BTS

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
BTS (방탄소년단)
BTS no Golden Disc Awards de 2018
Da esquerda para a direita: V, Suga, Jin, Jungkook, RM, Jimin e J-Hope
Informação geral
Também conhecido(a) como
  • Bangtan Boys
  • Bulletproof Boy Scouts
  • Beyond The Scene
  • Bangtan Sonyeondan
  • A.R.M.Y.'s luv
Origem Coreia do Sul
País Coreia do Sul
Gênero(s)
Período em atividade 2013–presente
Gravadora(s)
Integrantes
Página oficial bts.ibighit.com
Hangul, hanja.png Este artigo contém texto em coreano.
Sem suporte multilingue apropriado, você verá interrogações, quadrados ou outros símbolos em vez de hangul ou hanja.

BTS, também conhecido como Bangtan Boys (hangul: 방탄소년단; hanja: 防彈少年團; rr: Bangtan Sonyeondan), é um grupo sul-coreano formado pela Big Hit Entertainment em 2013. Ele é composto por sete membros: Jin, Suga, J-Hope, RM, Jimin, V e Jungkook.

BTS realizou sua estreia oficial em 13 de junho de 2013 com o lançamento do single "No More Dream" do álbum 2 Cool 4 Skool. O grupo ganhou os prêmios de "Novo Artista do Ano" em três das premiações de maior destaque da indústria musical sul-coreana: Melon Music Awards, Golden Disc Awards e Seoul Music Awards.

O aumento da popularidade do grupo continuou com o lançamento da trilogia Most Beautiful Moment in Life, com ambos The Most Beautiful Moment in Life, Part 2 e The Most Beautiful Moment In Life: Young Forever estreando na Billboard 200.[1] The Most Beautiful Moment in Life, Part 2 também alcançou a primeira posição da Parada de Álbuns Mundiais da Billboard e permaneceu na mesma por várias semanas, tornando-se o primeiro grupo de K-Pop a conseguir essa colocação.[2]

O grupo continuou a superar-se com o lançamento de seu segundo álbum completo, Wings (2016) que alcançou a primeira posição do iTunes em mais de 26 países.[3] O álbum também estreou no 26º lugar na Billboard 200, marcando a posição mais alta já alcançada por um álbum de K-pop na parada até então. Wings é tido por muitos especialistas como a ascensão do BTS como estrelas globais.

O reflexo da explosão mundial veio quando em 21 de maio de 2017, o BTS ganhou o Prêmio Top Social Artista no Billboard Music Awards, tornando-se o primeiro artista coreano a ganhar um BBMA.

O próximo lançamento Love Yourself: Her (18 de setembro de 2017) quebrou o record anterior do próprio grupo, alcançando o topo do iTunes em 73 países.[2] O álbum também estreou no número 7 na parada da Billboard 200, posição mais alta para um artista asiático. [3]. O grupo também conseguiu estrear na Billboard Hot 100, a tabela musical mais importante dos EUA, com a faixa-título "DNA" na posição 85º, subindo, posteriormente, para a 67º[4]. O grupo apresentou em 19 de novembro a canção no American Music Awards, fazendo sua primeira performance na TV ao vivo nos Estados Unidos. Outra faixa do álbum, "Mic Drop", foi remixada pelo DJ Steve Aoki em parceria com Desiigner, alcançando a posição 28 na Billboard Hot 100. Na sua terra natal o sucesso do álbum também foi estrondoso, vendendo mais de 1,2 milhões de cópias no Gaon Album Chart da Coreia do Sul, tornando-se o álbum mais vendido da história do Chart, quebrando um recorde de 16 anos. [5] Tais feitos renderam ao BTS prêmios importantes como o Álbum do ano no Gaon, pelo segundo ano consecutivo, Disk Daesang no Golden Disc Awards, Artista do Ano no Mnet Asian Music Awards, entre outros.

O ano de 2018 começou com conquistas notáveis para o grupo. Em 6 de fevereiro de 2018 o grupo recebeu o seu primeiro certificado de ouro pela Recording Industry Association of America (RIAA), com o remix de "Mic Drop" tornando-se o primeiro grupo de k-pop a realizar tal feito. Apenas três dias depois, o single "DNA" também recebeu um certificado de ouro nos EUA. [6] Em 28 de fevereiro o BTS ganhou o prêmio de Artista do ano no Korean Music Awards (KMA), tido como o Grammy coreano. Ao ganhar o grande prêmio da noite, o BTS se torna o primeiro grupo de K-pop Idol a ganhar o daesang no Korean Music Awards. Em 18 de maio foi lançado o terceiro álbum completo intitulado Love Yourself: Tear, cujo single "Fake Love" bateu o recorde de visualizações no YouTube, marcando a maior estréia na plataforma em 24 horas de 2018, e o terceiro maior de um videoclipe na história do YouTube. No dia seguinte o grupo fez a sua primeira performance no palco do Billboard Music Awards, onde levou o prêmio Top Social Artista pelo segundo ano consecutivo. O álbum Love Yourself: Tear quebrou os recordes anteriores do próprio grupo, alcançando o número 7 na Billboard Hot 100 e 1 na parada Billboard 200, tendo a distinção de ser o primeiro álbum não predominantemente inglês a estar na primeira posição em mais de uma década.

