe adquiriu o estatuto profissional em 1965, e se notabiliza principalmente por ter chegado, em 1978, à final da Copa da UEFA (atual UEFA Europa League). Disputaria a Ligue 2 na temporada 2017-18, porém jogará o Championnat National, a terceira divisão francesa, em decorrência de problemas financeiros.

História[editar | editar código-fonte]

O início e a estreia na primeira divisão[editar | editar código-fonte]

Fundado em 1905, o Sporting Club de Bastia foi ativo por mais de cinquenta anos em âmbito regional, participando da Divisão de Honra da Córsega e da Copa da Córsega. Foi a partir dos anos 1950 que a equipe, graças ao interesse do presidente Victor Lorenzi[1] iniciou a escalada em direção ao futebol profissional, culminada em 1965 com a promoção à Ligue 2, a segunda divisão. No fim da temporada 1968-1969, após três campeonatos concluídos abaixo da linha de acesso, o Bastia venceu o certame ganhando, assim, o acesso à máxima divisão do futebol francês.

Na sua estreia na primeira divisão, o Bastia, com uma equipe composta quase completamente por jogadores corsos,[1] alcança a sexta posição. Após duas temporadas, nas quais o time se posicionou na parte baixa da classificação, na temporada 1969-1970 o time se classificou na penúltima posição evitando o rebaixamento aos play-offs[2]), no início da temporada 1971-1972 foi chamado Pierre Cahuzac para dirigir o time. No seu primo ano, conduziu a equipe à qualificação para a Recopa, obtida através da final da Copa da França perdida contra o Olympique de Marselha, campeão francês.

A estréia na Europa e a final da Copa da UEFA[editar | editar código-fonte]

Treinadores do Bastia
  • França Boumedienne Abderrahmane (1957-1961)
  • França François Fassone (1961-1963)
  • Hungria Gyula Nagy (1963-1964)
  • França André Strappe (1964-1965)
  • Hungria Gyula Nagy (1965-1966)
  • França Lucien Jasseron (1966-1969)
  • Argélia Rachid Mekhloufi (1969)
  • França Edmond Delfour / Argélia Rachid Mekhloufi (1969-1970)
  • França Edmond Delfour (1970)
  • Hungria Gyula Nagy (1970)
  • França Jean Vincent (1970-1971)
  • França Pierre Cahuzac (1971-1979)
  • França Jean-Pierre Destrumelle (1979-1980)
  • França Antoine Redin (1980-1985)
  • França Alain Moizan (1985-1986)
  • França Roland Gransart (1986-1991)
  • França René Exbrayat (1991-1992)
  • França Léonce Lavagne (1992-1994)
  • França Frédéric Antonetti (1994-1998)
  • Polónia Henryk Kasperczak (1998)
  • França Laurent Fournier (1998-1999)
  • França José Pasqualetti (1999)
  • França Frédéric Antonetti (1999-2001)
  • França Robert Nouzaret (2001-2002)
  • França Gérard Gili (2002-2004)
  • França François Ciccolini (2004-2005)
  • França Michel Padovani / Henri Durand (2005)
  • França Bernard Casoni (2005-2009)
  • França Philippe Anziani (2009)
  • França Michel Padovani (2009)
  • Bósnia e Herzegovina Faruk Hadžibegić (2009-2010)
  • França Frédéric Hantz (2010-2014)
  • França Claude Makélélé (2014)
  • França Ghislain Printant (2014-2016)
  • França François Ciccolini (2016-2017)
  • Portugal Rui Almeida (2017)
  • França Réginald Ray (2017-)

No ano sucessivo a equipe, na sua estréia em um certame europeu, foi eliminada na primeira fase da Recopa pelo Atlético de Madrid, mas conseguiu vencer o seu primeiro troféu oficial ganhando a Supercopa da França contra o Olympique de Marseille. Nas três temporadas seguintes, o Bastia disputou outras temporadas concluídas na metade da tabela até à temporada 1976-1977, na qual a equipe, graças a um ataque muito prolífico. 82 gols assinalados[1]por Dragan Džajić e François Félix[3]). O time conseguiu o terceiro lugar, qualificando-se para a Copa da Uefa.

