Este é um artigo bom. Clique aqui para mais informações.

RBD

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
RBD
RBD (logo).png
Rebelde1.jpg
Acima: Dulce María, Anahí, Maite Perroni.
Abaixo: Christopher, Christian, Alfonso Herrera.
Informação geral
Origem Cidade do México, México
País  México
Gênero(s)
Período em atividade 2004–2009
Gravadora(s)
Afiliação(ões)
Integrantes Alfonso Herrera
Anahí
Christian Chávez
Christopher Uckermann
Dulce María
Maite Perroni
Página oficial Site Oficial

RBD foi um grupo musical mexicano formado na cidade do méxico em 2004, durante o sucesso explosivo da telenovela mexicana Rebelde (2004-06). O grupo era composto por Alfonso Herrera, Anahí, Christian Chávez, Christopher Uckermann, Dulce María e Maite Perroni, sendo tido até hoje como o grupo de maior êxito do pop mexicano e da América latina no mundo.[1][2]

O RBD conseguiu múltiplos discos de platina, ouro e diamante, realizou turnês pela grande maioria dos lugares no mundo, visitou mais de 23 países e cantou em 116 cidades, incluindo em cenários de importância mundial como o Estádio do Maracanã no Rio de Janeiro, o Estádio do Coliseum em Los Angeles e o Madison Square Garden de Nova York, todos com ingressos esgotados e em algumas de suas apresentações superando recordes de vendas de grupos emblemáticos da música mundial como The Beatles e The Rolling Stones, que o fez o grupo pop mais bem sucedido na história da música hispana e um dos acontecimentos musicais mais importantes de seu país, vendeu mais de 66 milhões de gravações,[3] na quais mais de 2 milhões de cópias, foram vendidas só no Brasil, tornando o grupo um dos artistas internacionais recordistas de vendas no país.[4] O álbum Celestial (2006) estreou em décima-quinta posição na Billboard 200, marcando na primeira semana mais de 137 mil cópias nos Estados Unidos[5] e mais de 9 milhões de ingressos em seus concertos, além de arrecadar mais de 30 milhões de dólares com merchandising de acordo com a EMI.[6][7] Chegaram a receber duas indicações ao Grammy Latino e ganharam diversos prêmios, como Billboard Music Awards, Premios Juventud, Prêmio TVyNovelas, Prêmios Oye!, Orgullosamente Latino, Prêmios Lo Nuestro e muitos outros.[8][9]

A marca RBD produtos como bonecas, gomas de mascar, produtos para higiene e alimentos, além de uma revista editada no México, Romênia, Espanha e Brasil.[10] Tendo como língua base o espanhol, o grupo obteve um grande sucesso na América Latina, na Europa, Ásia e Estados Unidos. Em 15 de agosto de 2008 o grupo anunciou a separação e realizou a turnê de despedida. Sua última apresentação aconteceu no dia 21 de dezembro de 2008, em Madri, Espanha.

História[editar | editar código-fonte]

Logotipo da novela.

O RBD (abreviação de "ReBelDe") surgiu em 2004, dentro da telenovela mexicana Rebelde, produzida pela Televisa e exibida pelo Canal de las Estrellas entre 04 de outubro de 2004 até 02 de junho de 2006, o grupo seguiu com a carreira musical após o final da trama.[11][12] Na novela, a banda era inicialmente um quarteto, assim como na versão argentina da trama, formado pelas personagens Celina Ferreira (Estefania Villareal), Roberta Pardo (Dulce María), Miguel Arango (Alfonso Herrera) e Diego Bustamante (Christopher Uckermann).[10] Com o desenvolvimento da novela, as personagens Lupita Fernandez (Maite Perroni), Mía Colucci (Anahí), e Giovanni Méndez (Christian Chávez) passaram a integrar o grupo, ocasionando a saída da personagem Celina, ainda na primeira temporada.[10]

A maior parte dos temas musicas da novela era cantada pelo próprio grupo, dentre os quais, destacam-se: "Rebelde", "Solo Quédate En Silencio", "Sálvame" e "Nuestro Amor", que, ao longo de três temporadas e 440 capítulos, foram usados como tema de abertura da trama.[12][13] Além destas, outras canções do grupo integraram a trilha sonora da novela, como, por exemplo, "Un Poco de Tu Amor", "Tras De Mí" e "Este Corazón".[14] Com a repercussão obtida pela novela no México, o SBT comprou os direitos autorais desta para que fosse exibida no Brasil. A novela estreou no Brasil em 15 de agosto de 2005 e foi exibida até 29 de dezembro de 2006.[15]

2004-2005: Rebelde e Nuestro Amor[editar | editar código-fonte]

A banda se apresentando em Tijuana durante a Tour Generación em 2005.

