Doutor Pedrinho

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Doutor Pedrinho
Ocorrência de neve no município

Ocorrência de neve no município
Bandeira desconhecida
Brasão desconhecido
Bandeira desconhecida Brasão desconhecido
Hino
Aniversário 1 de junho de 1989
Fundação 4 de janeiro de 1988 (29 anos)
Emancipação 1 de junho de 1989 (27 anos)
Gentílico pedrinhense
Prefeito(a) Simoni Mercia Mesch Nones (PMDB)
Localização
Localização de Doutor Pedrinho
Localização de Doutor Pedrinho em Santa Catarina
Doutor Pedrinho está localizado em: Brasil
Doutor Pedrinho
Localização de Doutor Pedrinho no Brasil
26° 42' 50" S 49° 28' 58" O26° 42' 50" S 49° 28' 58" O
Unidade federativa  Santa Catarina
Mesorregião Vale do Itajaí IBGE/2008 [1]
Microrregião Blumenau IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes Benedito Novo, José Boiteux, Itaiópolis, Rio dos Cedros e Rio Negrinho
Distância até a capital 197 km
Características geográficas
Área 375,758 km² [2]
População 3 990 hab. estatísticas IBGE/2016[3]
Densidade 10,62 hab./km²
Altitude 530 m
Clima Mesotérmico Úmido
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,716 alto PNUD/2010[4]
PIB R$ 41 498 mil IBGE/2010[5]
PIB per capita R$ 11 514,44 IBGE/2010[5]
Página oficial
Prefeitura http://www.doutorpedrinho.sc.gov.br/

Doutor Pedrinho é um município brasileiro do estado de Santa Catarina.

Histórico[editar | editar código-fonte]

Entre os anos de 1910 a 1920, nas terras que fazem parte do vale do rio Benedito Novo, existia uma pequena fazenda pertencente a Fritz Donner, pioneiro da colônia Benedito-Timbó, localidade que ainda conserva seu nome: "Salto Donner".

Por essas terras passaram três jovens sertanistas, Germano Rigo, Natal Notari e Fausto Noriller, os quais, orientados pelo pioneiro Donner, subiram o rio Benedito Novo e seus afluentes, chegando à barra do rio Forcação.

Essa época marca o início da colonização por migrantes vindos de Rodeio, Nova Trento, Luiz Alves e outras localidades. A exploração das principais terras coube à Companhia Longo & Bona. Em 23 de dezembro de 1948, através da Lei Estadual nº 248, no governo de Aderbal Ramos da Silva, o então Presidente da Assembleia Legislativa do Estado, no exercício do cargo de Governador do Estado de Santa Catarina, José Boabaid, a região passa à categoria de distrito com o nome de Doutor Pedrinho, homenagem ao pai do Governador Aderbal. [6]

Emancipação[editar | editar código-fonte]

Pela Lei Promulgada Estadual nº 1.101[7], de 4 de janeiro de 1988, foi criado o município de Doutor Pedrinho, desmembrado do município de Benedito Novo e efetivamente instalado em 1 de junho de 1989. [6]

Geografia[editar | editar código-fonte]

Possui área total de 375 km², a uma altitude de 530 metros. Localiza-se na latitude 26º42'52" sul, longitude 49º29'00" oeste e dista 197 km da capital, Florianópolis.

Relevo[editar | editar código-fonte]

O relevo varia de 400 a 800 metros de altitude ao longo da parte baixa dos rios Forcação e Benedito, mas eleva-se até 1.200 metros na Serra da Moema a esquerda do Município e nas partes mais altas a noroeste de Doutor Pedrinho. [8]

Geologia[editar | editar código-fonte]

A geologia do município é formada de solos altamente erodíveis e que possuem uma estrutura muito frágil. Há também formação de baixadas de aluvião importantes como matéria prima para indústria oleira e cerâmica. [9]

Demografia[editar | editar código-fonte]

Crescimento populacional
Censo Pop.
1960 2 695
1970 3 520 30,6%
1980 2 878 -18,2%
1991 2 995 4,1%
2000 3 082 2,9%
2010 3 604 16,9%
Fonte: IBGE

A população de Doutor Pedrinho estimada pelo IBGE em 2011 foi de 3.644 habitantes. Em 2010, a população do município foi contada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em 3.604 habitantes. Segundo o censo de 2010, 1.794 habitantes eram homens e 1.810 habitantes eram mulheres. Ainda segundo o mesmo censo, 56% dos habitantes (2.019) viviam na zona urbana e 44% (1.585) na zona rural.