Na temporada seguinte a equipe, con Johnny Rep, em substituição a Džajić, alcançou o quinto lugar no campeonato, enquanto na Copa da Uefa, após ter eliminado pela ordem Sporting, Newcastle, Torino, Carl Zeiss Jena e Grasshoppers, o time chegou à final contra o PSV Eindhoven. O Bastia foi batido no jogo de volta em Eindhoven por 3 a 0, após empate em 0 a 0 na partida de ida em Furiani. A derrota na final da Copa da Uefa significou para a equipe o início de um lento declínio das apresentações. Já no ano sucessivo a equipe, apresentando uma formação substancialmente similar àquela da temporada anterior, se classificou na décima-quarta posição. O Bastia na temporada 1980-1981, dirigido por Antoine Redin, venceu a Copa da França ao bater o Saint-Étienne, que tinha sido campeão francês.

O declínio e a tragédia de Furiani[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Tragédia de Furiani

A conquista do troféu nacional não evitou o declínio das apresentações da equipe que, mesmo dispondo de atletas renomados como Roger Milla, Alberto Tarantini, Józef Młynarczyk e Pascal Olmeta, continuou a disputar campeonatos abaixo da metade da tábua de classificação, até cair com larga antecedência na temporada 1985-1986.[1] Nos anos sucessivos, o Bastia, que tornara à Ligue 2, após dezoito anos de militância na máxima série, não conseguiu centralizar o objetivo da imediata promoção, classificando-se sempre em posições abaixo da zona de acesso.[1]

Na temporada 1991-1992, dirigido por René Exbrayat, o Bastia se habilitou na quarta posição, mas não conseguiu chegar às semifinais da Copa da França contra o Olympique, então campeão francês. Todavia, no dia do encontro, que teria ocorrido a 5 de maio de 1992, em Furiani, despencou uma tribuna provisória do estádio causando a morte de dezessete pessoas e o ferimento de duas mil.[1] Esse fato, conhecido como a Tragédia de Furiani, determinou a anulação da edição da copa nacional.

O retorno à primeira divisão e à Europa[editar | editar código-fonte]

O Bastia voltou à máxima série no final da temporada 1993-1994, se classificando na terceira posição. Após duas temporadas concluídas no décimo-quinto lugar, em 1996-1997, a equipe sob a direção de Fréderic Antonetti, chegou à sétima posição, se qualificando para a Copa Intertoto, à qual venceu, batendo na final, na prorrogação, os suecos do Halmstads.

A vitória na Copa Intertoto permitiu, consequentemente, à equipe de se qualificar para a edição 1997-1998 da Copa da Uefa, na qual foi eliminada pelo Steaua Bucareste. Durante a temporada 1997-1998, na primeira divisão, o Bastia conseguiu se classificar mais uma vez à Copa Intertoto, da qual acabou eliminado nas semifinais pelo FK Vojvodina.

Os anos 2000 e o novo declínio[editar | editar código-fonte]

Nas temporadas sucessivas após a experiência européia, o Bastia acusou pela segunda vez uma lenta flexão nos resultados novamente obtendo posições abaixo da metade da classificação. A única exceção ocorreu na final da Copa da França, na temporada 2001-2002, à qual perdeu para o Lorient. Até que na temporada 2004-2005, o time caiu para a Ligue 2. Também na segunda divisão o declínio continuou, pois a equipe se apresentou por duas temporadas consecutivas, 2007-2008 e 2008-2009 na décima-primeira posição.

Em 2009-2010 ficou em último lugar na Ligue 2, caindo para o Campeonato Nacional, a terceira divisão. Em 2010-2011, reconquistou logo o acesso à segunda divisão, obtendo o primeiro lugar na terceira com 91 pontos. Na temporada seguinte, o clube voltou a disputar a primeira divisão francesa, encerrando o campeonato em 12º lugar, com 43 pontos. O Bastia permaneceu no bloco intermediário da classificação até a temporada 2016-17, quando ficou na lanterna da Ligue 1 e caiu para a Ligue 2. Porém, a DNCG (Direction Nationale du Contrôle de Gestion), que verifica a situação financeira dos clubes da França, decidiu rebaixar o Bastia automaticamente para o Championnat National, em decorrência dos problemas financeiros.[4]

Elenco[editar | editar código-fonte]

Atualizado em 31 de janeiro de 2017.