O RBD lançou o primeiro single, "Rebelde", em outubro de 2004. No mês seguinte, foi lançado no México, país do RBD (rebelde) o primeiro disco do grupo, Rebelde, e em janeiro de 2005 nos demais países do mundo. No Brasil, no entanto, o disco só foi lançado em novembro do ano seguinte.[16] No México, o álbum recebeu um disco de diamante e outro de disco de ouro pelas mais de 550 mil cópias vendidas, além ter ficado em primeiro lugar na lista dos discos mais vendidos do país por cinquenta e sete semanas.[17][18] No Chile e nos Estados Unidos, o álbum recebeu as certificações de disco de platina e platina quádruplo, respectivamente.[19][20]

Em janeiro de 2005, o grupo deu inicio a primeira turnê, intitulada Tour Generación. Além do México, a turnê passou por diversos países da América Latina, o primeiro show internacional foi na Colômbia, em Medellín, para 30 mil pessoas e o segundo em Cali, para 52 mil pessoas.[21][22] Em julho de 2005, a banda lançou seu primeiro CD/DVD ao vivo, intitulado Tour Generación En Vivo, gravado no Palácio de Los Deportes, na Cidade do México para mais de 40 mil pessoas.[23] O DVD vendeu 250 mil cópias no México, 100 mil nos Estados Unidos e 50 mil na Espanha. No Brasil o DVD foi o terceiro mais vendido de 2006.[24]

Em agosto, a telenovela Rebelde passou a ser exibida no Brasil pelo SBT. A repercussão foi imediata e as canções da novela ganharam versões em português cantadas pelos próprios, traduzidas por Cláudio Rabello. As duas versões do CD venderam, juntas, 500 mil cópias em um mês, recebendo a certificação de disco de diamante no Brasil e ficaram entre os 20 álbuns mais vendidos de 2005.[25][26][27][27] Simultaneamente, a novela era exibida Estados Unidos pelo canal latino Univision e o CD Rebelde chegou ao mercado norte-americano, conseguindo o segundo lugar da parada dos discos latinos.[28] O álbum Nuestro Amor, segundo disco de estúdio do grupo, que incluí doze canções inéditas, foi lançado em setembro de 2005 no México.[29][30] Este álbum marcou novos recordes de vendas no país: em apenas 7 horas foram vendidos 127 mil cópias e recebeu um disco de platina.[31] Nos Estados Unidos, o disco chegou a primeira posição na parada da Latin Pop Albuns, recebendo um disco de platina pelas 100 mil cópias vendidas e no Brasil, o álbum ficou entre os 20 mais vendidos de 2006.[32][33][34] O álbum foi indicado ao Grammy Latino 2006 na categoria Melhor Álbum Pop Por Grupo ou Dupla, mas perdeu para o álbum Guapa da banda La Oreja de Van Gogh, e o grupo performou a canção "Trás de Mi" na cerimônia.[35] Assim como o álbum anterior, este também ganhou uma versão em português, intitulada Nosso Amor Rebelde, que também ficou entre os mais vendidos de 2006 no Brasil.[32][36]

2006: Celestial e Rebels[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Celestial, Live In Hollywood e Rebels
A banda em Los Angeles.