Vegetação[editar | editar código-fonte]

A vegetação caracteriza-se pelos remanescentes da Floresta Temperada Pluvial Atlântica de montanha, cujas espécies mais significativas são: As canelas (Ocotea Catharinensis), canela-preta, o sassafrás (Ocotea pretiosa), cedros (Cedrela fissilis), peroba vermelha (Aspidosperma olivaceum), páu-óleo (Copaifera Trapezifolia), canela fogo (Onyptocarya aschersoniana), licurana (Hieronyma alchorneoides), além da garaúva, canharana, pindabuna e pindaíba. [10]

Hidrografia[editar | editar código-fonte]

A hidrografia é bastante variada, na qual se destacam as nascentes do rio Benedito e com seus afluentes: Ribeirão Esperança, Ribeirão Lima, Rio Forcação. A maioria com águas de boa qualidade, porém com margens sofrendo rápido processo erosivo ocasionado pelo desmatamento intensivo. [11]

Clima[editar | editar código-fonte]

O clima do Município classifica-se como mesotérmico úmido sem estação seca, com variações quentes, apresentando temperatura média anual de 19,7 °C e precipitação total anual entre 1.600 a 1.700 milímetros. [11]

Lista de prefeitos[editar | editar código-fonte]

Prefeitos e Vice-Prefeitos
Prefeito Partido Código Eleitoral Vice-Prefeito Partido Código Eleitoral Mandato
Maria Francisca Battisti Archer PDS 11 Ari Aurelio Buzzi PDS 11 1 de Junho 1989 a 31 de Dezembro 1992
Ari Aurelio Buzzi PDS 11 Leonir Buzzi PFL 25 1 de Janeiro 1993 a 31 de Dezembro 1996
Antonio Nereu Girardi PMDB 15 Walmor Stulzer PFL 25 1 de Janeiro 1997 a 31 de Dezembro 2000
Aderbal Viviani PPB 11 Hartwig Persuhn PPB 11 1 de Janeiro 2001 a 31 de Dezembro 2004
Ercides Giacomozzi PMDB 15 Alexandre Claudino dos Santos PSDB 45 1 de Janeiro 2005 a 31 de Dezembro 2008
Hartwig Persuhn PP 11 José Arildo de Castilho PP 11 1 de Janeiro 2009 a 31 de Dezembro 2012
Hartwig Persuhn PP 11 José Arildo de Castilho PP 11 1 de Janeiro 2013 a 31 de Dezembro 2016

Cidades vizinhas[editar | editar código-fonte]

Rosa-dos-ventos.
Noroeste: Rio Negrinho Bandeira de Santa Catarina.svg Norte:
Rio Negrinho Bandeira de Santa Catarina.svg Rio dos Cedros Bandeira de Santa Catarina.svg
Nordeste: Rio dos Cedros Bandeira de Santa Catarina.svg
Oeste: Rio Negrinho Bandeira de Santa Catarina.svg Itaiópolis Bandeira de Santa Catarina.svg José Boiteux Bandeira de Santa Catarina.svg

Norte
Oeste  Doutor Pedrinho  Leste
Sul

Leste: Rio dos Cedros Bandeira de Santa Catarina.svg Benedito Novo Bandeira de Santa Catarina.svg
Sudoeste: José Boiteux Bandeira de Santa Catarina.svg Sul:
José Boiteux Bandeira de Santa Catarina.svg Benedito Novo Bandeira de Santa Catarina.svg
Sudeste: Benedito Novo Bandeira de Santa Catarina.svg

Turismo[editar | editar código-fonte]

Cascata Salto Donner

Cascata Salto Donner[editar | editar código-fonte]

Cascata formada pelo Rio Benedito, com 25 metros de queda, situada na margem direita da BR-477, logo após o limite dos municípios de Benedito Novo e Doutor Pedrinho. No local há acessos superior e inferior à cachoeira, com belas vistas panorâmicas. [12]

