Eleição municipal de Ribeirão das Neves em 2020

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
2016 Brasil Eleição municipal de Ribeirão das Neves em 2024
Eleição municipal de Ribeirão das Neves em 2020
15 de novembro de 2020 (Primeiro turno)
29 de novembro de 2020 (Segundo turno)


Brasaoneves.png
Prefeito de Ribeirão das Neves

Titular
Moacir Martins da Costa Junior
DEM

Eleito
A definir

A eleição municipal da cidade de Ribeirão das Neves em 2020 ocorrerá no dia 15 de novembro (primeiro turno) e 29 de novembro (segundo turno, se necessário), com o objetivo de eleger um prefeito, um vice-prefeito, além das vagas de vereadores para a administração da cidade, que se iniciará em 1° de janeiro de 2021 e com término em 31 de dezembro de 2024. O atual prefeito é Moacir Martins da Costa Junior, que foi eleito pelo Partido Social Cristão, hoje está filiado ao Democratas (DEM) e candidato a reeleição[1].[2]

Originalmente, as eleições ocorreriam em 4 de outubro (primeiro turno) e 25 de outubro (segundo turno, caso necessário), porém, com o agravamento da pandemia de COVID-19 no Brasil, as datas foram modificadas.[3]

Contexto político e pandemia[editar | editar código-fonte]

As eleições municipais de 2020 estão sendo marcadas, antes mesmo de iniciada a campanha oficial, pela pandemia de COVID-19 no Brasil, o que fez com que os partidos remodelem suas estratégias de pré-campanha. O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) autorizou os partidos a realizarem as convenções para escolha de candidatos aos escrutínios por meio de plataformas digitais de transmissão, para evitar aglomerações que possam proliferar o coronavírus.[4] Alguns partidos recorreram a mídias digitais para lançar suas pré-candidaturas. Além disso, a partir deste pleito, será colocada em prática a Emenda Constitucional 97/2017, que proíbe a celebração de coligações partidárias para as eleições legislativas[5], o que pode gerar um inchaço de candidatos ao legislativo. Pela primeira vez a cidade terá segundo turno, pois atingiu o mínimo exigido para realização do segundo turno ter mais 200 mil eleitores, caso nenhum candidato obtenha 50%+1 dos votos válidos.[6]

Convenções partidárias[editar | editar código-fonte]

A escolha dos candidatos à Prefeitura de Ribeirão das Neves é oficializada durante as convenções partidárias, que ocorrem excepcionalmente neste pleito entre 31 de agosto a 16 de setembro, período definido pela Emenda Constitucional nº 107 de 2020.[7] Válido para todos os partidos políticos, o prazo garante a isonomia entre as legendas e é o momento em que os partidos escolhem quais filiados podem pedir o registro de candidatura e se disputarão a eleição coligados com outras legendas.

Candidatos[8][editar | editar código-fonte]

O prazo para registro de candidaturas foi até 26 de setembro de 2020, e teve os dados divulgados pelo TSE.

Nota: a tabela a seguir está organizada por ordem alfabética de candidatos.

Número Eleitoral Candidato(a) a prefeito(a) Candidato(a) a vice-prefeito(a) Partido/Coligação
Nome Partido Nome Partido
10 Delei Republicanos Toco Menezes Patriota "Nossa gente merece respeito"
14 Washington Modesto Filho PTB Pollyanna Costa REDE "Neves de volta ao progresso"
  • PTB
  • REDE
17 Robinho de Neves PSL Adilson Puma PMN "Juntos em busca da renovação "
25 Junynho Martins DEM Vitorio Júnior PSD "No caminho do crescimento"
40 Profº Carlos Eugênio PSB Aline Veras PSB Sem coligação
45 Joel Lucas PSDB Ronaldo Marreta PSDB
65 Dr. Getulio PCdoB Dr. Rogério Alves PT "A receita da mudança para Ribeirão das Neves "
70 Coronel Bianchini Avante Neiro Lopes PRTB "Liderança forte, coragem para mudar "
  • Avante
  • PRTB
77 Deborah Rubiana Solidariedade Diogo Fernandes Solidariedade Sem coligação

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Resultado da apuração das Eleições 2016 em Ribeirão das Neves para prefeito e vereador». g1. Consultado em 12 de novembro de 2020 
  2. Oliveira, Leonardo. «Quem são os candidatos a prefeito de Ribeirão das Neves nas eleições de 2020?». RibeiraoDasNeves.net. Consultado em 12 de novembro de 2020 
  3. «Câmara aprova o adiamento das eleições 2020 para novembro». noticias.uol.com.br. Consultado em 7 de agosto de 2020 
  4. «TSE autoriza convenções partidárias virtuais para eleição deste ano». Agência Brasil. 4 de junho de 2020. Consultado em 7 de agosto de 2020 
  5. «Congresso promulga emenda que extingue coligações em 2020 e cria cláusula de barreira». G1. Consultado em 7 de agosto de 2020 
  6. TEMPO, O. (6 de agosto de 2020). «Minas Gerais poderá ter 2º turno em nove cidades nas eleições municipais». Politica. Consultado em 12 de novembro de 2020 
  7. «Convenções partidárias serão realizadas de 31 de agosto a 16 de setembro». www.tse.jus.br. Consultado em 6 de setembro de 2020 
  8. «Divulgação de Candidaturas e Contas Eleitorais». divulgacandcontas.tse.jus.br. Consultado em 29 de setembro de 2020