Goleiros
Jogador
1 França Thomas Vincensini
16 França Jean-Louis Leca
30 França Alexis Thébaux
Defensores
Jogador Pos.
3 França Nicolas Saint-Ruf Z
5 França Sébastien Squillaci Z
17 Marrocos Yannis Lamgahez Z
23 França Alexander Djiku LD
29 França Gilles Cioni LD
28 França Florian Marange LE
' França Edgar Alexandre LE
Meio-campistas
Jogador Pos.
12 Mali Abdoulaye Keita V
14 Argélia Mehdi Mostefa V
18 França Yannick Cahuzac Capitão V
25 França Lassana Coulibaly V
7 Guiné Sadio Diallo M
19 França Axel Ngando M
21 Gana Geoffrey Acheampong M
22 França Farid Boulaya M
35 França Hugo Magnetti M
Atacantes
Jogador
8 França Gaël Danic
9 França Florian Raspentino
Comissão técnica
Nome Pos.
França Réginald Ray T
França Benoît Tavenot AS
Maurícia Andy Peterbridge PF
França Anthony Grech-Angelini PF
França Cyrille Brunel MD
França Stéphane Saoli MD
França Jérôme Cancellieri MD
França Jean-Pierre Ienco FT
França Mickaël Bondet-Laborie FT

Uniformes[editar | editar código-fonte]

Uniformes atuais[editar | editar código-fonte]

  • 1º - Camisa azul, calção e meias azuis;
  • 2º - Camisa branca, calção e meias brancas;
  • 3º - Camisa preta, calção e meias pretas.
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Primeiro Uniforme
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Segundo Uniforme
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Terceiro Uniforme

Uniformes dos goleiros[editar | editar código-fonte]

  • Camisa amarela, calção e meias pretas;
  • Camisa cinza, calção e meias pretas.
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Primeiro Uniforme
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Segundo Uniforme

Uniformes anteriores[editar | editar código-fonte]

  • 2011-12
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Primeiro Uniforme
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Segundo Uniforme
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Terceiro Uniforme

Cronologia[editar | editar código-fonte]

Cronologia do SC Bastia
  • Divisão 2 1965-1966 - 4° na Divisão 2
  • Divisão 2 1966-1967 - 3° na Divisão 2
  • Divisão 2 1967-1968 - 1° na Divisão 2. Promovido à Divisão 1
  • Divisão 1 1968-1969 - 6° na Divisão 1
  • Divisão 1 1969-1970 - 17° na Divisão 1
  • Divisão 1 1970-1971 - 17° na Divisão 1
  • Divisão 1 1971-1972 - 9° na Divisão 1
  • Divisão 1 1972-1973 - 9° na Divisão 1. Vence a Supercopa da França
  • Divisão 1 1973-1974 - 15° na Divisão 1
  • Divisão 1 1974-1975 - 6° na Divisão 1
  • Divisão 1 1975-1976 - 8° na Divisão 1
  • Divisão 1 1976-1977 - 3° na Divisão 1
  • Divisão 1 1977-1978 - 5° na Divisão 1
  • Divisão 1 1978-1979 - 14° na Divisão 1
  • Divisão 1 1979-1980 - 16° na Divisão 1
  • Divisão 1 1980-1981 - 12° na Divisão 1. Vence a Copa da França
  • Divisão 1 1981-1982 - 12° na Divisão 1
  • Divisão 1 1982-1983 - 17° na Divisão 1
  • Divisão 1 1983-1984 - 10° na Divisão 1
  • Divisão 1 1984-1985 - 14° na Divisão 1
  • Divisão 1 1985-1986 - 20° na Divisão 1. Rebaixado à Divisão 2.
  • Divisão 2 1986-1987 - 5° na Divisão 2
  • Divisão 2 1987-1988 - 8° na Divisão 2
  • Divisão 2 1988-1989 - 5° na Divisão 2
  • Divisão 2 1989-1990 - 6° na Divisão 2
  • Divisão 2 1990-1991 - 6° na Divisão 2
 
