Dig-Dig-Joy

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Dig-Dig-Joy
Álbum de estúdio de Sandy & Junior
Lançamento Outubro de 1996[1]
Gênero(s)
Duração 49:45
Formato(s)
Gravadora(s) PolyGram
Cronologia de Sandy & Junior
Você é D+
(1995)
Sonho Azul
(1997)
Singles de Dig-Dig-Joy
  1. "Etc... e Tal"
    Lançamento: 23 de julho de 1996 (1996-07-23)
  2. "Dig-Dig-Joy"
    Lançamento: 30 de agosto de 1996 (1996-08-30)
  3. "Não Ter"
    Lançamento: 4 de novembro de 1996 (1996-11-04)
  4. "Dias e Noites"
    Lançamento: 27 de dezembro de 1996 (1996-12-27)

Dig-Dig-Joy é o sexto álbum de estúdio da dupla brasileira Sandy & Junior, lançado em outubro de 1996 através da PolyGram.[1] O álbum foi considerado um trabalho de transição, rendendo a eles o "status de ídolos teen".[2] Nesse álbum, a dupla começou a abordar temas mais adolescentes e também de cunho social,[2] com uma sonoridade influenciada pelo pop, country, rock e dance.[3][4] Foi certificado com disco de ouro pela Pro-Música Brasil (PMB) e vendeu 700 mil cópias.

Desempenho comercial[editar | editar código-fonte]

Dig-Dig-Joy foi lançado em outubro de 1996 com cerca de 200 mil cópias vendidas antecipadamente,[5] o que garantiu novos discos de ouro e platina para a dupla. Dig-Dig-Joy atingiu a marca de 700 mil cópias.[6][7] O álbum foi certificado com disco de ouro pela Pro-Música Brasil (PMB) em 1997.[8]

Crítica[editar | editar código-fonte]

Críticas profissionais
Avaliações da crítica
Fonte Avaliação
Revista Fórum (Favorável)[2]

Para Ivisson Cardoso, do Revista Fórum, o álbum Dig-Dig-Joy rendeu à dupla o "status de ídolos teen, fazendo a transição da música infantil para a música pop. [...] “Não Ter” levantou os olhos de muita gente pela transição vocal da Sandy, que ganhara mais cor, fruto da maturidade que já se acentuava." Ele ainda destacou os temas abordados no disco, que apresenta canções românticas e de teor social: "[...] fez muita gente dançar, porém não deixou que ninguém se esquecesse de cumprir seus papéis de cidadão de forma consciente."[2]

Lista de faixas[editar | editar código-fonte]

N.º TítuloCompositor(es) Duração
1. "Etc... e Tal" (Any Man of Mine)
3:24
2. "Como Um Flash" (Flashdance... What a Feeling)
  • Giorgio Moroder
  • Keith Forsey
  • Irene Cara
  • Álvaro Socci (versão)
  • Cláudio Matta (versão)
3:42
3. "Eu Vou Te Namorar"  
  • Joel Marques
  • Maracai
  • Xororó
3:52
4. "Golpe Certo"   3:30
5. "Dias e Noites" (We've Got Tonight)
  • Bob Seger
  • Rossi (versão)
3:54
6. "Férias de Julho"  
  • Feio
  • Reinaldo Barriga
3:05
7. "Quero Saber"  
4:04
8. "Dig-Dig-Joy"  
  • Feio
  • Rique Azevedo
3:26
9. "Não Ter" (Non c'è)
  • Federico Cavalli
  • Pietro Cremonesi
  • Angelo Valsiglio
  • Claudio Rabello (versão)
4:52
10. "Jambalaya" (On the Bayou)
  • Hank Williams
  • Edgard Poças (versão)
2:56
11. "Me Apaixonei"  
  • Carlos Randall
  • Danimar
  • Alexandre
3:11
12. "Mala Sem Alça"  
  • Renato Ladeira
  • Roberto Lly
  • Noely
3:19
13. "Mamãe Não Me Falou" (Mama Never Told Me About You)
  • Robert Byrne
  • Eddie Burton
  • Tommy Dennis
  • Rossi (versão)
3:02
14. "Cada Coisa Em Seu Lugar"  
  • Socci
  • Matta
3:21
Duração total:
49:38

