Batalha de Arsuf

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Não confundir com a Batalha de Apolônia (214 a.C.), travada no contexto da Primeira Guerra Macedônica.
Batalha de Arsuf
Terceira Cruzada
Schlacht von Arsuf.jpg
Data 7 de setembro de 1191
Local Arsuf, Levante
Desfecho Vitória dos cruzados
Beligerantes
Royal Arms of England.svg Reino da Inglaterra
Arms of Eudes de Bourgogne.svg Ducado da Borgonha
Vexillum Regni Hierosolymae.svg Reino de Jerusalém
Cross of the Knights Hospitaller.svg Cavaleiros Hospitalários
Cross of the Knights Templar.svg Cavaleiros Templários
Mais diversos combatentes cruzados da região e da Europa
Flag of Ayyubid Dynasty.svg Império Aiúbida
Comandantes
Royal Arms of England.svg Ricardo I
Arms of Eudes de Bourgogne.svg Hugo III
Vexillum Regni Hierosolymae.svg Guy de Lusignan
Cross of the Knights Hospitaller.svg Garnier de Nablus
Cross of the Knights Templar.svg Roberto de Sablé
Flag of Ayyubid Dynasty.svg Saladino

Al-Adil I
Al-Afdal ibn Salah ad-Din
Al-Muzaffar Umar
Musek, Emir dos Curdos
Forças
~ 20 000 ~ 25 000
Baixas
~ 700 mortos ~ 7 000 mortos

A batalha de Arsuf foi um confronto militar travado durante a Terceira Cruzada quando Ricardo I da Inglaterra (o "Coração de Leão") derrotou as forças de Saladino (Ṣalāḥ al-Dīn Yūsuf ibn Ayyūb), fundador da dinastia Aiúbida e Sultão do Egito e da Síria.[1][2]

O combate foi travado em Arsuf, na Palestina. Os exércitos cruzados haviam tomado a cidade de Acre após um prolongado cerco. O próximo alvo da Terceira Cruzada foi o território de Jaffa, no caminho para a conquista de Jerusalém. Após uma série de pequenas batalhas contra os homens de Saladino, os dois exércitos se encontraram em Arsuf, a 7 de setembro de 1191. As tropas cristãs, lideradas por Ricardo I, resistiram aos ataques das forças muçulmanas até que os cavaleiros hospitalários conseguiram romper as linhas inimigas e atacar. Ricardo ordenou então uma ofensiva generalizada. Rapidamente os soldados de Saladino começaram a debandar e a batalha estava terminada.[3][4]

O resultado da batalha foi importante para os cruzados, incluindo a conquista da costa sul da Palestina e do porto de Jaffa. Apesar de agora os cristãos estarem no alcance de reconquistar Jerusalém, eles não conseguiram capitalizar o sucesso e a terceira cruzada terminou em impasse, embora com vantagem para os cruzados.[4]

Referências

  1. "The Crusades: Battle of Arsuf". Página acessada em 28 de fevereiro de 2015.
  2. Gillingham, John (1978). Richard the Lionheart. London: Weidenfeld & Nicolson. ISBN 0-297-77453-0 
  3. Oman, Charles William Chadwick. (1924) A History of the Art of War in the Middle Ages Vol. I, 378–1278 AD. London: Greenhill Books; Mechanicsburg, Pennsylvania: Stackpole Books, reprinted in 1998.
  4. a b Nicolle, David (2005). The Third Crusade 1191: Richard the Lionheart and the Battle for Jerusalem. Osprey Campaign 161. Oxford: Osprey. ISBN 1-84176-868-5.