Enel Distribuição Rio

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Ampla)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Enel Distribuição Rio
Empresa de capital aberto
Cotação BM&F Bovespa: CBEE3
Atividade Utilidade
Gênero Sociedade Anônima
Fundação 1996 (23 anos)
Sede Niterói, RJ, Brasil
Área(s) servida(s) 66 municípios do Estado do Rio de Janeiro
Proprietário(s) Enel Brasil
Presidente Artur Manuel Tavares Resende
Produtos Distribuição de energia elétrica
Empresa-mãe Enel
Antecessora(s) Companhia de Eletricidade do Estado do Rio de Janeiro (CERJ), Ampla
Website oficial www.eneldistribuicao.com.br/rj
Ultimo logotipo da Ampla.

A Enel Distribuição Rio, conhecida anteriormente como Ampla, é uma empresa de distribuição de energia elétrica com atuação no estado do Rio de Janeiro, com sede em Niterói.

A empresa de capital aberto desde 1996 e tem como principal acionista a holding Enel Brasil, que controla 46,9% do capital. A distribuidora de energia elétrica Ampla atua em 66 municípios do Estado do Rio de Janeiro, abrangendo 73% do território estadual, com a cobertura de uma área de 32.188 km².

Em 2010, a companhia conta com cerca de 8.000 colaboradores, entre próprios e parceiros, que contribuíram diretamente para o alcance de resultados: a energia vendida e transportada chegou a 9.610 GWh, 5,9% acima do ano anterior,[1] e a receita líquida totalizou R$ 3,2 bilhões, estável em relação a 2009.[2] Os investimentos somaram R$ 396 milhões, destinados majoritariamente ao fortalecimento da infraestrutura de distribuição e ao combate às perdas. A geração de caixa, pelo conceito EBITDA (lucro antes de juros, impostos depreciação e amortização), totalizou 633,8 milhões e o lucro líquido foi de R$ 216 milhões.

A Enel Rio possui 74 lojas, uma Central de Relacionamento 24 horas por telefone e uma agência virtual na internet [3], além da presença em redes sociais (Facebook, YouTube e Twitter, entre outros canais).

Serviços personalizados, como seguros, assistência residencial, título de capitalização e planos odontológicos, que eram oferecidos pela Ampla, passaram a ser responsabilidade de outra empresa da Endesa Brasil, a Prátil, criada em 2010.

Área de concessão[editar | editar código-fonte]

A Enel Rio presta serviços para 2,6 milhões de clientes residenciais, comerciais, industriais e públicos, o que representa um total de sete milhões de pessoas e é uma das três distribuidoras de energia elétrica no estado do Rio de Janeiro, juntamente com a Light e com o Energisa Nova Friburgo.

A companhia atua nos seguintes municípios fluminenses: Itaocara, Niterói, São Gonçalo, Itaboraí, Macaé, Rio das Ostras, Casimiro de Abreu, Armação dos Búzios, Cabo Frio, São Pedro D'Aldeia, Arraial do Cabo, Iguaba Grande, Araruama, Rio Bonito, Cachoeiras de Macacu, Saquarema, Tanguá, Maricá, Guapimirim, Teresópolis, Magé, Duque de Caxias (parte), Petrópolis, Mangaratiba, Angra dos Reis, Paraty, Campos dos Goitacazes, Resende, Porciúncula, Varre Sai, Natividade, Bom Jesus do Itabapoana, Itaperuna, Laje do Muriaé, Miracema, São José do Ubá, Italva, Cambucí, Santo Antônio de Pádua, Aperibé, São Fidelis, Cardoso Moreira, São Francisco do Itabapoana, São João da Barra, Itaocara, Quissamã, São Sebastião do Alto, Santa Maria Madalena, Conceição de Macabu, Carapebus, Cantagalo, Macuco, Cordeiro, Duas Barras, Trajano de Moraes, Bom Jardim, Carmo, Sumidouro, Silva Jardim, São José do Vale do Rio Preto, Três Rios (parte), Areal, Itatiaia, Porto Real, Paraíba do Sul (parte) e Nova Friburgo (parte).

Projetos Sociais[editar | editar código-fonte]

Consciência Ampla[editar | editar código-fonte]

O Programa Consciência Ampla reúne diferentes projetos sociais que seguem uma mesma linha de atuação e uma única identidade. Criado em 2008, o programa evoluiu em 2010 a partir da observação das demandas da comunidade, fruto da interação com lideranças locais e intensificação de pesquisas de campo. [4] Nesse sentido, foi mantida a diretriz de educação para o consumo consciente, mas concentrando esforços em projetos de capacitação para a geração de renda. No ano de 2010, as iniciativas beneficiaram 439.132 pessoas, superando em 5% o resultado de 2009.