Eles são conhecidos por sua grande quantia de fãs internacionais, tendo realizado shows na Ásia, Europa, Austrália, América do Norte e América Latina. Além disso, o grupo é conhecido por sua grande presença na mídia social, e foram nomeados pela Forbes como o artista mais retuitado em março de 2016 no Twitter.[4] Após isso, houve o lançamento do primeiro emoji de K-Pop do Twitter, sendo ilustrado pelo símbolo do grupo.[5] Em outubro de 2016, a Billboard classificou o BTS em 1º lugar em seu gráfico social de 50, tornando-o primeiro grupo coreano no topo do gráfico.[6] O grupo ainda permanece em 1º lugar há 55 semanas. Em junho de 2017, a revista Time nomeou a banda como uma das 25 pessoas mais influentes da internet.[7] Em 20 de novembro de 2017, o Guinness World Records revelou que a BTS ganhou um lugar em sua edição de 2018 por "ter o maior número de engajamentos do Twitter para um grupo musical".[8] Em dezembro, eles foram revelados como sendo os mais tuitados sobre celebridades em 2017, sendo "curtidos ou retuitados mais de meio bilhão de vezes (502 milhões)" em todo o mundo, mais do que o presidente dos EUA Donald Trump e Justin Bieber combinados.[9].

As conquistas do BTS levaram o grupo a ser o número um na lista Forbes Korea Power Celebrity para 2018, que classifica as celebridades mais poderosas e influentes da Coréia do Sul. [10] A Billboard comparou o pandemônio e a loucura dos fãs em solo americano com o caos causado pelos Beatles na década de 60.


História

Em 2010, a pequena e de orçamento comprometido agência Big Hit Entertainment estava buscando jovens para participar de um grupo masculino de hip-hop.

RM (Kim Namjoon), na época com 16 anos, era um excelente aluno, chegando a tirar 900 em seu TOEIC quando estava no ensino médio,além de fazer parte do top 1,3% dos exames da faculdade preparatória da Coreia, mas a sua real paixão era a música. Trabalhava como rapper no cenário underground, sendo conhecido como "Runch Panda" e fazendo shows em casas noturnas e participando de competições de rap. PDogg (produtor) o conheceu e o levou até a Big Hit Entertainment, apresentando-o ao famoso compositor e produtor Bang ShiHyuk,que gostou muito do trabalho de RM e com isso este acabou se tornando um trainee.

A empresa fez uma audição chamada “Hit It” para encontrar os outros membros para esse novo grupo. O grupo teve várias mudanças de membros durante o processo de formação, alguns sempre saíam do grupo para outras empresas, por julgarem o projeto um fracasso ou por razões desconhecidas, o único que acreditava e permaneceu foi RM (Kim Namjoon), hoje líder, rapper, compositor e um dos produtores do BTS, sendo também fluente em inglês, tornando-se crucial para a intermediação do grupo em sua fase global.

Suga (Min Yoongi) desde novo amava a música, e aos 13 já tocava piano. Aos 17, além das batalhas de rap, escrevia músicas e as vendia, mas tudo tornava-se difícil, como ele mesmo relatou no comeback show do BTS: "Se eu comesse uma refeição não tinha dinheiro para pegar o ônibus, se eu comesse um jajangmyun de $2 eu não podia pegar um ônibus para ir pra casa, mesmo que vendesse a minha música, muitas vezes eu não era pago". Então, aos 18 anos, com dificuldade financeira, sem o apoio da família e com depressão, Yoongi saiu de sua cidade natal, Daegu, para a capital Seul fazer a audição da Big Hit. Hoje ele é rapper, produtor e um dos compositores do BTS, atuando também fora do grupo como compositor e produtor, tendo amplo reconhecimento. Em 2017 Suga ganhou o prêmio de Hot Trend no Melon Music Awards,umas das maiores premiações da música coreana,na categoria que premia o principal compositor em ascensão no país.