O primeiro compromisso da banda no ano, foi um show acústico realizado em 21 de janeiro no Teatro Pantages, em Los Angeles para duas mil pessoas. Em 3 de fevereiro, o grupo desembarcou no Brasil para fazer divulgação do álbum Rebelde.[37] Em 20 fevereiro, o grupo passou com a Tour Generacion, nos Estados Unidos, cantando no estádio Memorial Coliseum para 70 mil pessoas, o show virou um especial, gravado pela emissora Televisa e exibido pela emissora Telehit, intitulado Memorial Coliseum. Neste ano, foram vendidos 694.655 ingressos, de acordo com o North American Shows Worth um valor total de $23.600.000, alcançando a vender mundialmente 749.485 ingressos, chegando a ocupar o décimo quarto lugar do shows mais vendidos mundialmente em 2006.[38][39] Em abril, foi lançado Live In Hollywood, CD e DVD ao vivo gravado em janeiro do mesmo ano no Teatro Pantages, em Los Angeles. O DVD foi o mais vendido no Brasil em 2006, segundo a ABPD.[40][41] O disco traz versões acústicas das canções do álbum Nuestro Amor (2005) e o single "No Pares", interpretada apenas por Dulce María.[42] Conquistou o sexto lugar da parada de discos latinos nos Estados Unidos e o DVD chegou aos mais vendidos em diversos países.[43]

Em 02 de junho, após três temporadas, a novela Rebelde chegou ao fim no México, o que culminou em uma maior dedicação do grupo à música.[31] Após passar pelos Em setembro de 2006, voltaram ao Brasil com a Tour Generación (Tour Brasil no Brasil), considerada até hoje a maior turnê de um artista internacional já realizada no Brasil.[44] Com essa turnê a RBD se apresentou em doze cidades e realizou treze shows,[45] tendo gravado em São Paulo o videoclipe do single "Ser o Parecer" e no Rio de Janeiro, o DVD Live in Rio, no estádio do Maracanã para 50 mil pessoas.[46][47] Em outubro o grupo desembarcou nos Estados Unidos para realizar no dia 31 um show especial em Houston, no Texas, em comemoração ao halloween, o show foi gravado e exibido pela Televisa. Em novembro de 2006, o RBD lançou seu terceiro álbum gravado em estúdio: Celestial e uma edição especipal em português. O disco é considerado o mais bem sucedido da carreira do grupo nos Estados Unidos: debutou em décimo quinto lugar na parada dos discos mais vendidos da Billboard.[48][49] 

Duas semanas depois, foi lançado o álbum Rebels, primeiro disco em língua inglesa do grupo e que vendeu aproximadamente 1 milhão e 200 mil cópias mundialmente, sendo 225 mil só nos Estados Unidos. Contendo apenas um single, "Tu Amor", que foi escrita pela estadounidense Diane Warren e versões de músicas dos discos anteriores do grupo.[50] O disco foi lançado no Japão sob o título We Are RBD.[51] Dois anos foram suficientes para que o RBD se tornasse no maior fenômeno pop da historia do México. Um milhão de cópias vendidas a nível mundial e uma turnê com mais de 70 shows com todos os ingressos vendidos.

2007: La Familia e Empezar Desde Cero[editar | editar código-fonte]

O grupo em Brasília no Palácio da Alvorada com o até então presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em 28 de abril de 2007.

No inicio de 2007, o RBD começou a gravar a série RBD, la familia, seriado que mostra o cotidiano do grupo, mesclando ficção e realidade.[52][53] A série, que inicialmente teria vinte e quatro episódios, foi ao ar pela primeira vez em 14 de março de 2007 e foi exibido pela rede de televisão Sky, em um total de 13 capítulos.[54][52][55][56] Em 02 de fevereiro, foi lançado o DVD Live in Rio, gravado no ano anterior durante a passagem do grupo pelo Brasil. Segundo a Pro-Música Brasil, o DVD foi o décimo quarto mais vendido de 2007 no Brasil.[57]

Em abril de 2007, o RBD deu início aos shows da turnê Celestial World Tour, que esteve em países como México, Brasil, Equador, Romênia, Espanha, Estados Unidos, entre outros. Durante a passagem pelo Brasil, ainda em abril, o até então presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva convidou o grupo para ir a sua casa, onde participaram de um churrasco e jogaram futebol com o então presidente.[58] Em junho, o grupo realizou oito apresentações na Espanha, sendo uma delas foi em Madri, onde foi gravado o DVD Hecho en España no Estádio Vicente Calderón para 40 mil pessoas, vendendo 100 mil cópias no México e na Espanha. No Brasil o DVD foi o décimo primeiro mais vendido de 2007.[59] O grupo foi convidado para se apresentar no maior concurso de beleza do mundo, o Miss Universo.[60] No evento, ocorrido no Auditório Nacional da Cidade do México, em 28 de maio, o grupo realizou um medley com as canções "Wanna Play", "Cariño Mio" e "Money, Money", canções do disco Rebels (2006).[61] Em 19 de julho, RBD apresentou seu novo single, "Bésame Sin Miedo", na quarta edição dos Prêmios Juventud, no qual ganhou sete prêmios, incluindo "Voz do Momento" e "Concerto Favorito".[62][63]

