Campeonato Mundial de Atletismo de 2001

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
8° Campeonato Mundial de Atletismo
8th World Championships in Athletics/
8es Championnats du monde d'athlétisme

Edmonton 2001
LogoEdmonton2001.PNG
Dados
Países participantes 189
Entidade responsável IAAF
Sede Canadá Edmonton, Canadá
Primeira edição Helsinque 1983
Atletas 1677
Duração 3 a 12 de agosto de 2001
Abertura oficial Governadora-geral
Adrienne Clarkson
Estádio principal Commonwealth Stadium
Site oficial IAAF – Edmonton 2001
◄◄ Sevilha 1999 {{{evento}}} Paris 2003 ►►

Campeonato Mundial de Atletismo de 2001 foi a oitava edição do esporte, realizado na cidade de Edmonton, Canadá. Foi a primeira vez em que o evento foi disputado na América do Norte e contou com a participação de 1677 atletas de 189 nações. As competições foram realizadas no Estádio Commonwealth, entre 3 e 12 de agosto de 2001.[1] A cidade canadense ganhou o direito de sediar a competição durante a reunião anual da IAAF em Monte Carlo em novembro de 1998, derrotando as cidades de Nova Delhi, Stanford e Helsinque.[2] Foi a primeira edição também com vários casos de doping registrados, todos descobertos anos após as competições pelos novos métodos de detecção da WADA nas coletas guardadas, causando a desclassificação e confisco de medalhas de vários atletas e equipes, a maioria deles dos Estados Unidos, no que ficou conhecido como Caso BALCO. Com as desclassificações posteriores dos norte-americanos, a Rússia – que também teve uma atleta desclassificada por dopagem – se tornou a vencedora desta competição pela primeira vez.[3]

Esta edição não viu nenhum recorde mundial ser quebrado mas oito novos recordes do campeonato foram estabelecidos. Pelo mundo lusófono, a moçambicana Maria Mutola ganhou uma medalha de ouro nos 800 metros e o português Carlos Calado uma de bronze no salto em distância.[4] [5]

Local[editar | editar código-fonte]

As competições foram realizadas no Estádio Commonwealth, um estádio multipropósito localizado nos subúrbios de Edmonton. Inaugurado em 1978 para sediar os Jogos da Commonwealth daquele ano e modernizado em 2001 para o campeonato, tem capacidade atual para cerca de 55 mil espectadores sentados – 60 mil na época do Mundial – sendo o maior estádio o ar livre do Canadá, usado para competições de atletismo, rugby, futebol e concertos de música.[6]

Vista panorâmica interna em preto e branco do Estádio Commonwealth, local das competições.

Recordes[editar | editar código-fonte]

Oito novos recordes do Campeonato Mundial foram estabelecidos nesta edição, um deles por duas atletas.

Recorde
Modalidade
Atleta
País
Marca
Anterior
Recorde do campeonato
lançamento de disco
Lars Riedel
Alemanha
69,72 m
69,08 m – Sevilha 1999
Recorde do campeonato
Lançamento de martelo
Szymon Ziółkowski
Polónia
83,38 m
83,06 m – Roma 1987
Recorde do campeonato
Lançamento de dardo
Jan Železný
República Checa
92,80 m
89,58 m – Gotemburgo 1995
Recorde do campeonato
salto com vara
Dmitri Markov
Rússia
6,05 m
6,02 m – Sevilha 1999
Recorde do campeonato
decatlo
Tomáš Dvořák
República Checa
8902 pts
8837 pts – Atenas 1997
Recorde do campeonato
Marcha de 20 km
Olimpiada Ivanova
Rússia
1:27:48
1:30.50 – Sevilha 1999
Recorde do campeonato (1)
salto com vara
Stacy Dragila
Estados Unidos
4,75 m
4.60 m – Sevilha 1999
Svetlana Feofanova
Rússia
Recorde do campeonato
Lançamento de dardo
Osleidys Menéndez
Cuba
69,53 m
67,09 m – Sevilha 1999

(1) Dragila e Feofanova saltaram a mesma altura e o mesmo novo recorde do campeonato. Dragila ficou com o ouro por ter precisado de menos tentativas para alcançar a marca.