  • Divisão 2 1991-1992 - 4° na Divisão 2
  • Divisão 2 1992-1993 - 7° na Divisão 2
  • Divisão 2 1993-1994 - 3° na Divisão 2. Promovido à Divisão 1.
  • Divisão 1 1994-1995 - 15° na Divisão 1
  • Divisão 1 1995-1996 - 15° na Divisão 1
  • Divisão 1 1996-1997 - 7° na Divisão 1. Vence a Copa Intertoto
  • Divisão 1 1997-1998 - 9° na Divisão 1
  • Divisão 1 1998-1999 - 13° na Divisão 1
  • Divisão 1 1999-2000 - 10° na Divisão 1
  • Divisão 1 2000-2001 - 8° na Divisão 1
  • Divisão 1 2001-2002 - 11° na Divisão 1
  • Ligue 1 2002-2003 - 12° na Ligue 1
  • Ligue 1 2003-2004 - 17° na Ligue 1
  • Ligue 1 2004-2005 - 19° na Ligue 1. Rebaixado à Ligue 2
  • Ligue 2 2005-2006 - 6° na Ligue 2
  • Ligue 2 2006-2007 - 9° na Ligue 2
  • Ligue 2 2007-2008 - 11° na Ligue 2
  • Ligue 2 2008-2009 - 11° na Ligue 2
  • Ligue 2 2009-2010 - 20° na Ligue 2. Rebaixado ao National (III)
  • Championnat National 2010-2011 - 1° no Championnat National. Promovido à Ligue 2
  • Ligue 2 2011-2012 - 1° na Ligue 2. Promovido à Ligue 1.
  • Ligue 1 2012-2013 - 12° na Ligue 1.
  • Ligue 1 2013-2014 - 10° na Ligue 1.
  • Ligue 1 2014-2015 - 12° na Ligue 1. Finalista da Coupe de la Ligue.
  • Ligue 1 2015-2016 - 10° na Ligue 1.
  • Ligue 1 2016-2017 - 20° na Ligue 1. Rebaixado à Ligue 2.
    Rebaixado automaticamente ao Championnat National (III) por problemas financeiros

Classificações[editar | editar código-fonte]

Qualificação à divisão superior
Desqualificação à divisão inferior

Títulos[editar | editar código-fonte]

Nacionais[editar | editar código-fonte]

Internacionais[editar | editar código-fonte]

Regionais[editar | editar código-fonte]

  • Divisão de Honra Corsa: 21
1921-1922, 1926-1927, 1927-1928, 1928-1929, 1929-1930, 1930-1931, 1931-1932, 1934-1935, 1935-1936, 1941-1942, 1942-1943, 1945-1946, 1946-1947, 1948-1949, 1958-1959, 1961-1962, 1962-1963, 1966-1967, 1967-1968, 1969-1970, 1970-1971;
  • Copa da Córsega: 20
1927-1928, 1928-1929, 1929-1930, 1930-1931, 1931-1932, 1935-1936, 1942-1943, 1945-1946, 1950-1951, 1953-1954, 1957-1958, 1958-1959, 1959-1960, 1961-1962, 1963-1964, 1964-1965, 1965-1966, 1967-1968, 1969-1970, 2006-2007;

Categorias de base[editar | editar código-fonte]

  • Campeonato francês Sub-15: 1
2001-2002;

Outras apresentações[editar | editar código-fonte]

  • Finalista da Copa da França: 1971-1972, 2001-2002;
  • Finalista da Copa da Uefa: 1977-1978;
  • Semifinalista da Copa Intertoto: 1999;

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c d e f História site oficial Erro de citação: Código <ref> inválido; o nome "hist1" é definido mais de uma vez com conteúdos diferentes Erro de citação: Código <ref> inválido; o nome "hist1" é definido mais de uma vez com conteúdos diferentes Erro de citação: Código <ref> inválido; o nome "hist1" é definido mais de uma vez com conteúdos diferentes Erro de citação: Código <ref> inválido; o nome "hist1" é definido mais de uma vez com conteúdos diferentes Erro de citação: Código <ref> inválido; o nome "hist1" é definido mais de uma vez com conteúdos diferentes
  2. Classificação da temporada 1969-70 semprebastia.forzabastia.com
  3. Estatísticasfalcu.net
  4. «Bastia é rebaixado para 3ª divisão francesa por problemas econômicos». ESPN.com.br. 22 de junho de 2017. Consultado em 22 de junho de 2017