Em 24 de novembro, a banda lançou o quarto disco gravado em espanhol e quinto no geral, o Empezar Desde Cero, que foi certificado com disco de ouro, apenas uma semana após seu lançamento. O disco vendeu mais de 400 mil cópias apenas no México, recebendo o certificado de platina quádruplo. No Brasil e na Espanha, o álbum recebeu um disco de ouro.[64] A canção "Inalcanzable",[65] primeiro single do disco, e "Empezar Desde Cero" debutaram, respectivamente, em segundo e em décimo sétimo lugares na Billboard Latin Charts.[66][67] O álbum foi indicado ao Grammy Latino 2008 na categoria "Melhor Álbum Pop Por Grupo ou Dupla".[68]

2008-2009: Última turnê e Para Olvidarte de Mí[editar | editar código-fonte]

Em 02 de fevereiro de 2008, a banda cantou seus maiores sucessos no Super Bowl Pepsi, nos Estados Unidos. Em 15 de fevereiro de 2008, o RBD deu início a Empezar Desde Cero World Tour nos Estados Unidos, onde ficaram por mais de 3 meses realizando diversos shows em várias cidades.[69] A turnê ainda passou pela República Dominicana, Porto Rico, Espanha, Brasil, Paraguai, Chile, Romênia, Venezuela, entre outros.[70][71][72]

Em abril de 2008, Maite Perroni, uma das vocalistas do grupo, confirmou que iria protagonizar a telenovela mexicana Cuidado con el Ángel. Muitos se perguntaram se Maite seguiria ou não no grupo, mas Pedro Damián confirmou que Maite conciliaria as gravações da novela com os shows do grupo.[73]

Fãs protestando contra o fim da banda na Avenida Paulista, em 23 de agosto de 2008.

Após o encontro da banda com o até então presidente do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva no ano anterior, a banda foi convidada para se apresentar no 48º aniversário da capital brasileira em 21 de abril de 2008. A banda realizou um show no Eixo Monumental às duas da tarde para mais de 200 mil pessoas, ocasionando a gravação do quinto DVD da banda, sendo o primeiro e único DVD da banda gravado de dia.[74]

No dia 23 de julho de 2008, a banda realizou um show especial intitulado Concierto Rebelde na Cidade do México em comemoração aos 3 anos da revista Rebelde Oficial. O show foi gravado e exibido ao vivo pela emissora mexicana Ritmoson Latino.

Em 15 de agosto de 2008, com cinco álbuns lançados, quatro álbuns de vídeo gravados e 23 singles, o RBD anunciou o fim do grupo, através de um comunicado publicado no site oficial da banda.[75][76][77] A cantora Anahí organizou uma passeata mundial contra o fim do grupo com todos os fãs. Apenas oito dias após o anúncio do fim da banda, cidades de diversos países como México, Estados Unidos, Espanha, Colômbia, Venezuela, El Salvador, Chile, entre outros participaram da passeata. No Brasil não foi diferente, cidades como Manaus, Belém, Fortaleza, Brasília, Belo Horizonte, Recife, Porto Alegre, Rio de Janeiro e São Paulo com aproximadamente duas mil pessoas na Avenida Paulista.[78]

Em 25 de novembro de 2008, foi lançado o Best Of RBD, um CD/DVD produzido com os principais singles da banda e um DVD que continha alguns vídeos musicais. Além disso, uma versão em português do álbum exclusivamente para o Brasil também foi lançada, o Hits Em Português.[79] Ainda em novembro, concretizou-se a despedida da banda, fazendo sua última turnê mundial, a chamada Tour Del Adiós. A turnê passou por vinte cidades de países como: Bolívia, Argentina, Brasil, Estados Unidos, Equador, Peru, Chille, Eslovênia, Sérvia e realizou seu último concerto em Madri, na Espanha no dia 21 de dezembro de 2008.[80][81]

