Alto Paraíso (Paraná)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Disambig grey.svg Nota: Para outras cidades com este nome, veja Alto Paraíso.
Alto Paraíso
  Município do Brasil  
Hino
Apelido(s) "Vila Alta[1]"
Gentílico altoparaisense
Localização
Localização de Alto Paraíso no Paraná
Localização de Alto Paraíso no Paraná
Mapa de Alto Paraíso
Coordenadas 23° 30' 28" S 53° 43' 40" O
País Brasil
Unidade federativa Paraná
Região metropolitana Umuarama
Municípios limítrofes Icaraíma, Umuarama, Xambrê, Esperança Nova, São Jorge do Patrocínio e Mato Grosso do Sul
Distância até a capital 600 km
História
Fundação 2 de setembro de 1977 (44 anos)[2]
Emancipação 1 de janeiro de 1993 (28 anos)[2]
Administração
Prefeito(a) Dercio Jardim Junior (PSD, 2021 – 2024)
Características geográficas
Área total [3] 967,771 km²
População total (estimativa IBGE/2019[4]) 2 741 hab.
Densidade 2,8 hab./km²
Clima subtropical
Altitude 405 m
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
Indicadores
IDH (PNUD/2000) 0,704 alto
PIB (IBGE/2008[5]) R$ 33 976,103 mil
PIB per capita (IBGE/2008[5]) R$ 10 380,72

Alto Paraíso é um município do estado do Paraná, no Brasil. Sua população, conforme estimativas do IBGE de 2019, era de 2 741 habitantes.[4][2] O município integra a área de abrangência do Parque Nacional de Ilha Grande.[6]

História[editar | editar código-fonte]

Toda a região do noroeste do estado brasileiro do Paraná era ocupada, até meados do século XX, pela etnia indígena dos xetás. Com os projetos de colonização da região levados a cabo a partir dessa época, os xetás foram praticamente exterminados, seja através da perda de suas terras, através de doenças trazidas pelos não índios ou através do assassínio puro e simples.[7]

A origem da ocupação do território do município de Vila Alta se deve à expansão cafeeira do Norte Paranaense. Foi por volta de 1960 que a Companhia Brasileira de Imigração e Colonização (COBRINCO) promoveu a colonização da Gleba Vila Alta.[2] A base econômica inicial dividia-se entre o extrativismo madeireiro e a cultura do café, que caracterizaram um período de abundância e riqueza. Paulatinamente, com o declínio destas atividades, surgiu e desenvolveu-se a pecuária bovina.

O Distrito Administrativo de Vila Alta foi criado em 2 de setembro de 1977, pela Lei Estadual 1916, com território pertencente ao município de Umuarama.[2] Foi emancipado através da Lei Estadual 9242, de 9 de maio de 1990, desmembrando-se de Umuarama, com o nome de Vila Alta, alterado posteriormente para o topônimo atual através da Lei Estadual 14 349, de 2004.[2] A mudança no nome foi aprovada pela população que foi consultada por meio de uma plebiscito realizado para verificar o desejo de mudança.[2]

Referências

  1. «Após encontro, ex-moradores de Vila Alta terão relatos de suas histórias em livro». Ilustrado. 21 de janeiro de 2019. Consultado em 7 de setembro de 2020 
  2. a b c d e f g «História». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE. Consultado em 7 de setembro de 2020 
  3. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 dez. 2010 
  4. a b «estimativa_dou_2019.xls». ibge.gov.br. Consultado em 28 de agosto de 2019 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 dez. 2010 
  6. «Alto Paraíso». Turismo Regional. Consultado em 7 de setembro de 2020 
  7. «Governo e remanescentes dos Xetás no Paraná discutem proposta pedagógica». Secretaria de Educação do Estado do Paraná. 16 de junho de 2008. Consultado em 10 de janeiro de 2019 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado do Paraná é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.