Candesartan

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Estrutura química de Candesartan
Candesartan
Star of life caution.svg Aviso médico
Nome IUPAC (sistemática)
3-((2'-(2H-tetrasol-5-yl)
bifenil-4-yl)metil)-2-etoxi-
3H-benzi[d]imidazol-4-ácido carboxilico
Identificadores
CAS 139481-59-7
ATC C09CA06
PubChem 2541
DrugBank APRD00420
Informação química
Fórmula molecular C24H20N6O3 
Massa molar 440,45
Farmacocinética
Biodisponibilidade 15%
Metabolismo hepático e intestinal
Meia-vida 5 - 10
Excreção 33%renal e 67% fecal
Considerações terapêuticas
Administração oral
DL50  ?

Candesartan é um medicamento do tipo antagonista do receptor da angiotensina. Sua principal indicação é para tratamento de Hipertensão arterial. É comercializado no Brasil pela empresa Astra Zeneca, com o nome comercial de Atacand, e pela empresa Abbot, com o nome comercial de Blopress.

Estrutura[editar | editar código-fonte]

Ligações atômicas
Estrutura molecular do Candesartan
Superfície molecular

Indicações[editar | editar código-fonte]

Terapêuticas[editar | editar código-fonte]

sua principal indicação é no tratamento de hipertensão arterial, mas pode ser utilizado também na insuficiência cardíaca, com força de ejeção menor que 40 %.

Efeitos colaterais[editar | editar código-fonte]

Cefaleia foi encontrada em 0,6% dos pacientes e vertigem em 0,3%. Astenia, febre, parestesia (formigamentos/formigueiros), dispepsia, taquicardia, aumento da glicemia,dor muscular e dispneia também podem ser encontradas.

Interações[editar | editar código-fonte]

nifedipina,digoxina ,enalapril, warfarin,hidroclorotiazida e anticoncepcional oral, devem ser evitadas o uso concomitante pois a metabolização de uma delas interfere na outra.

Contra-indicações[editar | editar código-fonte]

em pacientes com alteração hepática deve-se ter cuidado com a dosagem , já que a metabolização é hepática. Em pacientes com alteração renal tem que se tomar cuidado na prescrição pois como no seu mecanismo observa-se a alteração no sistema angiotensina - aldosterona, podendo afetar diretamente o rim e levando pacientes já com uma pequena lesão a uma falência renal

Intoxicação[editar | editar código-fonte]

não é letal em doses acima do receitado mas pode causar hipotensão, taquicardia.

Farmacocinética[editar | editar código-fonte]

esta fármaco é absorvido no trato gastrintestinal, e excretado pela urina e pelas fezes, via biliar.Após a sua administração atinge uma concentração máxima sérica em 3 a 4 horas.Tem 99% de ligação a proteína no plasma.Podem causar injúria fetal, oligoâmnio, prematuridade, retardo de crescimento intra uterino.

Farmacodinâmica[editar | editar código-fonte]

angiotensina I é transformada em angiotensina II pela enzima conversora, e esta substância é o mais potente vasopressor do sistema renina - angiotensina, seus efeitos são o de vasoconstrição, estímulo para produção de aldosterona. O candesartan bloqueia o efeito vasoconstritor e a secreção de aldosterona, por bloqueio do receptor que faz a transformação de angiotensina I para II.

Referências[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]