No dia 10 de março de 2009, o RBD lançou seu último disco com músicas inéditas, chamado Para Olvidarte de Mí.[82][83] O álbum, que contém treze canções em espanhol, é marcado pela melancolia das canções e é o adeus definitivo do grupo.[84] O projeto não teve muita divulgação e teve apenas um single oficial, que leva o mesmo nome do álbum.[85][86]

Em 24 de março de 2009, quase um ano depois de ser gravado, foi lançado o quinto DVD do grupo, Live in Brasília, filmado na Esplanada dos Ministérios durante o 48º aniversário da cidade de Brasília. Em 02 de dezembro, foi lançado o último DVD ao vivo do grupo: Tournée do Adeus, gravado para mais de 25 mil pessoas na Arena Skol Anhembi em São Paulo, o DVD incluiu os maiores sucessos do grupo.

Membros[editar | editar código-fonte]

Integrantes[editar | editar código-fonte]

Nome Idade
Alfonso Herrera Rodriguez 28 de agosto de 1983 (35 anos)
Anahí Giovanna Puente Portilla 14 de maio de 1983 (35 anos)
Christopher Alexander Luís Casillas Von Uckermann 21 de outubro de 1986 (32 anos)
Dulce María Espinosa Saviñón 6 de dezembro de 1985 (32 anos)
José Christian Chávez Garza 7 de agosto de 1983 (35 anos)
Maite Perroni Beorlegui 9 de março de 1983 (35 anos)

Membros das turnês[editar | editar código-fonte]

Nome Instrumentos
Charly Rey Guitarra, violão e vocais
Eddie Tellez Teclado e piano
Gonzalo Velazquez Guitarra e violão
Guido Laris Diretor musical, baixo, violão e vocais
Luis Emilio "Catire" Mauri Percussão
Mauricio "Bicho" Soto Lartigue Bateria

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Rebelde[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Rebelde

Rebelde é uma telenovela/seriado mexicana produzida pela Rede Televisa, baseada na novela Rebelde Way, e exibida de 4 de outubro de 2004 até 2 de junho de 2006, com três temporadas. No Brasil, a obra televisiva foi exibida pelo SBT entre 15 de agosto de 2005 até 29 de dezembro de 2006, sendo substituída pela novela A Vida é um Jogo, e reprisada pelo canal de televisão por assinatura Boomerang, entre 2007 até 2008.[87] Em 2012, foi eleita pelo Portal Terra uma das cinquenta melhores novelas de todos os tempos.[88]

A História, original de Cris Morena, foi adaptada por Pedro Armando Rodríguez e dirigida por Juan Carlos Muñoz e Luis Pardo. Rebelde é uma releitura dos estúdios da Televisa, da telenovela argentina, Rebelde Way, uma trama adolescente que retrata diversos temas cotidianos como primeira relação sexual, drogas, corrupção, preconceito com obesos, orfandade, relacionamento entre pais e filhos, etc.[89]

Assim como em "Rebelde Way", que originou a banda Erreway, "Rebelde" deu origem a banda RBD, que estourou na America Latina, em países europeus e chegou a conquistar um sucesso considerável no continente asiático.[9]

RBD: la familia[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: RBD, la familia

RBD: la familia é uma sitcom de treze episódios que apresenta, de forma fictícia, a vida dos integrantes do grupo musical RBD. O programa foi ao ar pela primeira vez em 14 de março de 2007 e era exibida no Canal RBD, da TV paga Sky,[53] do México, e foi exibida em TV aberta, através do canal 4TV - pertencente a Televisa, produtora da novela Rebelde.[52]

Além do elenco principal da trama - Anahí, Dulce, Alfonso Herrera, Christopher Uckermann, Maite, Christian -,[55] a série contou com a participação de cerca de uma dúzia de atores, que estiveram presente do início ao fim do programa.[56]

Ator/Atriz Filmografia
Rebelde
(2004–2006)
RBD: La Familia
(2007)
Lola, Érase Una Vez
(2007)
Personagem
Anahí Mia Colucci Cárceres Annie Eles mesmos
Dulce María Roberta Alexandra Maria Pardo Rey Dul
Alfonso Herrera Miguel Arango Cervera Poncho
Christopher Uckermann Diego Bustamante Ucker
Maite Perroni Guadalupe "Lupita" Fernández Mai
Christian Chávez João "Giovanni" Méndez López Chris

Discografia[editar | editar código-fonte]

Ver também: Discografia de RBD