As ações têm o objetivo de promover a consciência para o desenvolvimento sustentável, disseminando conceitos sobre o consumo consciente de energia elétrica e demais recursos naturais associados ao equilíbrio do orçamento doméstico e à preservação do meio ambiente. A Ampla relaciona a sustentabilidade das comunidades de baixa renda diretamente à sustentabilidade do seu negócio; para a equação ser perfeita, o cliente deve consumir o volume de energia que couber em seu orçamento. Isso contribui para diminuir os índices de furto de energia, que representa uma grande ameaça à segurança das populações em contato com a rede elétrica, além de afetar a receita da distribuidora.[5]

Em resposta ao aquecimento do mercado de trabalho resultante do crescimento do PIB brasileiro em 2010, a Ampla intensificou projetos de capacitação e geração de renda. O projeto Consciência Ampla Oportunidade apresentou resultado 117% superior ao ano anterior, beneficiando 1.244 pessoas.[6] O programa tem objetivo de associar questões sociais e ambientais. A iniciativa da troca de geladeiras para clientes de baixa renda foi reconhecida em vídeo apresentado na COP15 e no relatório bianual de prestação de contas do PNUD à ONU para os anos 2009 e 2010.[7]

Outros Projetos[editar | editar código-fonte]

Programa de Voluntariado - Rede do Bem – Consiste na participação de colaboradores em dias de mutirão voluntário e campanhas de doação, além de apoio aos projetos do Consciência Ampla e Ampla em Ação. Além de liberar até oito horas de trabalho por colaborador, a companhia doa para essas ações a reforma de instalações elétricas, materiais necessários às melhorias nas instituições e faz promoção de campanhas.[8] Em 2010, os investimentos do programa foram de R$ 30 mil. A “Rede do Bem” integra todas as empresas controladas pela holding Endesa Brasil como Ampla, Coelce, Endesa Geração

Em parceria com a Casa Amarela e com a Pastoral da Criança, o programa atende famílias em situação de risco social, provendo o acompanhamento por assistentes sociais, recursos materiais e ações de educação e cultura. O objetivo central da iniciativa é o equilíbrio do orçamento familiar por meio da geração de renda e de ações para reduzir o consumo de energia elétrica. 

Canto de Natal – Projeto com o objetivo de levar o espírito do Natal para várias comunidades. As atividades compreenderam apresentações do Coral Mané Garrincha, que é apoiado pela Ampla, doação de brinquedos e oportunidade de as crianças tirarem fotos com o Papai Noel. Foram realizadas 22 apresentações em 2010, em 20 localidades, atingindo cerca de 6,6 mil pessoas.[9]

Revista Consciência Ampla – Veículo de comunicação trimestral, a publicação divulga os projetos sociais da Ampla para formadores de opinião e público em geral. São abordados também temas relevantes sobre consumo consciente, sustentabilidade e ações socioambientais, comentados por especialistas e empreendedores externos, de forma a apoiar na formação de uma rede que dissemine conhecimento e troca de experiências. A tiragem é de 20 mil exemplares impressos, além da versão digital que fica disponível na internet. Em 2010, a revista recebeu o Prêmio Aberje RJ de mídia impressa.

Blog do Consciência Ampla – Ferramenta desenvolvida para manter discussões sobre os projetos sociais da companhia, conceitos de consumo consciente de recursos naturais e de sustentabilidade.

Twitter do Consciência Ampla – Ferramenta que informa as novidades do blog do Consciência Ampla e acompanha e dissemina informações sobre consumo consciente de recursos naturais e sustentabilidade.

Inovação[editar | editar código-fonte]

A Enel Distribuição Rio possui um programa de inovação que o nome de Programa Inova. O Programa Inova possui metas financeiras e não quantitativas, em 2010 alcançou R$ 3 milhões em novas receitas ou economias.[10]

Além do Programa Inova, a Enel Rio mantém um programa de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) determinado pela lei nº 9.991/2000. Ela estabelece que 0,5% da receita líquida da distribuidora deve ser destinado a projetos de inovação tecnológica, com a seguinte distribuição: 0,2% em P&D, 0,2% para o Fundo Nacional de Desenvolvimento Tecnológico (FNDT) e 0,1% para o Ministério de Minas e Energia (MME). O Manual de Pesquisa e Desenvolvimento, que estabelece as diretrizes e orientações para a elaboração de projetos de P&D regulados pela Aneel, foi modificado em maio de 2008. Uma das alterações foi a limitação da possibilidade de acumular na conta de P&D montante superior ao investimento obrigatório dos últimos 24 meses.

Em [ [2010]], o tema cultura foi incorporado à inovação e à tecnologia e, pela primeira vez, a mostra realizada anualmente pela Ampla foi aberta ao público. O evento reuniu em um dia inteiro 1.136 visitantes e, patrocinado pela Lei de Incentivo à Cultura do Rio de Janeiro, expôs projetos de arte e cultura misturados às iniciativas de tecnologia desenvolvidas pela Ampla e seus parceiros, como a medição eletrônica. Realizada no pátio do edifício-sede, em Niterói, a mostra reuniu atrações como grafite eletrônico, jogos interativos, livros virtuais, além de palestras sobre música, cinema e outras manifestações culturais. Dentre os palestrantes, nomes como o jornalista, compositor e produtor musical Nelson Motta e a pesquisadora Heloisa Buarque de Hollanda.[11]

