Audacity

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Audacity
Audacity Logo With Name.png
Captura de tela
Audacity 2.2.2 com tema claro padrão
Desenvolvedor The Audacity Team
Plataforma IA-32, x86-64, PowerPC
Versão estável 2.2.2 (20 de fevereiro de 2018)
Idioma(s) Disponível em mais de 50 idiomas
Sistema operacional Multiplataforma
Gênero(s) Editor de áudio digital
Licença GNU GPL
Estado do desenvolvimento Ativo
Tamanho 19,3 MB
Página oficial https://www.audacityteam.org/

Audacity é um software livre de edição digital de áudio disponível principalmente nas plataformas: Windows, Linux e Mac e ainda em outros Sistemas Operacionais.[1] O código fonte do Audacity está sob a licença GNU General Public License. A sua interface gráfica foi produzida utilizando-se de bibliotecas do wxWidgets. O Audacity começou em 1999 por Dominic Mazzoni e Roger Dannenberg na universidade norte-americana Carnegie Mellon University e foi lançado em 28 de maio de 2000 como versão 0.8.[2][3]

O Audacity é muito popular entre os podcasters pelos seus recursos de edição, sua grande disponibilidade em múltiplas plataformas, suporte e licença aberta que permite ao programa ser gratuito.

Em 10 de outubro de 2011, ele era o 11º download mais popular do SourceForge, com 76,5 milhões de downloads.[4] O Audacity ganhou o prêmio Community Choice Award do SourceForge em 2007 e 2009 na categoria Melhor Projeto Multimídia.[5][6] Em março de 2015 a hospedagem foi movida para o FossHub[7] e em 21 de fevereiro de 2017 ele excedeu 51,8 milhões de downloads nesta plataforma.

Recursos[editar | editar código-fonte]

Alguns dos recursos do Audacity incluem:

  • Importação e exportação em formato WAV, MP3 (via LAME, copiado separadamente), Ogg Vorbis, e outros
  • Gravação e reprodução de sons
  • Edição simplificada com Cortar, Copiar, Colar e Apagar
  • Desfazer ilimitados para qualquer passo
  • Mixagem em múltiplas faixas
  • Efeitos digitais de som e mais plug-ins de efeitos (Pode-se criar novos plug-ins com a linguagem Nyquist)
  • Edição de amplitude sonora em formato envelope
  • Remoção de ruídos
  • Suporte para modo multicanal, com taxa de amostragem de até 96 kHz e 24 bits por amostra
  • A habilidade de alterar a velocidade do som, sem alterar sua altura, para sincronização perfeita com vídeo (em dublagens)
  • Facilidade de uso
  • Nivelador
  • Remoção de estalidos
  • Inverter áudio
  • Compressor
  • Equalizador
  • Taxa de projeto de até 384000 Hz

Suporte a idiomas[editar | editar código-fonte]

A interface gráfica do usuário do Audacity, possui suporte aos seguintes idiomas: Africâner, Alemão, Árabe, Basco, Bengali, Bielorrusso, Birmanês, Búlgaro, Catalão, Chinês (Simplificado), Chinês (Tradicional), Coreano, Croata, Dinamarquês, Eslovaco, Esloveno, Espanhol, Finlandês, Francês, Galego, Galês, Georgiano, Grego, Hebraico, Híndi, Holandês, Húngaro, Indonésio, Inglês, Irlandês, Italiano, Japonês, Khmer, Lituano, Macedônio, Norueguês, Occitano, Persa, Polonês, Português, Português (Brasil), Romeno, Russo, Sérvio (Cirílico), Sérvio (Latino), Sueco, Tajique, Tcheco, Turco, Ucraniano e Vietnamita.

Recepção[editar | editar código-fonte]

A natureza livre e aberta do Audacity permitiu que ele se tornasse muito popular na educação, incentivando seus desenvolvedores a tornar a interface do usuário mais fácil para estudantes e professores.[8]

O CNET classificou o Audacity com 5/5 estrelas e chamou-o de "rico em recursos e flexível".[9] Preston Gralla da PC World disse: "Se você estiver interessado em criar, editar e mixar você vai querer o Audacity".[10] Jack Wallen do Tech Republic destacou suas características e facilidade de uso.[11] Michael Muchmore, da PC Magazine, avaliou com 3,5/5 estrelas e disse: "Embora não seja tão liso ou poderoso como programas da Adobe, Sony e M-Audio, o Audacity é surpreendentemente funcional para um software livre".[12]

