Congresso Nacional Africano (partido político)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Congresso Nacional Africano
African National Congress
Flag of the African National Congress.svg
Líder Baleka Mbete
Presidente Cyril Ramaphosa
Secretário Gwede Mantashe
Fundação 1912
Sede Joanesburgo, África do Sul
Ideologia Socialismo
Social-democracia

Internacional Socialista

Espectro político Centro-esquerda
Ala jovem Liga Jovem do CNA
Assembleia Nacional
249 / 400
Conselho de Províncias
62 / 90
Parlamento Pan-africano
3 / 5
Cores Preto, Verde e Dourado
Página oficial
www.anc.org.za

O Congresso Nacional Africano (CNA; em inglês African National Congress, ANC) é um movimento e partido político sul-africano. [1] Foi fundado em 1912,[2] na cidade de Bloemfontein, com a proposta de advocar os direitos da população negra do país. Desde o fim do regime conhecido como apartheid, em 1994, o CNA é o principal partido político da África do Sul, sendo apoiado pela aliança com Congresso dos Sindicatos Sul-africanos e o Partido Comunista Sul-Africano. Nelson Mandela foi a figura mais influente do partido, assim como de todo o continente africano. Nas eleições de 2009, o Congresso Nacional Africano obteve 65.9% dos votos para a Assembleia Nacional, confirmando-se como o partido político dominante.

Líder do CNA desde dezembro de 2017, Cyril Ramaphosa é o Presidente da República desde 15 de fevereiro de 2018, com a renúncia de Jacob Zuma, eleito em 2009, a presidência da república, por pressão do próprio CNA.[3]

História[editar | editar código-fonte]

O Congresso Nacional Africano foi fundado em 8 de janeiro de 1912 como Congresso Nacional dos Nativos Sul-africanos (South African Native National Congress ou SANNC). A proposta principal era defender maiores liberdades civis, assim como, o fim das penas injustas contra a população negra do país. A data oficial de fundação do partido é de 1912, porém algumas fontes alegam que o movimento teve início um ano antes, através de um discurso proferido por Pixley Ka Izaka Seme, no qual defendia a união entre as etnias do país.

Temendo o alargamento do partido, a governança da recém-instaurada União da África do Sul iniciou um sistema de repressão violenta aos negros sul-africanos. Em 1913, foi promulgado o Ato de Terras (Land Act), que forçava os "nativos" (como eram conhecidos os negros) a abandonar as áreas rurais e migrar para os centros urbanos a fim de trabalhar. Anos depois, em 1923, o SANNC ganhou o apoio da União Industrial e Comercial (ICU) e do Partido Comunista, formando assim um novo e mais articulado partido chamado Congresso Nacional Africano.

Em 1927, o presidente do CNA, J.T Gumede, propôs uma união com os comunistas, fato que não procedeu fazendo com que o partido permanecesse na obscuridade até os anos de 1940. A partir deste período o CNA tomou uma iniciativa mais próxima das massas operárias dos centros urbanos, retomando sua popularidade inicial, por mais que ainda fosse anterior ao início da Guerra Fria, assim como também é anterior as mortes de Josef Stalin e Adolf Hitler (líderes que foram notabilizados por agirem de forma conservadora, fizeram uma forte repressão ao Marxismo cultural e influênciaram o mundo enquanto estavam no poder) e também é uma época anterior as revoluções marxistas culturais que mudaram a mente do Mundo Ocidental.[4]

Em março de 1960, depois do massacre de Sharpeville, perpetrado pela polícia contra os manifestantes antisegregação que custou a vida de 69 pessoas, o governo do apartheid proibiu o CNA.[5]

Resultados eleitorais[editar | editar código-fonte]

Eleições legislativas[editar | editar código-fonte]

Data Candidato CI. Votos % +/- Deputados +/- Status
1994 Nelson Mandela 1.º 12 237 655
62,7 / 100,0
252 / 400
Governo
1999 Thabo Mbeki 1.º 10 601 330
66,4 / 100,0
Aumento3,7
266 / 400
Aumento14 Governo
2004 Thabo Mbeki 1.º 10 880 915
69,7 / 100,0
Aumento3,3
279 / 400
Aumento13 Governo
2009 Jacob Zuma 1.º 11 650 748
65,9 / 100,0
Baixa3,8
264 / 400
Baixa15 Governo
2014 Jacob Zuma 1.º 11 436 921
62,2 / 100,0
Baixa3,7
249 / 400
Baixa15 Governo

Presidentes eleitos[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]


Referências


Ícone de esboço Este artigo sobre a África do Sul é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.