Quadro de medalhas[editar | editar código-fonte]

Posição País Ouro Prata Bronze Total
1  Rússia 5 7 6 18
2  Estados Unidos 5 5 3 13
3  Quênia 3 3 2 8
4  Alemanha 3 3 1 7
5  Cuba 3 1 2 6
6  Etiópia 2 3 3 8
7  Bielorrússia 2 2 4
Romênia Romênia 2 2 4
9  Bahamas 2 1 1 4
10  Marrocos 2 1 3
11 Polónia Polônia 2 3 5
12 África do Sul 2 2
República Checa República Tcheca 2 2
14  Jamaica 1 2 3 6
15  Grécia 1 2 2 5
16  Itália 1 1 2 4
17  Ucrânia 1 1 1 3
18  Austrália 1 2 3
19  Grã-Bretanha 1 1 2
20  Moçambique 1 1
República Dominicana 1 1
Senegal 1 1
Suíça 1 1
24 Flag of Spain.svg Espanha 2 1 3
 Japão 2 1 3
26  Finlândia 1 1 2
 França 1 1 2
 Suécia 1 1 2
Trinidad e Tobago 1 1 2
30  Áustria 1 1
Camarões 1 1
Estónia Estônia 1 1
 Israel 1 1
 Lituânia 1 1
35  México 2 2
36  Bulgária 1 1
Cazaquistão 1 1
Haiti 1 1
Ilhas Cayman 1 1
Portugal Portugal 1 1
 São Cristóvão e Névis 1 1
Suriname 1 1

Medalhistas[editar | editar código-fonte]

Masculino[editar | editar código-fonte]