Em The Art of Unix Programming, Eric S. Raymond diz sobre o Audacity: "A virtude central deste programa é que ele possui uma interface de usuário super transparente e natural, que ergue o mínimo de barreiras possíveis entre o usuário e o arquivo de som."[13]

Vários autores criticaram o Audacity como tendo uma interface de usuário inconveniente, edição destrutiva e falta de recursos, comparando o Audacity desfavoravelmente com produtos concorrentes, que exigem menos ações do usuário para fazer tarefas como crossfade e redução de ruído.[14][15] Porém, as opiniões variam, o The Wirecutter (uma empresa do New York Times) escreveu em junho de 2017: "consideramos que o Audacity é a melhor opção para iniciantes que procuram criar seus próprios podcasts... A interface de usuário do Audacity é simples quando comparada com seus concorrentes, incluindo outras opções gratuitas como o GarageBand da Apple, mas fornece todas as ferramentas, recursos e suporte que você precisa para criar rapidamente e facilmente produções de áudio de qualidade".[16]

Limitações[editar | editar código-fonte]

O Audacity suporta apenas plug-ins de efeitos de áudio VST de 32 bits ou 64 bits, dependendo da arquitetura para a qual foi construída, mas não ambas ao mesmo tempo. Não suporta os plugins VST (VSTi) do instrumento.[17]

A Audacity não possui controles de equalizador dinâmico e efeitos em tempo real durante a gravação.

O Audacity nativamente não importa nem exporta WMA, AAC, AC3 ou a maioria dos outros formatos de arquivos restritos ou proprietários; Em vez disso, é necessária uma biblioteca opcional FFmpeg.[18]


Referências

  1. «About Audacity». audacityteam.org. Consultado em 19 de fevereiro de 2012 
  2. "Version 0.8: May 28, 2000" in README.txt of audacity-win-0.8.zip
  3. «Credits». audacityteam.org. Consultado em 19 de fevereiro de 2012 
  4. «SourceForge.net: All-Time Top Downloads». Consultado em 29 de outubro de 2010. Cópia arquivada em 12 de novembro de 2010 
  5. «SourceForge.net: 2007 Community Choice Awards». Consultado em 19 de janeiro de 2008. Cópia arquivada em 20 de janeiro de 2008 
  6. «SourceForge.net: 2009 Community Choice Awards». Consultado em 2012802-04  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  7. FossHub.com. «Download Audacity» 
  8. Jaworski, Nick; Thibeault, Matthew D. (2011). «Technology for Teaching: Audacity. Free and open-source software.». Music Educators Journal. 98 (2): 39–40. ISSN 0027-4321. doi:10.1177/0027432111428745 
  9. «Audacity». CNET. 8 de novembro de 2008. Consultado em 1 de setembro de 2013 
  10. Gralla, Preston (22 de outubro de 2008). «Audacity». PC World. Consultado em 1 de setembro de 2013 
  11. Wallen, Jack (18 de julho de 2011). «Giving Audacity its due: An audio editor with serious functionality». Tech Republic. Consultado em 1 de setembro de 2013 
  12. Muchmore, Michael (5 de fevereiro de 2010). «Audacity 1.2 review». Consultado em 1 de setembro de 2013 
  13. «Studying Cases Chapter 6. Transparency» 
  14. Lewis, Daniel (3 de dezembro de 2012). «7 reasons I'm switching from Audacity to Audition (and why you shouldn't)». Consultado em 15 de fevereiro de 2018 
  15. McLean, Matthew (1 de junho de 2017). «Audacity Vs Adobe Audition CC | Where Should I Record & Edit My Podcast?». Consultado em 15 de fevereiro de 2018 
  16. Griffin, Al (29 de junho de 2017). «The Wirecutter | The Best Audio Editing Software for Beginning Podcasters». Consultado em 16 de fevereiro de 2018 
  17. «FAQ:How do I install VST plug-ins? - Audacity Manual». Audacityteam.org. Consultado em 9 de agosto de 2013 
  18. «Audacity: Features». audacityteam.org. 22 de março de 2013. Consultado em 8 de setembro de 2013 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Wikilivros Livros e manuais no Wikilivros
Commons Imagens e media no Commons