São Sebastião do Alto

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outras cidades com este nome, veja São Sebastião (desambiguação).
Município de São Sebastião do Alto
Bandeira desconhecida
Brasão desconhecido
Bandeira desconhecida Brasão desconhecido
[[1]]
Aniversário 17 de abril
Fundação 17 de abril de 1891 (125 anos)
Gentílico altense
Prefeito(a) Rosangela Pereira Borges do Amaral (PMDB)
(2013–2016)
Localização
Localização de São Sebastião do Alto
Localização de São Sebastião do Alto no Rio de Janeiro
São Sebastião do Alto está localizado em: Brasil
São Sebastião do Alto
Localização de São Sebastião do Alto no Brasil
21° 57' 25" S 42° 08' 06" O21° 57' 25" S 42° 08' 06" O
Unidade federativa  Rio de Janeiro
Mesorregião Centro Fluminense IBGE/2008[1]
Microrregião Santa Maria Madalena IBGE/2008[1]
Municípios limítrofes Cantagalo, Itaocara, Macuco, Santa Maria Madalena, São Fidélis e Trajano de Morais
Distância até a capital 232 km
Características geográficas
Área 397,180 km² [2]
População 8 906 hab. Censo IBGE/2010[3]
Densidade 22,42 hab./km²
Altitude 575 m
Clima Tropical de Altitude Cwa
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,636 (RJ: 80º) – médio PNUD/2010[4]
PIB R$ 75 889,832 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 8 434,08 IBGE/2008[5]
Página oficial

São Sebastião do Alto é um município brasileiro do estado do Rio de Janeiro. Localiza-se 21º57'26" de latitude sul e 42º08'05" de longitude oeste, a 575 metros de altitude. Conta com uma população de 8906 habitantes (2008).[3]

Estende-se por uma área de 373,26 km², a cerca de três horas de viagem da cidade do Rio de Janeiro e a uma hora de Nova Friburgo.

Sua sede fica no alto da "Serra do Deus Me Livre", e revela uma pequena cidade onde a tranquilidade é excessiva, sem barulhos e trânsito da capital. Foi colonizada por imigrantes italianos e suíços, que foram para a região atraídos pelo cultivo do café.

Política[editar | editar código-fonte]

A política de São Sebastião do Alto foi fortemente marcada pelo coronelismo e pode ser comparada a República Oligárquica do Brasil, pois o município possuiu governantes que se mantiveram anos no poder sustentados por trocas de favores com a população. Até que em 2013 houve a eleição de um prefeito que incentivou a população a querer mudanças e a exigir honestidade de seus governantes, o Carmod Bastos. Entretanto, em abril de 2013 a Câmara de Vereadores de São Sebastião do Alto alterou a lei orgânica do município, criando uma nova lei. Esta dizia que sob qualquer denúncia (falsa ou verdadeira), se aceita por 2/3 dos vereadores o prefeito poderia sair de seu cargo. Sendo assim, o então prefeito, Carmod Bastos (PT), foi cassado injustamente pela Câmara de Vereadores, acusado de cometer crimes como fraudes em dispensa de licitação e aumento do próprio salário, sem lei que autorize Estes crimes nunca foram provados e os processos até os dias atuais nunca foram julgados..[6] Em maio de 2015 o vice-prefeito que assumiu a prefeitura no lugar de Carmod, Mauro Henrique Chagas (PT), foi preso em flagrante por agentes da Polícia Federal no momento em que recebia cerca de 100 mil reais de um empresário, oriundos de propina.[7] Ele teria exigido a quantia do empresário em troca de obras nas áreas de saúde e saneamento no município, cerca de 10% do valor das duas licitações.[7] Mauro Henrique Chagas foi expulso do PT horas depois de ter sido preso.[8] Ele foi substituído pela presidente da Câmara dos Vereadores, Rosangela Pereira Borges do Amaral (PMDB).

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008. 
  2. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 dez. 2010. 
  3. a b «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010. 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008. 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 dez. 2010. 
  6. «Prefeito de São Sebastião do Alto, RJ, é cassado e vice assume o cargo». G1.com. 14/04/2016. Consultado em 26/06/2016. 
  7. a b «Prefeito de São Sebastião do Alto é preso pela PF». Jornal Extra. 18/03/2015. Consultado em 26/06/2016. 
  8. «PT expulsa prefeito preso e diz que político tinha "pouca expressão"». Estado de Minas. 19/03/2015. Consultado em 26/06/2016. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado do Rio de Janeiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.