Evento Ouro Prata Bronze
100 m (1)
Maurice Greene
 Estados Unidos
9.82 Bernard Williams
 Estados Unidos
9.94 Ato Boldon
Trinidad e Tobago
9.98
200 m
Konstantinos Kenteris
 Grécia
20.04 Christopher Williams
 Jamaica
20.20 Kim Collins
 São Cristóvão e Névis
Shawn Crawford
 Estados Unidos
20.20
400 m
Avard Moncur
 Bahamas
44.64 Ingo Schultz
 Alemanha
44.87 Greg Haughton
 Jamaica
44.98
800 m
André Bucher
Suíça
1:43.70 Wilfred Bungei
 Quênia
1:44.55 Paweł Czapiewski
Polónia Polônia
1:44.63
1500 m
Hicham El Guerrouj
 Marrocos
3:30.68 Bernard Lagat
 Quênia
3:31.10 Driss Maazouzi
 França
3:31.54
5000 m (2)
Richard Limo
 Quênia
13:00.77 Million Wolde
 Etiópia
13:03.47 John Kibowen
 Quênia
13:05.20
10000 m
Charles Kamathi
 Quênia
27:53.25 Assefa Mezgebu
 Etiópia
27:53.97 Haile Gebrselassie
 Etiópia
27:54.41
Maratona
Gezahegne Abera
 Etiópia
2:12:42 Simon Biwott
 Quênia
2:12:43 Stefano Baldini
 Itália
2:13:18
110 m c/ barreiras
Allen Johnson
 Estados Unidos
13.04 Anier García
 Cuba
13.07 Dudley Dorival
Haiti
13.25
400 m c/ barreiras
Félix Sánchez
República Dominicana
47.49 Fabrizio Mori
 Itália
47.54 Dai Tamesue
 Japão
47.89
3000 m c/ obstáculos
Reuben Kosgei
 Quênia
8:15.16 Ali Ezzine
 Marrocos
8:16.21 Bernard Barmasai
 Quênia
8:16.59
marcha 20 km
Roman Rasskazov
 Rússia
1:20:31 Ilya Markov
 Rússia
1:20:33 Viktor Burayev
 Rússia
1:20:36
marcha 50 km
Robert Korzeniowski
Polónia Polônia
3:42:08 Jesús Ángel García
Flag of Spain.svg Espanha
3:43:07 Edgar Hernández
 México
3:46:12
4x100 m (3)
África do Sul
Morne Nagel
Corne Du Plessis
Lee-Roy Newton
Matthew Quinn
38.47 Trinidad e Tobago
Marc Burns
Ato Boldon
Jaycey Harper
Darrel Brown
38.58  Austrália
Matthew Shirvington
Paul Di Bella
Steve Brimacombe
Adam Basil
38.83
4x400 m (4)
 Bahamas
Chris Brown
Avard Moncur
Troy McIntosh
Tim Munnings
2:58.19  Jamaica
Brandon Simpson
Christopher Williams
Greg Haughton
Danny McFarlane
2:58.39 Polónia Polônia
Rafał Wieruszewski
Piotr Haczek
Piotr Długosielski
Piotr Rysiukiewicz
2:59.71
Salto em distância
Iván Pedroso
 Cuba
8,40 m Savanté Stringfellow
 Estados Unidos
8,24 m Carlos Calado
Portugal Portugal
8,21 m
Salto triplo
Jonathan Edwards
 Reino Unido
17,92 m Christian Olsson
 Suécia
17,47 m Igor Spasovkhodskiy
 Rússia
17,44 m
Salto em altura (5)
Martin Buß
 Alemanha
2,36 m Yaroslav Rybakov
 Rússia
Vyacheslav Voronin
 Rússia
2.33 m
Salto com vara
Dmitri Markov
 Austrália
6,05 m CR icon2.PNG Aleksandr Averbukh
 Israel
5,85 m Nick Hysong
 Estados Unidos
5,80 m
Arremesso de peso
John Godina
 Estados Unidos
21,87 m Adam Nelson
 Estados Unidos
21,24 m Arsi Harju
 Finlândia
20,93 m
Lançamento de disco
Lars Riedel
 Alemanha
69,72 m CR icon2.PNG Virgilijus Alekna
 Lituânia
69,40 m Michael Möllenbeck
 Alemanha
67,61 m
Lançamento de martelo
Szymon Ziółkowski
Polónia Polônia
83,38 m CR icon2.PNG Koji Murofushi
 Japão
82,92 m Ilya Konovalov
 Rússia
80,27 m
Lançamento de dardo
Jan Železný
República Checa República Tcheca
92,80 m CR icon2.PNG Aki Parviainen
 Finlândia
91,31 m Konstadinós Gatsioúdis
 Grécia
89,95 m
Decatlo
Tomáš Dvořák
República Checa República Tcheca
8902 pts CR icon2.PNG Erki Nool
 Estónia
8815 pts Dean Macey
 Reino Unido
8603 pts

(1) - Tim Montgomery (EUA) ganhou originalmente a medalha de prata nos 100 m com 9.85, mas foi desqualificado em 2005 depois de ter admitido o uso de substâncias dopantes, como resultado das investigações que decorreram do Caso BALCO.[7]
(2) - Ali Saïdi-Sief da Argélia ficou originalmente em segundo lugar nos 5000 m, com 13:02.16 mas foi posteriormente desqualificado depois de ter acusado o uso de nandrolona num teste de dopagem.[8]
(3) - O revezamento 4x100 dos dos Estados Unidos (Mickey Grimes, Bernard Williams, Dennis Mitchell e Tim Montgomery) ganhou originalmente a medalha de ouro com 37.96, mas foi desqualificado em 2005 depois de Tim Montgomery ter admitido o uso de substâncias dopantes, como resultado das investigações que decorreram do Caso BALCO.[7]
(4) - O revezamento 4x400 m dos Estados Unidos (Leonard Byrd, Antonio Pettigrew, Derrick Brew e Angelo Taylor) ganhou originalmente a medalha de prata com 2:58.21, mas foi desqualificado em 2008 depois de Antonio Pettigrew ter admitido o uso de HGH e EPO entre 1997 e 2003.[9]
(5) - Dois atletas empataram na prova saltando a mesma altura e as mesmas alturas inferiores no mesmo número de tentativas. Foram outorgadas então duas medalhas de prata e nenhuma de bronze.

