Alto Paraíso (Paraná)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outras cidades com este nome, veja Alto Paraíso.
Município de Alto Paraíso
Bandeira indisponível
Brasão indisponível
Bandeira indisponível Brasão indisponível
Hino
Fundação 1 de janeiro de 1993 (26 anos)
Gentílico altoparaisense
Prefeito(a) Dercio Jardim Junior (PP)
(2017 – 2020)
Localização
Localização de Alto Paraíso
Localização de Alto Paraíso no Paraná
Alto Paraíso está localizado em: Brasil
Alto Paraíso
Localização de Alto Paraíso no Brasil
23° 30' 28" S 53° 43' 40" O23° 30' 28" S 53° 43' 40" O
Unidade federativa Paraná
Mesorregião Noroeste Paranaense IBGE/2008 [1]
Microrregião Umuarama IBGE/2008 [1]
Região metropolitana Umuarama
Municípios limítrofes Icaraíma, Umuarama, Xambrê, Esperança Nova, São Jorge do Patrocínio e Mato Grosso do Sul
Distância até a capital 600 km
Características geográficas
Área 967,771 km² [2]
População 2 799 hab. estimativa IBGE/2018[3]
Densidade 2,89 hab./km²
Altitude 405 m
Clima subtropical
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,704 alto PNUD/2000
PIB R$ 33 976,103 mil IBGE/2008[4]
PIB per capita R$ 10 380,72 IBGE/2008[4]

Alto Paraíso é um município do estado do Paraná, no Brasil. Sua população, conforme estimativas do IBGE de 2018, era de 2 799[3] habitantes.

História[editar | editar código-fonte]

Toda a região do noroeste do estado brasileiro do Paraná era ocupada, até meados do século XX, pela etnia indígena dos xetás. Com os projetos de colonização da região levados a cabo a partir dessa época, os xetás foram praticamente exterminados, seja através da perda de suas terras, através de doenças trazidas pelos não índios ou através do assassínio puro e simples.[5]

A origem da ocupação do território do município de Vila Alta se deve à expansão cafeeira do Norte Paranaense. Foi por volta de 1960 que a Companhia Brasileira de Imigração e Colonização promoveu a colonização da Gleba Vila Alta. A base econômica inicial dividia-se entre o extrativismo madeireiro e a cultura do café, que caracterizaram um período de abundância e riqueza. Paulatinamente, com o declínio destas atividades, surgiu e desenvolveu-se a pecuária bovina.

O atual município foi criado através da Lei Estadual 9 242, de 9 de maio de 1990, que o desmembrou do município de Umuarama, com o nome de Vila Alta, alterado posteriormente para o topônimo atual através da Lei Estadual 14 349, de 2004.

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  2. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 dez. 2010 
  3. a b «Estimativa populacional 2018 IBGE». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de agosto de 2018. Consultado em 10 de janeiro de 2019 
  4. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 dez. 2010 
  5. «Governo e remanescentes dos Xetás no Paraná discutem proposta pedagógica». Secretaria de Educação do Estado do Paraná. 16 de junho de 2008. Consultado em 10 de janeiro de 2019 
Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado do Paraná é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.