Estádio Nacional do Peru

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Estádio Nacional de Lima)
Estadio Nacional
(Estádio Nacional José Diaz)
Estadio Nacional de Lima, Peru..jpg

Vista da fachada do estádio
Nome Estádio Nacional do Peru
Características
Local Lima
Peru
Gramado Grama natural (104,9 x 67,86 m)
Capacidade 50.000
Construção
Data 1951-1952
Custo Não disponível
Inauguração
Data 27 de outubro de 1952 (69 anos)
Outras informações
Remodelado 1992, 1996, 2004, 2011
Expandido 2004 e 2011
Fechado 2009
Demolido 2009
Proprietário Governo do Peru e Prefeitura de Lima
Administrador Instituto Peruano del Deporte
(Instituto Peruano de Desporto)
Arquiteto José Diez Canseco Betin (Renovação)
Mandante Seleção Peruana de Futebol

O Estádio Nacional do Peru (também conhecido como Estádio Nacional José Diaz) é um estádio multiuso localizado em Lima, no Peru.[1] Atualmente, tem capacidade para aproximadamente 50 mil pessoas, mas até a década de 1990, tinha capacidade para mais de 60 mil espectadores.[2]

Muitas pessoas, inclusive jornalistas esportivos, a chamam de "El Coloso de José Díaz", devido à rua adjacente que leva o nome daquele militar, que pertencia ao Exército dos Andes.[3]

O Estádio Nacional é o local em que a Seleção Peruana de Futebol joga em casa. Também sediou as cerimônias de abertura e encerramento dos Jogos Pan-Americanos de Lima 2019 e a cerimônia de abertura dos Jogos Parapan-Americanos de Lima 2019.[4]

O Estádio Nacional é o estádio no Peru onde mais de jogos da Copa Libertadores foram disputados e é o terceiro na América do Sul.[5]

Competições internacionais entre seleções[editar | editar código-fonte]

Grandes eventos[editar | editar código-fonte]

Tragédia[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Tragédia do Estádio Nacional

Em maio de 1964, no jogo entre as seleções olímpicas da Argentina e do Peru, na disputa de uma vaga para a olimpíada de Tóquio daquele ano, houve um tumulto generalizado quando o árbitro uruguaio Ángel Eduardo Pazos anulou o gol de empate da seleção da casa aos 39 minutos do segundo tempo, já que a Argentina vencia por 1 a 0. A torcida invadiu o campo e a polícia tentou dispersar os invasores. Desta maneira, o tumulto ganhou proporções trágicas quando a polícia usou gás lacrimogêneo, assustando mais de 47 mil torcedores presentas no estádio, que tentaram sair ao mesmo tempo do local ocasionando 312 mortes e mais de 500 feridos. O caso transformou-se numa das maiores tragédias do futebol mundial.[6]

Referências

  1. «COMUNICADO DE PRENSA 064-FPF-2011 - A LA OPINIÓN PÚBLICA». fpf.com.pe. Consultado em 30 de setembro de 2011. Arquivado do original em 31 de março de 2012 
  2. http://www.worldofstadiums.com/south-america/peru/estadio-nacional/
  3. «¿Y quién fue José Díaz?». Blog de Derrama Magisterial para el magisterio (em espanhol). 7 de outubro de 2015. Consultado em 26 de março de 2022 
  4. PERÚ, NOTICIAS EL COMERCIO (15 de julho de 2019). «Habrá más de 1.700 artistas en la inauguración de Lima 2019 | DEPORTE-TOTAL». El Comercio Perú (em espanhol). Consultado em 26 de março de 2022 
  5. «Entrar no Facebook». Facebook. Consultado em 26 de março de 2022 
  6. Palco de Peru x Brasil teve 312 mortes em maior tragédia do futebol mundial Site BOL - nov/2016

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre estádios de futebol é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.