Santuário Ecológico Nossa Senhora de Fátima[editar | editar código-fonte]

Gruta Nossa Senhora de Fátima

A gruta se apresenta como uma ampla sala escavada na rocha, apresentando em sua parte frontal uma queda d'água cristalina de 23 metros. Nos fundos da gruta, existe um altar com a imagem da santa, à qual muitas pessoas acorrem, movidas pelo sentimento de religiosidade e pela beleza natural ali existente. [12]

Cachoeira Paulista

Cascata Alto Capivari[editar | editar código-fonte]

A cascata Alto Capivari, popularmente conhecida como "Cachoeira Paulista", possui uma queda de 40 metros e situa-se na margem direita da rodovia municipal que liga Capivari a Alto Capivari, que dá acesso natural à parte superior da cascata. [12]

Cachoeira Véu de Noiva[editar | editar código-fonte]

Cachoeira Véu de Noiva

A cachoeira Véu de Noiva, com uma queda de aproximadamente 63 metros, situa-se em local de rara beleza, sendo visitada por muitos amantes da natureza nos finais de semana. O acesso é através da rodovia municipal ensaibrada que liga o centro da cidade à localidade de Campinas. Um percurso de cerca de um quilômetro até a cachoeira tem de ser feito a pé, por caminho circundado pela mata virgem. [12]

Reserva Biológica Estadual do Sassafrás[editar | editar código-fonte]

A vegetação caracteriza-se pelos remanescentes da Floresta Tropical Pluvial Atlântica de montanha, situada à esquerda do Município (Serra da Moema), no lado direito da Rodovia Estadual SC 477.[12]

A Reserva Biológica Estadual do Sassafrás (REBES) foi criada em 4 de fevereiro de 1977 pelo Decreto no 2.221, com uma área de 5.229 hectares, dividida em duas glebas. A gleba menor possui cerca de 1.361 hectares e está localizada na comunidade de Alto São João, no município de Benedito Novo. A gleba maior possui cerca de 3.868 hectares e fica na comunidade de Alto Forcação, no município de Doutor Pedrinho.

Através do Decreto nº. 4.847, foi anexada à gleba maior da REBES uma área com cerca de 8 hectares, doada pela MODO Battistella Reflorestamento S/A (MOBASA), em setembro de 1994.

O nome da UC faz referência à espécie arbórea Ocotea odorifera (Vellozo) Rohwer, conhecida popularmente como canela-sassafrás ou simplesmente sassafrás, pertencente à família das Lauráceas. Presente em abundância na região, a canela-sassafrás foi excessivamente explorada a partir do início do século XX, em função da qualidade da sua madeira para a construção civil e de sua grande capacidade de produção do óleo essencial Safrol, com aplicações na farmacologia, cosmetologia e medicina, fatores que resultaram na sua inclusão na Lista Oficial de Espécies da Flora Brasileira Ameaçadas de Extinção. [13].

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  2. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 dezembro 2010 
  3. «Estimativa Populacional 2016» (PDF). Censo Populacional 2016. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Agosto de 2016. Consultado em 4 de setembro de 2016 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil» (PDF). Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 3 de agosto de 2013 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2006-2010». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 14 dezembro 2013 
  6. a b «Histórico». Município de Doutor Pedrinho. Consultado em 14 de dezembro de 2013 
  7. Lei de criação de Doutor Pedrinho
  8. «Aspectos Geográficos». Município de Doutor Pedrinho. Consultado em 14 de dezembro de 2013 
  9. «Aspectos Geográficos». Município de Doutor Pedrinho. Consultado em 14 de dezembro de 2013 
  10. «Aspectos Geográficos». Município de Doutor Pedrinho. Consultado em 14 de dezembro de 2013 
  11. a b «Aspectos físicos e geográficos». Prefeitura Municipal de Doutor Pedrinho. Consultado em 10 de agosto de 2013 
  12. a b c d e «Atrações turísticas». Prefeitura Municipal de Doutor Pedrinho. Consultado em 10 de agosto de 2013 
  13. «Reserva Biológica Estadual do Sassafrás». Fundação do Meio Ambiente (Fatma). Consultado em 10 de agosto de 2013 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Santa Catarina é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.