Centro Histórico de Santo Ângelo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
A Catedral Angelopolitana, construída no mesmo local da antiga igreja da redução de Santo Ângelo Custódio.

O Centro Histórico de Santo Ângelo corresponde a uma área histórica situada no Centro deste município brasileiro do Rio Grande do Sul. O local abriga importantes vestígios arqueológicos da antiga redução jesuítica de Santo Ângelo Custódio, bem como edificações erguidas nas décadas iniciais da vila de Santo Ângelo, principalmente no início do século XX.

Delimitação[editar | editar código-fonte]

A delimitação do Centro Histórico foi oficializada pelo Decreto Municipal nº 2.299 de 8 de outubro de 1993, que constituiu o Sítio Arqueológico da Redução Jesuítica de Santo Ângelo Custódio:[1]

  • Ao sul, pela Avenida Rio Grande do Sul;
  • À leste, pela Rua Marechal Floriano;
  • Ao norte, pela Rua Sete de Setembro;
  • À oeste, pela Rua Quinze de Novembro.

Na prática, no entanto, a área mais destacada e mais comumente chamada "Centro Histórico" é a constituída pela Praça Pinheiro Machado e seu entorno, onde localiza-se o centro da redução.

Edificações e logradouros[editar | editar código-fonte]

  • Praça Pinheiro Machado
  • Catedral Angelopolitana
  • Prefeitura Municipal (tombado por lei municipal)
  • Prédio da Tenda da Terra e Skinão Lanches
  • Câmara de Vereadores
  • Museu Municipal Dr. José Olavo Machado (tombado por lei municipal)
  • Sobrado à Rua Antunes Ribas, esquina com Rua Antônio Manoel
  • Moto Peursi
  • Rua da Redução
  • Colégio Estadual Onofre Pires
  • Farmácia Licht
  • Farmácia Continental
  • Casa de Chá Frau Hintz
  • Antiga Casa Reis Sabo
  • Ministério Público Federal
  • Sobrado à Rua Marquês do Herval, esquina com Rua Bento Gonçalves
  • Casa Colonial à Rua Marquês do Herval, 866
  • Prédio à Rua Marquês do Herval, esquina com Travessa Augusto do Nascimento e Silva (antigo Correio)

Referências