Feminino[editar | editar código-fonte]

Evento Ouro Prata Bronze
100 m (1)
Zhanna Pintusevich
 Ucrânia
10.82 Ekaterini Thanou
 Grécia
10.91 Chandra Sturrup
 Bahamas
11.02
200 m (2)
Debbie Ferguson
 Bahamas
22.52 LaTasha Jenkins
 Estados Unidos
22.85 Cydonie Mothersille
Ilhas Cayman
22.82
400 m
Amy Mbacke Thiam
Senegal
49.86 Lorraine Graham
 Jamaica
49.88 Ana Guevara
 México
49.97
800 m
Maria Mutola
 Moçambique
1:57.17 Stephanie Graf
 Áustria
1:57.20 Letitia Vriesde
Suriname
1:57.35
1500 m
Gabriela Szabo
Roménia
4:00.57 Violeta Szekely
Roménia
4:01.70 Natalya Gorelova
 Rússia
4:02.40
5000 m
Olga Yegorova
 Rússia
15:03.39 Marta Dominguez
Flag of Spain.svg Espanha
15:06.59 Ayelech Worku
 Etiópia
15:10.17
10000 m
Derartu Tulu
 Etiópia
31:48.81 Berhane Adere
 Etiópia
31:48.85 Gete Wami
 Etiópia
31:49.98
Maratona
Lidia Simon
Romênia Romênia
2:26:01 Reiko Tosa
 Japão
2:26:06 Svetlana Zakharova
 Rússia
2:26:18
100 m c/ barreiras
Anjanette Kirkland
 Estados Unidos
12.42< Gail Devers
 Estados Unidos
12.54 Olga Shishigina
Cazaquistão
12.58
400 m c/ barreiras
Nezha Bidouane
 Marrocos
53.34 Yuliya Pechonkina
 Rússia
54.27 Daimí Pernía
 Cuba
54.51
marcha 20 km
Olimpiada Ivanova
 Rússia
1:27:48 CR icon2.PNG Valentina Tsybulskaya
 Bielorrússia
1:28:49 Elisabetta Perrone
 Itália
1:28:56
4x100 m (3)
 Alemanha
Melanie Paschke
Gaby Rockmeier
Birgit Rockmeier
Marion Wagner
42.32  França
Sylviane Félix
Frédérique Bangué
Muriel Hurtis
Odiah Sidibé
42.39  Jamaica
Juliet Campbell
Merlene Frazer
Beverly McDonald
Astia Walker
42.40
4x400 m
 Jamaica
Sandie Richards
Catherine Scott-Pomales
Debbie-Ann Parris
Lorraine Fenton
3:20.65  Alemanha
Florence Ekpo-Umoh
Shanta Ghosh
Claudia Marx
Grit Breuer
3:21.97  Rússia
Irina Rosikhina
Yuliya Pechonkina
Anastasiya Kapachinskaya
Olesya Zykina
3:24.92
Salto em altura
Hestrie Cloete
África do Sul
2,00 m Inha Babakova
 Ucrânia
2,00 m Kajsa Bergqvist
 Suécia
1,97 m
Salto com vara
Stacy Dragila
 Estados Unidos
4,75 m CR icon2.PNG Svetlana Feofanova
 Rússia
4,75 m CR icon2.PNG Monika Pyrek
Polónia Polônia
4,55 m
Salto em distância
Fiona May
 Itália
7,02 m Tatyana Kotova
 Rússia
7,01 m Niurka Montalvo
Flag of Spain.svg Espanha
6,88 m
Salto triplo
Tatyana Lebedeva
 Rússia
15,25 m Françoise Mbango Etone
Camarões
14,60 m Teresa Marinova
 Bulgária
14,58 m
Arremesso de peso
Yanina Karolchik
 Bielorrússia
20,61 m Nadine Kleinert
 Alemanha
19,86 m Vita Pavlysh
 Ucrânia
19,41 m
Lançamento de disco (4)
Ellina Zvereva
 Bielorrússia
67,10 m Nicoleta Grasu
Romênia Romênia
66,24 m Anastasia Kelesidou
 Grécia
65,50 m
Lançamento de martelo
Yipsi Moreno
 Cuba
70,65 m Olga Kuzenkova
 Rússia
70,61 m Bronwyn Eagles
 Austrália
68,87 m
Lançamento de dardo
Osleidys Menéndez
 Cuba
69,53 m CR icon2.PNG Mirela Manjani
 Grécia
65,78 m Sonia Bisset
 Cuba
64,69 m
Heptatlo
Yelena Prokhorova
 Rússia
6694 pts Natalya Sazanovich
 Bielorrússia
6539 pts Shelia Burrell
 Estados Unidos
6472 pts

