Daniel Brandenstein

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Daniel Brandenstein
Nome completo Daniel Charles Brandenstein
Nascimento 17 de janeiro de 1943 (76 anos)
Watertown, Estados Unidos
Nacionalidade Estados Unidos norte-americano
Ocupação
Serviço militar
Serviço Marinha dos Estados Unidos
Anos de serviço 1965–1992
Patente capitão
Conflitos Guerra do Vietnã
Condecorações Legião do Mérito
Cruz de Voo Distinto
Medalha do Ar (17)
Carreira espacial
Astronauta da NASA
Tempo no espaço 32d 21h 03 min
Seleção Grupo 8 da NASA 1978
Missões
Insígnia da missão Insígnia da STS-8 Insígnia da STS-51g Insígnia da STS-32 Insígnia da STS-49
Aposentadoria outubro de 1992
Prêmios Medalha de Serviço
Distinto da NASA
(2)

Daniel Charles Brandenstein (Watertown, 17 de janeiro de 1943) é um ex-astronauta norte-americano, veterano de quatro missões do programa do ônibus espacial.

Entrou para a Marinha dos Estados Unidos em 1965, onde fez treinamento de piloto de combate. Qualificado como piloto-aviador, serviu no fim da década de 1960 a bordo de porta-aviões, participando de cerca de duzentas missões de combate.

Em 1978, Brandenstein entrou para a NASA e completou o curso de astronautas no ano seguinte. Trabalhou em terra como controlador de missões e foi tripulante-reserva da primeira missão do ônibus espacial, a STS-1.

Seu primeiro voo espacial ocorreu em agosto de 1983, como piloto da nave Challenger na missão STS-8, primeira missão noturna do ônibus espacial que colocou em órbita um satélite de comunicações e meteorologia indiano.

Sua segunda missão espacial foi em junho de 1985, como comandante da missão STS-51-G Discovery, uma missão de sete dias que colocou três satélites em órbita e realizou diversas experiências astronômicas com raios-X. Voltou à órbita em janeiro de 1990 comandando a STS-32 Columbia, passando 261 horas no espaço.[1]

Sua última missão foi realizada em maio de 1992, comandando o voo inaugural da nave Endeavour, que testou a operatividade da nave e realizou reparos no satélite Intelsat e vários testes de equipamentos e procedimentos a serem usados na construção da estação espacial Freedom. [1]

Em suas quatro missões espaciais, ele tem acumuladas 789 horas em órbita.[2]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b «Bio» (PDF). NASA. Consultado em 20 abril 2019 
  2. «Brandenstein». Spacefacts. Consultado em 20 maio 2019