Charitas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Charitas é um bairro da cidade de Niterói, localizada no estado do Rio de Janeiro, Brasil.[1]

Na praia de Charitas localiza-se a Estação Hidroviária de Charitas, terminal das barcas que faz ligação com a Praça XV e compõe o conjunto arquitetônico turístico-cultural do Caminho Niemeyer que percorre toda a orla da cidade entre o Centro e a zona sul. Apesar da pronúncia popular do Ch- soar como em Chão, e ser tomada como paroxítona, na verdade a palavra é latina e por isso deveria ser pronunciado Cáritas, como proparoxítona.

A área fazia parte da Sesmaria jesuítica, onde a ordem construiu um cemitério e uma igreja consagrada a São Francisco Xavier. O nome do bairro deriva do Latim charitas, que quer dizer "caridade" e está inscrita na porta da igreja mencionada.

História[editar | editar código-fonte]

No século XVIII, um grande proprietário de terras local doou ao Seminário de São José, que ficava na cidade do Rio de Janeiro, um pedaço de terra que viria ser a Fazenda Jurujuba, na qual foi construído um casarão (conhecido como "Casarão").

Localização do bairro de Charitas no município de Niterói.

Em 1853, o sanitarista Francisco de Paula Cândido abriu, sob sua própria direção, o Hospital Naval de Santa Isabel. Em sua homenagem, o bairro de Charitas recebeu o nome original de "Paula Cândido". A função do hospital era isolar os doentes que chegavam ao Rio de Janeiro a bordo de navios. Mais tarde, o hospital foi convertido em abrigo para crianças com tuberculose que ficou conhecido como "Preventório", nome que acabou por batizar a praia local.[2]

Na década de 1940, construiu-se um aeroclube no bairro. O Clube ainda está em funcionamento, mas apenas para o lazer e prática desportiva, já não possui pista de pouso e decolagem, tendo em vista que o local onde esta se localizava foi habitado.

Os limites do bairro são: as águas da Baía de Guanabara e os bairros de Piratininga (no Morro da Viração), Jurujuba e São Francisco (os dois últimos são fronteiras contínuas). Seu território localiza-se na Enseada de São Francisco, que é a área compreendida entre o Morro da Viração e a beira-mar. A população local é de aproximadamente 3.854 habitantes (1991) e representa 0,88% da população total de Niterói. Uma favela ocupa parte do Morro do Preventório, na região.

Em julho de 2015, tiveram início as detonações para a construção do túnel que ligará os bairro de Charitas-Cafubá, batizado com o nome do poeta Luís Antônio Pimentel[3]. A obra faz parte da TransOceânica e está orçada em R$ 310 milhões, com recursos do Governo Federal e da Prefeitura de Niterói.

Educação[editar | editar código-fonte]

  • Colégio Charitas
  • Instituto Cultural Esquina da Arte
  • UMEI Maria Luiza da Cunha Sampaio
  • Ciep 449 - Governador Leonel de Moura Brizola
  • Colégio Estadual Maria Pereira das Neves
  • Colégio Estadual Matemático Joaquim Gomes de Sousa

Turismo e lazer[editar | editar código-fonte]

Charitas é um dos principais bairros turísticos de Niterói, tendo como principais pontos turísticos: Estação Hidroviária de Charitas, Praia de Charitas, Casa da Princesa, Casarão da Avenida Quintino Bocaiúva, Escadaria da rua Oscar Pereira e seus belos Hoteis.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Bairros de Niterói
  2. Rosale de Mattos Souza (17/06/2006). «Histórico do prédio do Arquivo Central do Núcleo de Documentação da UFF» (PDF). Consultado em 26/01/2016 
  3. «TransOceânica: primeira detonação do túnel Charitas-Cafubá». www.ofluminense.com.br. Consultado em 2016-02-22 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Charitas