(1) - Marion Jones, dos EUA, ficou originalmente em segundo lugar nos 100 m com 10:85, mas foi posteriormente desqualificada depois de ter admitido o uso de substâncias dopantes, como resultado das investigações do Caso BALCO.[10]
(2) - Kelli White, dos EUA, ficou originalmente em terceiro lugar nos 200 metros, com 22.56, mas foi posteriormente desqualificada depois de ter admitido o uso de substâncias dopantes, como resultado das investigações do Caso BALCO[11]
(3) - O revezamento 4x100m dos EUA (Kelli White, Chryste Gaines, Inger Miller e Marion Jones) ganhou originalmente a medalha de ouro com 41.71, mas foi desqualificado em 2004 depois de Kelli White e Marion Jones terem admitido o uso de substâncias dopantes, como resultado das investigações do Caso BALCO[10]
(4) - Natalya Sadova, da Rússia, ganhou originalmente a medalha de ouro no lançamento do disco com 68.57 m, mas foi posteriormente desqualificada depois de ter revelado o uso de cafeína num teste anti-dopagem. [12]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. 2001 IAAF World Championships in Athletics
  2. «City of Champions». The World's. Consultado em 10 outubro 2019 
  3. «8TH IAAF WORLD CHAMPIONSHIPS Medal Table». IAAF. Consultado em 10 outubro 2019 
  4. Nick Davies. «Mutola shows she is still the boss». IAAF. Consultado em 10 outubro 2019 
  5. «Official Results - LONG JUMP - Men - Final». IAAF. Consultado em 10 outubro 2019 
  6. «History of Commonwealth Stadium». The City of Edmonton. Consultado em 10 outubro 2019 
  7. a b «Tim Montgomery stripped of record». Mail&Guardian. Consultado em 10 outubro 2019 
  8. «August 18, 2001: Algerian athlete Sief stripped of medal». Gulf News. Consultado em 10 outubro 2019 
  9. «Antonio Pettigrew: Sprinter who was stripped of his 1999 World Championship and 2000 Olympic relay gold medals». The Independent. Consultado em 10 outubro 2019 
  10. a b «Marion Jones Stripped Of Records, Medals». CBSNews. Consultado em 10 outubro 2019 
  11. «Sprinter Banned From Olympics». CBSNews. Consultado em 10 outubro 2016 
  12. «Discus champ Sadova banned two years for doping». ESPN. Consultado em 10 outubro 2019 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]