Em 2012, a Enel Rio lançou projetos que integraram a carteira do programa do governo do Estado do Rio de Janeiro intitulado Rio Capital da Energia. Em evento realizado no Palácio Guanabara, a distribuidora mostrou detalhes do Cidade Inteligente Búzios, Consciência Ecoampla, Consciência Ampla Eficiente e Consciência Ampla Futuro, voltados para a promoção da eficiência energética, inovação tecnológica e energia verde.[12]

Prêmios[editar | editar código-fonte]

Prêmio Nacional da Qualidade – A Enel Rio (à época, Ampla) foi reconhecida como Destaque no critério Sociedade (2010), em prêmio concedido pela Fundação Nacional da Qualidade (FNQ). São valorizadas empresas que operam com padrões de excelência da gestão em suas práticas de responsabilidade social e ambiental, incluindo relacionamento com a comunidade, desenvolvimento social e preservação do meio ambiente. Em 2011, a Ampla foi finalista do PNQ. [13]

Prêmio Qualidade Rio 2010 – A Enel Rio (à época, Ampla) recebeu um troféu em reconhecimento pelo desempenho no Prêmio Nacional da Qualidade 2010 (PNQ). O PNQ, coordenado pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Energia, Indústria e Serviços, tem o objetivo de promover o desenvolvimento socioeconômico, o fortalecimento da cidadania e a melhoria da qualidade e da produtividade dos bens e serviços desenvolvidos no Estado do Rio de Janeiro. [14]

Relatório de Sustentabilidade 2010 – Pela segunda vez, o relatório de sustentabilidade da Ampla foi incluído na relação das dez publicações de maior credibilidade no Brasil, de acordo com a pesquisa Rumo à Credibilidade 2010, elaborada pela Fundação Brasileira para o Desenvolvimento Sustentável (FBDS) em parceria com a consultoria inglesa SustainAbility.[15]

Prêmio Abradee de Responsabilidade Social – Primeiro lugar no ranking 2010 do Questionário Ethos-Abradee, quesito com o maior peso do Prêmio Abradee de Responsabilidade Social, concedido pela Associação Brasileira de Distribuidores de Energia Elétrica (Abradee). O questionário mede a incorporação de práticas de responsabilidade social empresarial ao dia a dia das companhias, considerando as áreas e os temas mais relevantes para a sustentabilidade. A Ampla conquistou a liderança em quatro dos nove temas (meio ambiente, manejo de resíduos, fornecedores e governo/sociedade).

Prêmio Fundação Coge 2010 – A Ampla venceu na categoria Gestão da Segurança e Saúde no Trabalho, com o projeto Sistema de Gestão Integrada, que reflete a segurança do trabalho como um de seus valores principais. Concorreram ao prêmio 21 companhias de todo o Brasil. [16]

Prêmio Aberje – A Associação Brasileira de Comunicação Empresarial (Aberje) premiou a revista Consciência Ampla na regional Rio de Janeiro. [17]

Referências

  1. http://www.econoinfo.com.br/comunicados/AMPLA-ENERG/Condicoes-Financeiras-e-Patrimoniais-Gerais/850040233436?p=1[ligação inativa]
  2. http://www.ampla.com/media/163976/2010%20-%20earnings%20release%204t10.pdf
  3. «Cópia arquivada». Consultado em 18 de julho de 2012. Arquivado do original em 5 de março de 2016 
  4. «Cópia arquivada» (PDF). Consultado em 19 de julho de 2012. Arquivado do original (PDF) em 3 de março de 2016 
  5. http://www.nuca.ie.ufrj.br/blogs/gesel-ufrj/index.php?/archives/21050-Ampla-reduz-furto-de-energia-e-evita-perdas-de-R-300-mi.html
  6. http://oglobo.globo.com/rio/bairros/posts/2010/09/16/ampla-abre-inscricoes-para-curso-gratuito-de-eletricista-324879.asp
  7. «Cópia arquivada». Consultado em 19 de julho de 2012. Arquivado do original em 21 de setembro de 2012 
  8. http://cachoeiradouradagoias.blogspot.com.br/2012/03/endesa-brasil-lanca-programa-de.html
  9. «Cópia arquivada». Consultado em 23 de julho de 2012. Arquivado do original em 31 de dezembro de 2010 
  10. http://www.abepro.org.br/biblioteca/enegep2011_TN_STO_142_896_19051.pdf
  11. http://www.ampla.com/a-ampla/eventos/mostra-de-cultura-inova%C3%A7%C3%A3o-e-tecnologia.aspx[ligação inativa]
  12. «Cópia arquivada». Consultado em 23 de julho de 2012. Arquivado do original em 3 de março de 2016 
  13. http://www.fnq.org.br/site/502/default.aspx
  14. http://www.mbc.org.br/mbc/rj/index.php?option=com_content&task=view&id=198&Itemid=174
  15. http://www.abrasca.org.br/premios/
  16. «Cópia arquivada». Consultado em 19 de julho de 2012. Arquivado do original em 18 de dezembro de 2010 
  17. http://www.aberje.com.br/premio/2010/vencedores_regiao1.asp

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma empresa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.