Ficha técnica[editar | editar código-fonte]

  • Uma produção PolyGram dirigida por Xororó, exceto "Quero Saber", dirigida por Aloysio Legey
  • Direção artística: Max Pierre
  • Assistentes de produção: Noely e Feio
  • Arranjos e regências: Julinho Teixeira, Feio e Barriga
  • Arregimentação: Grimaldi e Feio
  • Gravado nos estúdios Artmix Studios (SP); Mosh Studios (SP); MM Studios (Campinas, SP); Caverna (RJ) e Cia. dos Técnicos (RJ)
  • Técnicos: Guto Campos (Artmix); Sidney Garcia e Silas Godoy (Mosh); André Mais (MM); Flávio Senna (Cia. dos Técnicos) e Roberto Lly (Caverna)
  • Assistentes: Alexandre Soares e Edgar (Artmix); Alex (Mosh); Carlos Kyups e Márcio Sinistro (Cia. dos Técnicos); Carlinhos (Caverna)
  • Mixado nos Estúdios da Som Livre por Jorge "Gordo" Guimarães
  • Assistentes: "Mongo" e "Mad Dog"
  • Masterizado na Visom Digital (RJ) por Luiz Tornaghi
  • Fotos: Richard Romero
  • Figurinos: Mel & Hortelã
  • Projeto Gráfico: Planeta Digital (Diagramação, Montagem e Finalização)
  • Direção de arte: Gê Alves Pinto

Músicos participantes[editar | editar código-fonte]

  • Fernando Nunes e Luiz Gustavo Garcia: baixo
  • Sérgio "Feio": guitarra, violão, banjo, percussão, programações e vocais
  • Kiko: guitarra e violão
  • Reinaldo Barriga: violão
  • Adair: steel-guitar
  • Maguinho Alcântara, Cesinha e Serginho Herval: bateria
  • Julinho Teixeira, João Luiz e Roberto Lly: teclados e programações
  • Lincoln Olivetti e Paulo Henrique: programações em "Quero Saber"
  • Marcelo: percussão
  • Jurema, Ana Leuzinger, Bettina Graziani, César Manaças, Noely, Soninha, Ângela e Ringo: vocais de apoio

Certificações e vendas[editar | editar código-fonte]

Região Certificação Vendas
Brasil (Pro-Música Brasil)[8] Ouro 700,000[6][7]

Referências

  1. a b Sandy e Junior - Banda - Jovem Pan FM São Paulo Jovem Pan
  2. a b c d e f Cardoso, Ivisson (19 de março de 2016). «Sandy & Junior entre a dança e a conscientização social em "Dig-Dig-Joy"». Revista Fórum. Consultado em 19 de março de 2016. Arquivado do original em 20 de março de 2016 
  3. a b Site oficial da dupla em 1999 web.archive.org
  4. Júlia Trindade, Larissa Godoy (12 de julho de 2019). «Você sabe tudo sobre Sandy & Junior? Confira 30 curiosidades». Terra. Consultado em 30 de julho de 2019 
  5. «Era uma vez...». Quem. Globo.com. Abril de 2007. Consultado em 12 de setembro de 2019. Cópia arquivada em 23 de fevereiro de 2016 
  6. a b As vendagens de Sandy e Junior Terra Networks (2002)
  7. a b «Sandy não quer mais ser pura». Tio Oda. Consultado em 5 de Julho de 2015 
  8. a b «Certificações (Brasil) (álbum) – Sandy & Junior – Dig-Dig-Joy». Associação Brasileira dos Produtores de Discos. Consultado em 8 de junho de 2017 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]