Kinsey (filme)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes fiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde abril de 2018). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Kinsey
Kinsey - Vamos Falar de Sexo[1] (BR)
 Estados Unidos
2004 •  cor •  118 min 
Direção Bill Condon
Roteiro Bill Condon
Elenco Liam Neeson
Laura Linney
Peter Sarsgaard
Chris O'Donnell
Timothy Hutton
John Lithgow
Oliver Platt
Género drama
biografia
Idioma inglês
Site oficial
Página no IMDb (em inglês)

Kinsey é um filme americano de 2004, do gênero drama biográfico, escrito e dirigido por Bill Condon. Descreve a vida de Alfred Kinsey (interpretado por Liam Neeson), cientista pioneiro nos estudos sobre o comportamento sexual humano. No elenco também estão Laura Linney (indicada ao Oscar de melhor atriz coadjuvante), Chris O'Donnell, Peter Sarsgaard, Timothy Hutton, John Lithgow, Tim Curry e Oliver Platt.

Gravações[editar | editar código-fonte]

Apesar de a história acontecer na Universidade de Indiana, grande parte das cenas externas foram gravadas na Universidade Fordham, no Bronx. Parte do filme também foi gravado na Universidade Columbia. Kinsey foi o primeiro filme a exibir uma cena de genitália humana (de Peter Sarsgaard) no Japão, país conhecido por sua política rígida de censura à nudez frontal.[2]

Elenco[editar | editar código-fonte]

Recepção da crítica[editar | editar código-fonte]

Kinsey tem aclamação por parte da crítica especializada. Com o tomatometer de 90% em base de 192 críticas, o Rotten Tomatoes publicou um consenso: "A cinebiografia do pesquisador de sexo é saudado como aventureiro, inteligente e subversivo, com ótimas atuações de Liam Neeson e Laura Linney". Por parte da audiência do site tem 75% de aprovação.[3]

Portal A Wikipédia tem os portais:

Referências

  1. «Kinsey - Vamos Falar de Sexo». Brasil: InterFilmes. Consultado em 24 de fevereiro de 2014 
  2. «Why is Japanese Porn Censored?» (em inglês). Japan Probe. Consultado em 24 de fevereiro de 2014 
  3. «Kinsey» (em inglês). Rotten Tomatoes. Consultado em 24 de fevereiro de 2014 
Ícone de esboço Este artigo sobre um filme é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.