Emílio Hoffmann Gomes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Emílio Hoffmann Gomes
43.º Governador do Paraná
Período 11 de agosto de 1973
até 15 de março de 1975
Antecessor João Mansur
Sucessor Jaime Canet Júnior
Dados pessoais
Nascimento 19 de julho de 1925 (94 anos)
Ponta Grossa, Paraná
Nacionalidade brasileiro(a)
Partido PDC
Profissão Engenheiro

Emílio Hoffmann Gomes (Ponta Grossa, 19 de julho de 1925) é um engenheiro e político brasileiro.[1] Foi deputado federal e governador do Paraná.[2]

Biografia[editar | editar código-fonte]

É filho de Ezequiel de Andrade Gomes e Maria Hoffmann Gomes, e pai do também engenheiro Emílio Hoffmann Gomes Júnior, um dos coordenadores da implantação e construção da Usina Hidrelétrica de Mauá, no Paraná, e avô do engenheiro eletricista Emílio Hoffmann Gomes Neto, que é autor do livro Evoluir Sem Poluir: A Era do Hidrogênio, das Energias Renováveis e das Células a Combustível.[2]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Graduou-se em engenharia em 1949 pela Faculdade de Engenharia do Paraná.[2]

Empregou-se no departamento de água e energia elétrica do Paraná. Aposentou-se da vida pública como auditor do Tribunal de Contas do Paraná.

Política[editar | editar código-fonte]

em 1961 disputou uma cadeira de deputado federal pelo Partido Democrata Cristão, cargo que ocupou por três legislaturas subsequentes. Em 1967, participou da reunião plenária do Parlamento Latino-Americano, no Equador e na Guatemala.

Governador do Paraná

Em 1973, com a morte do governador Pedro Viriato Parigot de Souza, Emílio Hoffmann Gomes foi eleito indiretamente (pela Assembleia Legislativa) para cumprir o restante do mandato.

Premiações[editar | editar código-fonte]

  • Engenheiro do Ano do Brasil - 3 de dezembro de 2008.[2]
  • Troféu Paraná de Engenharia - 13 de dezembro de 2008.[2]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedido por
João Mansur
Governador do Paraná
1973 — 1975
Sucedido por
Jaime Canet Júnior