Bill Condon

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Bill Condon
Nome completo William Condon
Outros nomes Bill Condon
Nascimento 22 de outubro de 1955 (61 anos)
Nova Iorque,  Estados Unidos
Nacionalidade Estados Unidos norte-americano
Ocupação Diretor, produtor e roteirista
Atividade 1987-presente
Oscares da Academia
Melhor Roteiro Adaptado
1999 – Gods and Monsters
Outros prêmios
Satellite Awards de Melhor Roteiro
2006 – Dreamgirls
IMDb: (inglês)

Bill Condon (nascido William Condon, Nova Iorque, 22 de outubro de 1955) é um cineasta e roteirista norte-americano, vencedor de um Oscar por Gods and Monsters.[1]

Condon é conhecido por escrever e dirigir Gods and Monsters (1998), Kinsey (2004) e Dreamgirls (2006). Em 2003, ele obteve sua segunda indicação Oscar pelo roteiro de Chicago (2002).[2] Lançou em 2011[3] e 2012,[4] respectivamente, as duas partes do filme A Saga Crepúsculo: Amanhecer.[5]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Condon nasceu na cidade de Nova York, filho de um detetive,[6] criado em uma família católica irlandesa.[7] Apesar disso, o cineasta é abertamente homossexual.[8] Quanto à sua educação, após graduar-se na Regis High School, uma escola jesuíta em Manhattan, estudou filosofia na Universidade de Columbia.[9]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Condon dirige filmes desde 1987, quando começou sua carreira como diretor de Sister, Sister (estrelado por Eric Stoltz e Jennifer Jason Leigh), e desde então ele dirigiu cerca de nove filmes. Também trabalhou em uma boa quantidade de longas-metragem (incluindo o filme-musical Chicago – que lhe rendeu uma indicação ao Oscar por melhor roteiro – e Shortcut To Happiness).[10]

Em 1999, Condon lança Gods and Monsters (pelo qual ele ganhou o oscar de Melhor Roteiro, com Brendan Fraser, Ian McKellen e Lynn Redgrave), um relato em boa parte ficcional dos últimos dias do cineasta James Whale, inglês expatriado que fez fama em Hollywood nas décadas de 1930 e 1940.[11]

Kinsey (estrelado por Liam Neeson e Laura Linney), que conta a história do biólogo americano Alfred Kinsey na luta para mostrar a ciência como cura para a opressão sexual[12] chegou aos cinemas em 2004, causando uma série de polêmicas nos Estados Unidos, inclusive protestos.[13]

No ano de 2006 seria a vez de Bill Condon exercitar seu talento para musicais, como fez em 2002 no roteiro de Chicago, agora em Dreamgirls (com a vencedora do oscar Jennifer Hudson, Jamie Foxx, Beyoncé Knowles e Eddie Murphy), um drama que balança ao compasso esfuziante do som negro americano através dos discos e shows de um trio vocal feminino chamado Dreamettes,[14] consolidando seu prestígio junto a público e crítica.

Em paralelo à vida de diretor, Condon foi um dos produtores da festa do Oscar de 2009, cuja apresentação ficou por conta do australiano Hugh Jackman, ao lado de Laurence Mark.[15]

Recentemente, em abril de 2010, Bill Condon foi oficializado como o diretor do quarto e último filme da Saga Crepúsculo, Breaking Dawn.[16] Posteriormente, decidiu-se que o longa-metragem será dividido em duas partes, ambas dirigidas por Condon[5] O diretor constava na lista que a produtora Summit Entertainment estava sondando para o filme, que incluia também Sofia Coppola e Gus Van Sant.[17] De acordo com comunicado da Summit enviado à imprensa norte-americana, Condon disse que está empolgado com o novo trabalho: "Estou muito animado pela chance de trazer o clímax da saga para as telas. Como os fãs da série sabem, esse é um livro singular e nós esperamos criar uma experiência cinematográfica equivalente e única", afirmou o cineasta.[18]

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Diretor[editar | editar código-fonte]

Roteirista (Trabalhos Selecionados)[editar | editar código-fonte]

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Oscar[editar | editar código-fonte]

  • 2003 - Melhor Roteiro Adaptado - Chicago (indicado)
  • 1999 - Melhor Roteiro Adaptado - Gods and Monsters (vencedor)

Globo de Ouro[editar | editar código-fonte]

  • 2003 - Roteiro - Chicago (indicado)

Satellite Awards[editar | editar código-fonte]

  • 2006 - Melhor direção - Dreamgirls (vencedor)- empatado com Clint Eastwood por Flag of our Fathers
  • 2006 - Melhor roteiro adaptado - Dreamgirls (indicado)

Bram Stoker Awards[editar | editar código-fonte]

  • 1999 - Roteiro - Gods and Monsters (vecedor)

Referências

  1. «Bill Condon vai dirigir "Amanhecer", novo filme da saga "Crepúsculo"». FolhaOnline. 28 de abril de 2010. Consultado em 29 de maio de 2010 
  2. «Bill Condon é o escolhido para dirigir Amanhecer». RollingStone. 28 de abril de 2010. Consultado em 29 de maio de 2010 
  3. Schwartz, Terri (5 de maio de 2010). «'Breaking Dawn' Release Date Set: November 18, 2011». Hollywood Crush (em inglês). MTV. Consultado em 29 de maio de 2010 
  4. Soll, Lindsay (3 de agosto de 2010). «'Breaking Dawn' Part 2 Will Be Released On November 16, 2012». Hollywood Crush (em inglês). MTV. Consultado em 3 de agosto de 2010 
  5. a b Bettinger, Brendan (10 de junho de 2010). «THE TWILIGHT SAGA: BREAKING DAWN Broken in to Two Parts; First Film Debuts on November 18, 2011» (em inglês). Collider. Consultado em 23 de julho de 2010 
  6. «Bill Condon Biografy» (em inglês). Filmreference. Consultado em 2 de junho de 2010 
  7. «Jan chats with Bill Condon» (em inglês). Films42. 19 de novembro de 2004. Consultado em 2 de junho de 2010 
  8. «Kinsey (Bill Condon, US)» (em inglês). Cinema-scope.com. Consultado em 2 de junho de 2010 
  9. «Biography for Bill Condon» (em inglês). imdb.com. Consultado em 4 de junho de 2010 
  10. «Um pouco mais sobre o trabalho de Bill Condon». Foforks. 28 de abril de 2010. Consultado em 29 de maio de 2010 
  11. «Ele está vivo!». Veja. 17 de março de 1999. Consultado em 31 de maio de 2010 
  12. «O eterno Doutor Tabu». VejaOnline. 27 de abril de 2005. Consultado em 31 de maio de 2010 
  13. «Filme sobre antigo guru do sexo choca os EUA». MinistériodaSaúde. 13 de novembro de 2004. Consultado em 3 de junho de 2010 
  14. «As vozes negras que geraram o pop». Globo.com. 9 de fevereiro de 2007. Consultado em 31 de maio de 2010 
  15. «Apesar da crise, Oscar não perde o brilho». Veja.com. 16 de fevereiro de 2009. Consultado em 30 de maio de 2010 
  16. Borgo, Érico (28 de abril de 2010). «A Saga Crepúsculo: Amanhecer oficializa Bill Condon na direção». Omelete. Consultado em 23 de julho de 2010 
  17. «A Saga Crepúsculo: Amanhecer oficializa Bill Condon na direção». Omelete. 28 de abril de 2010. Consultado em 29 de maio de 2010 
  18. «Bill Condon é confirmado como diretor de Amanhecer». R7. 28 de abril de 2010. Consultado em 29 de maio de 2010 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]