Ben Guerir

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Marrocos Ben Guerir

ابن جريرⴱⴻⵏ ⴳⴻⵔⵉⵔ

Benguerir, Bin Garir, Bin Jarīr

 
—  Município  —
Ben Guerir está localizado em: Marrocos
Ben Guerir
Localização de Ben Guerir em Marrocos
Coordenadas 32° 14' N 7° 57' O
Região Marrakech-Tensift-Al Haouz
Província Rehamna
Administração
 - Prefeito Thami Mouhib (2011, PAM)
Altitude 450 m (1 476 pés)
População (2004)[1] [2]
 - Total 62 693
 - Estimativa (2012) 84 290

Ben Guerir, Benguerir, Bin Garir, Bin Jarīr (em árabe: ابن جرير; em tifinagh: ⴱⴻⵏ ⴳⴻⵔⵉⵔ) é uma cidade do centro de Marrocos, capital da província de Rehamna, que faz parte da região de Marrakech-Tensift-Al Haouz. Em 2004 tinha 62 693 habitantes[1] e estimava-se que em 2012 tivesse 84 290 habitantes.[2]

Situa-se no eixo rodoviário que liga Casablanca a Marraquexe, 175 km a sul da primeira, 75 km a norte da segunda, e 140 km a leste de Safim. É conhecida principalmente como um centro de produção de fosfatos.

A região de que é capital, Rhamna ou Rehamna, deve o seu nome a uma tribo árabe local, originária do Iémen, que ali se estabeleceu a partir do século XVI.[3] Os Rhamna são aparentados com os Banu Maqil, que contribuíram significativamente para a arabização do Magrebe. Eram nómadas que se dedicavam ao pastoreio de dromedários e, em menor escala, ao comércio com o As-Sudan (territórios do Sahel, situados a sul do Saara).[4]

A Base Aérea de Ben Guerir, antigamente ao serviço dos Estados Unidos é um locais de aterragem de emergência (Transoceanic Abort Landing, TAL) do vaivém espacial (Space Shuttle) da NASA. A base situa-se 10 km a sul da cidade e foi construída em 1951 para o serviço dos bombardeiros nucleares estratégicos B-47 Stratojet e dos aviões de abastecimento Boeing KC-97 Stratotanker.[5]

A economia da região depende fortemente da criação de ovinos e, pelo menos até à inauguração do troço da autoestrada Casablanca-Marraquexe, beneficiava do facto de ser uma paragem praticamente obrigatória para os viajantes dessa rota. Em 2007 havia grandes preocupações com a decadência económica e a alta taxa de desemprego na região, que muitos atribuíam em grande parte à autoestrada.[6]

Referências

  1. a b Recensement général de la population et de l'habitat 2004 (em francês) www.hcp.ma Royaume du Maroc - Haut-Comissariat au Plan. Visitado em 24 de fevereiro de 2012.
  2. a b Maroc: Les villes les plus grandes avec des statistiques de la population (em francês) gazetteer.de World Gazeteer. Visitado em 24 de fevereiro de 2012.
  3. Présentation (em francês) rhamna.free.fr Portal da região de Rhamna. Visitado em 24 de fevereiro de 2012.
  4. Histoire de Rhamna (em francês) rhamna.free.fr Portal da região de Rhamna. Visitado em 24 de fevereiro de 2012.
  5. Ben Guerir Air Base, Morocco (em inglês) www.GlobalSecurity.org. Visitado em 24 de fevereiro de 2012. Cópia arquivada em 4 de junho de 2011.
  6. El Atouabi, Majdoulein (27 de março de 2007). La mort programmée de Ben Guerir (em francês) www.telquel-online.com Revista TelQuel. Visitado em 24 de fevereiro de 2012. Cópia arquivada em 29 de maio de 2010.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia de Marrocos, integrado ao Projeto África é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.