Aderbal Ramos da Silva

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Aderbal.
Aderbal Ramos da Silva
14º Governador de Santa Catarina Bandeira de Santa Catarina.svg
Período 26 de março de 1947 até 31 de janeiro de 1951
Antecessor(a) Udo Deeke
Sucessor(a) Irineu Bornhausen
Dados pessoais
Nascimento 18 de janeiro de 1911
Florianópolis
Morte 13 de fevereiro de 1985 (74 anos)
Florianópolis
Progenitores Mãe: Raquel Ramos da Silva
Pai: João Pedro Ramos da Silva
Partido PSD
Profissão advogado, jornalista e banqueiro

Aderbal Ramos da Silva (Florianópolis, 18 de janeiro de 1911 — Florianópolis, 13 de fevereiro de 1985) foi um advogado, jornalista, banqueiro e político brasileiro.

Vida[editar | editar código-fonte]

Filho de João Pedro Ramos da Silva e de Raquel Ramos da Silva, neto materno de Vidal Ramos, sobrinho de Nereu Ramos e Celso Ramos. Casou com Ruth Hoepcke da Silva, filha de Carlos Hoepcke Júnior e neta de Carl Hoepcke. Foi um dos fundadores do Nossobanco, o Banco do estado do Paraná e Santa Catarina. Bacharelou-se em direito pela Faculdade de Direito do Rio de Janeiro, em 1932.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Foi presidente do diretório municipal de Florianópolis do Partido Liberal Catarinense.

Foi deputado à Assembleia Legislativa de Santa Catarina na 1ª legislatura (1935 — 1937).

Governador de Santa Catarina, eleito pelo Partido Social Democrático (1945-2003)(PSD), assumiu o governo em 26 de março de 1947. Afastado do governo por longo período, por problemas de saúde, foi substituído por José Boabaid, presidente da Assembleia Legislativa.

Foi deputado à Câmara dos Deputados por Santa Catarina na 38ª legislatura (1947 — 1951), eleito pelo Partido Social Democrático (PSD), e na 40ª legislatura (1955 — 1959), eleito pela Aliança Social Trabalhista, coligação do PSD com o Partido Trabalhista Brasileiro (PTB).

O estádio de futebol de propriedade do Avaí Futebol Clube, de Florianópolis, foi nomeado de Estádio Aderbal Ramos da Silva (popularmente chamado de Ressacada) em homenagem ao ex-governador, torcedor do clube.

Sua biblioteca particular faz parte do acervo do Instituto Carl Hoepcke (ICH).

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Tancredo, Luiz Henrique: Doutor Deba - Poder e Generosidade. Florianópolis : Insular, 1998.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por
Udo Deeke
Governador de Santa Catarina
1947 — 1951
Sucedido por
Irineu Bornhausen


Ícone de esboço Este artigo sobre políticos ou política de Santa Catarina é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.