Driouch

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, comprometendo a sua verificabilidade (desde janeiro de 2012).
Por favor, adicione mais referências inserindo-as no texto. Material sem fontes poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Marrocos Driouch

ادريوش

Driuch

 
—  comuna  —
Localização da comuna de Driouch na antiga província de Nador, antes de ter sido redimensionada em 2009
Localização da comuna de Driouch na antiga província de Nador, antes de ter sido redimensionada em 2009
Driouch está localizado em: Marrocos
Driouch
Localização de Driouch em Marrocos
Coordenadas 34° 58' 30" N 3° 23' 30" O
Região (1997-2015) Oriental
Província Driouch
Altitude 300 m
População (2004) [1][2]
 - Total 28 545
 - Estimativa (2010) 10 959

Driouch (em espanhol: Driuch; em árabe: ادريوش) é uma cidade do nordeste de Marrocos, capital da província homónima, que faz parte da região Oriental. Em 2004, a população da comuna era de 28 545 habitantes, 10 381 na cidade e 18 164 nas restantes localidades e zonas rurais.[1] Em 2010 estimava-se que a cidade tivesse 10 959 habitantes.[2]

A cidade situa-se 55 km a sudoeste de Nador, na região do Rife e na planície do Kart, a qual tem cerca de 300 km² e é limitada a norte pelo uádi (rio) Al Khali e pela comuna de Ben Taieb, a sul pela cadeia montanhosa de Ain Zohra e a leste pelo uádi Ighane. A oeste, os terrenos de pomares e olivais estendem-se até a Midar.

A maioria dos habitantes são berberes e falam tamazight, mas também há algumas tribos árabes. Entre os berberes, a tribo mais numerosa é a dos Mtalsa (Ibdarsen) e entre os árabes a dos Beni Oukil. Nas últimas décadas, a imigração proveniente do leste de Marrocos para a região tem vindo a mudar significativamente a demografia da região.

História[editar | editar código-fonte]

Driouch teve um papel importante na Guerra do Rife (1921-1926), que opôs a efémera República do Rife liderada pelo emir Abdelkrim al-Khattabi às tropas espanholas.

A presença espanhola ainda pode ser observada em Driouch. Entre outras construções que recordam o período do protetorado espanhol de Marrocos destacam-se o antigo mercado, na igreja católica (al kanisa), no convento, na ponte do uádi Kerd e o antigo parque central.

Em 1975 Dricouh acolheu centenas de refugiados marroquinos expulsos pelo governo da Argélia durante a crise do Saara Ocidental. A maioria desses refugiados reside no bairro popular de Qishla.

Notas e referências[editar | editar código-fonte]

  1. a b «Recensement général de la population et de l'habitat 2004». www.hcp.ma (em francês). Royaume du Maroc - Haut-Comissariat au Plan. Consultado em 14 de janeiro de 2012 
  2. a b «Maroc: Les villes les plus grandes avec des statistiques de la population». gazetteer.de (em francês). World Gazeteer. Consultado em 14 de janeiro de 2012 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia de Marrocos, integrado ao Projeto África é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.