Damiano Tommasi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Damiano Tommasi
Damiano Tommasi
Informações pessoais
Nome completo Damiano Tommasi
Data de nasc. 17 de maio de 1974 (44 anos)
Local de nasc. Negrar,  Itália
Altura 1,80 m
Informações profissionais
Clube atual San Marino La Fiorita
Posição Volante
Clubes de juventude
1985–1986
1987–1989
1991–1993
Itália Negrar
Itália San Zeno
Itália Verona
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
1993–1996
1996–2006
2006–2008
2008
2009
2009–2011
2015–
Itália Verona
Itália Roma
Espanha Levante
Inglaterra Queens Park Rangers
China Tianjin Teda
Itália Sant'Anna d'Alfaedo
San Marino La Fiorita
77 (4)
262 (14)
44 (1)
7 (0)
29 (1)
10 (2)
Seleção nacional
1994–1996
1998–2003
Flag of Italy.svg Itália Sub-21
Flag of Italy.svg Itália
4 (0)
25 (2)

Damiano Tommasi (Negrar, 17 de maio de 1974) é um futebolista profissional italiano que atualmente é presidente da Associação de Jogadores Italianos.[1] Paralelamente ao cargo, joga atualmente pelo La Fiorita de San Marino.

Notado por ser muito filantrópico, Tommasi está sempre disposto a ajudar os mais necessitados.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Após jogar em duas equipes amadoras (Negrar e San Zeno), Tommasi iniciou sua carreira profissional no Verona, one chegou em 1991 para jogar nas categorias de base. Jogou 77 partidas e marcou 4 gols pelos Gialloblù pela Série B entre 1993 e 1996, ano em que foi contratado pela Roma.

Pelos Giallorossi, ele fez a sua estreia na Série A em 7 de setembro de 1996, em uma vitória de 3-1 sobre o Piacenza. A temporada de estreia do volante não foi fácil, pois a Roma ficou apenas 4 pontos acima da zona de rebaixamento. Foi ainda uma peça importante na conquista do Scudetto de 2000-01, quando jogou todas as partidas na campanha do título e marcou 3 gols.

A lesão[editar | editar código-fonte]

Durante um amistoso de verão entre Roma e Stoke City, em 2004, Tommasi sofreu uma gravíssima lesão no joelho e permaneceu vários meses fora de ação. Apesar disso, ele aceitou a oferta de renovação de seu contrato por um ano com a Roma[2] - ele receberia um salário simbólico de apenas 1.500 euros por mês, correspondente às remunerações dos atletas juvenis, muito abaixo da média da equipe. Em 30 de outubro de 2005, voltou a jogar, entrando no segundo tempo no lugar do francês Olivier Dacourt durante um jogo da Liga contra o Ascoli, sendo extremamente aplaudido por um longo tempo pelos torcedores giallorossi. Até 2006, Tommasi atuou em 262 jogos e marcou 14 gols.

Outros clubes e aposentadoria[editar | editar código-fonte]

Após passagens sem muito brilho por Levante (Espanha) e Queens Park Rangers (Inglaterra), o volante assinou em 2009 com o Tianjin Teda para disputar o Campeonato Chinês, tornando-se o primeiro italiano a jogar por lá. A aventura em território chinês durou pouco tempo para Tommasi: foram apenas 29 partidas e um gol marcado. Em dezembro do mesmo ano, voltou à Itália para defender o Sant'Anna d'Alfaedo, time amador da região do Vêneto, juntamente com seus 2 irmãos. Em 2 temporadas, foram 10 jogos e 2 gols até 2011, quando o jogador, aos 37 anos, encerrou a carreira pela primeira vez.

Volta aos gramados[editar | editar código-fonte]

Em junho de 2015, quatro anoa após a aposentadoria, Tommasi voltou aos gramados pelo La Fiorita[3], com o objetivo de ajudar a equipe samarinesa a passar da primeira fase da Liga dos Campeões, contra o FC Vaduz. A experiência do jogador, no entanto, não ajudou o La Fiorita a superar os liechtensteinenses na fase inicial, apesar de ter marcado um gol.

Já na primeira fase classificatória da Liga Europa, contra o Debreceni, não conseguiu evitar a eliminação dos Gialloblù frente à equipe húngara, que desbancou o La Fiorita por 9 a 0 no placar agregado.

Seleção nacional[editar | editar código-fonte]

Tommasi jogou pela Seleção Italiana que ganhou o Torneio Europeu Sub-21 e pelos Jogos Olímpicos de 1996, em Atlanta.

Fez sua primeira partida pela equipe principal da Squadra Azzurra em 18 de novembro de 1998 contra a Espanha, mas não assegurava a vaga de titular até 2001. Damiano disputou todas as partidas da Itália na Copa de 2002, torneio onde sua seleção foi eliminada nas oitavas-de-final, pela Coréia do Sul, anfitriã da Copa. Ele, inclusive, marcaria o gol da classificação para as quartas de final do torneio, porém o tento foi anulado pelo árbitro equatoriano Byron Moreno, que alegou impedimento - as imagens mostraram que o volante estava em posição legal.

Referências

  1. «Perfil na Sports Reference». Consultado em 13 de fevereiro de 2016. 
  2. «Tommasi takes one-year option». UEFA.com. Consultado em 1 de setembro de 2005. 
  3. «Tommasi oferece experiência ao La Fiorita». UEFA.com. Consultado em 26 de junho de 2015. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]