Oxprenolol

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Oxprenolol
Alerta sobre risco à saúde
(±)-Oxoprenolol Structural Formulae V.2.svg
Nome IUPAC (RS)-1-[2-(allyloxy)phenoxy]
-3-(isopropylamino)propan-2-ol
Identificadores
Número CAS 6452-71-7,
6452-73-9 (cloridrato)
PubChem 4631
DrugBank DB01580
Código ATC C07AA02
SMILES
Propriedades
Fórmula química C15H23NO3
Massa molar 265.33 g mol-1
Ponto de fusão

78–80 °C [1]

Solubilidade em água 3180 mg·l-1 a 25 °C [2]
Farmacologia
Biodisponibilidade 20-70%
Via(s) de administração via oral
Metabolismo hepático
Meia-vida biológica 1 a 2 h
Excreção renal
leite materno
Riscos associados
Frases R R22
Frases S S36/37/39, S61
LD50 375 mg·kg-1 (camundongo, per os) [2]
Exceto onde denotado, os dados referem-se a
materiais sob condições normais de temperatura e pressão

Referências e avisos gerais sobre esta caixa.
Alerta sobre risco à saúde.

Oxprenolol (cloridrato) é um fármaco anti-hipertensivo. Trata-se de um bloqueador beta-adrenérgico não seletivo.[3]

Farmacologia[editar | editar código-fonte]

Sua absorção é quase completa no trato gastrintestinal, com uma alta biodisponibilidade, desta forma ocorre mínimas variações entre indivíduos diferentes. Oxprenolol é capaz de atravessar a barreira hematoencefálica o que provoca mais efeitos colaterais a nível de sistema nervoso central, que os medicamentos sem esta propriedade como atenolol, sotolol e nadolol.[4]

Contra-indicações[editar | editar código-fonte]

O oxprenalol não pode ser usado por portadores de asma, rinite alérgica e broncoespasmo alérgico, bradicardia sinusal, bloqueio AV e alguns casos de insuficiência ventricular. Por ser lipossolúvel não pode ser administrado em pacientes grávidas ou que estejam amamentando.[5]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Notas e referências

  1. Thieme Chemistry (Hrsg.): Römpp Online. Version 3.1. Georg Thieme Verlag, Stuttgart 2007.
  2. a b (en) « Oxprenolol » em ChemIDplus.
  3. VELASCO, M, ROMERO, B, BETANCOURT, M et al. Uso de los Antagonistas Beta-Adrenérgicos en la Hipertensión Arterial (en español). AVFT. [online]. jul. 2002, vol.21, no.2 [citado 31 Diciembre 2009], p.139-147. ISSN 0798-0264.
  4. McDevitt DG.Comparison of pharmacokinetic properties of beta-adrenoceptor blocking drugs. Eur. Heart J. vol. 8. pág. 9–14. 1987
  5. MEDICAMENTOS LEXI-COMP MANOLE