J-Hope (Jung Hoseok) também trabalhava no cenário underground da sua cidade natal, Gwangju, como dançarino de street dance, fazendo parte de um grupo chamado Neuron, ganhando prêmios em algumas competições locais,adquirindo experiência : "Ao promover o underground com a minha equipe de dança de rua, eu fiz muito popping. Em popping, há outro sub-gênero chamado Boogaloos e foi o que eu mais fiz." Em 20 de dezembro de 2009,J-Hope realizou uma audição que a JYP, fez em sua cidade natal, ficando na posição 200. Em 21 de fevereiro de 2010 ele tentou novamente e desta vez ficou na posição 28, passando assim para a próxima fase. Ele e outros três candidatos ganharam o "prêmio de popularidade" para esta competição de audição de trainees da JYP. Como vencedores do prêmio, eles receberam uma bolsa de estudos de um ano para a Escola de Belas Artes e Música de Seul e 300 mil wons,mas J-Hope não aceitou, pois apesar do prêmio, ele ainda não tinha concluído o seu ensino médio, e a empresa não oferecia um contrato. No entanto, alguns meses depois,uma empresa menor e mais nova ofereceu-lhe um contrato. J-Hope escolheu se tornar um trainee com a Big Hit em 10 de dezembro de 2010 e mudou-se para os dormitórios na véspera de Natal, 2 semanas depois. J-Hope confessou em 2014, relembrando os tempos difíceis: "Depois de assinar um contrato com minha empresa ... eu pensei : 'Eles são tão legais. Há esse tipo de pessoa na minha empresa',depois que RM e Suga hyung foram revelados. Eu me mudei para o dormitório em dezembro, mas havia realmente uma grande diferença. Minha esperança de vida de trainee estava quebrada". Sobre a sua capacidade de compôr,J-Hope credita a influência que seu pai (professor de literatura) teve em seu gosto por filmes, livros e programas de televisão, bem como sua capacidade de escrever letras. Hoje, além de dançarino principal do grupo e ajudar na criação das coreografias, é rapper e compositor.

Em 2011, Jeon Jungkook, com apenas 15 anos, participou de um programa musical chamado "Superstar K", onde não passou, mas foi visto por muitas empresas e foi convidado por 7 delas para tornar-se um trainee, entre elas JYP e Big Hit. Jungkook escolheu a Big Hit e anos mais tarde confessou no programa coreano New Yang man show que RM foi uma parte decisiva na sua escolha: "Eu achei Rap Monster tão legal, então eu queria assinar com eles [Big Hit], eu falei com os meus pais para me juntar, então eu assinei" e Suga brincou: "O fato dele ter rejeitado todas aquelas agências que tinham mais fama que nós, e assinar com a nossa empresa, penso eu, era a vontade de Deus." JK possui muitas habilidades como canto, dança e rap, o que lhe rendeu um apelido de "golden maknae", algo como "o caçula de ouro". No álbum Love Yourself: Tear (2018), Jungkook embarca oficialmente como um dos compositores do grupo.

Apesar de viver toda a infância na pacata fazenda dos avós, V (Kim Taehyung) sempre foi um amante das inovações, vanguardas e artes de modo geral, chegando a participar em 2010 de um teste para saxofonista em uma escola de artes. O cantor juntou-se a Big Hit Entertainment ao realizar audiências em sua cidade natal, Daegu. Ele revelou em uma entrevista que seus pais não o permitiram realizar as audiências, mas após andar nas redondezas de sua escola fora descoberto por um dos olheiros da empresa. Eles conversaram com seus pais, e por fim conseguiram a autorização. Ele foi o único de Daegu a passar neste período. Taehyung não fora revelado como membro até o dia da estréia do grupo, permanecendo como um "segredo" da empresa. V com sua extensão vocal barítono lírico é hoje vocal do BTS. A sua paixão pelas artes ampliou seus horizontes, fazendo V tornar-se ator, estreando no drama histórico "Hwarang" onde também participou da trilha sonora com a canção "Even if I die, it's you" junto de seu companheiro de grupo, Seokjin.

Kim Seok Jin é o mais velho dentre os membros, e o membro mais diplomado, formado pela Universidade Konkuk. Jin estudou no Departamento de Teatro e Cinema, formando-se em 2017. Quando os rapazes expressaram seu espanto sobre como o tempo voa, Jin disse: "Eu estava indo para a escola em abril ou maio depois de assistir à minha orientação, e um agente da Big Hit Entertainment veio até mim, você poderia dizer que a escola criou nosso destino", sendo descoberto por um olheiro, que visava a possibilidade de Jin ocupar a posição para o 'visual' do grupo [o membro tido como mais bonito,posição comum no kpop]. Posteriormente,foi realizado um teste vocal com Jin, e apesar da pouca experiência, apresentou resultados satisfatórios. A concordância entre fãs, críticos e os próprios membros que Jin foi o cantor do grupo que mais apresentou evolução vocal ao longo dos anos é unânime. Jin toca violão e é o grande responsável por projetos divertidos de interações com os fãs, como o 'Heart Performance for ARMY' e o 'EatJin', e é também o membro do grupo mais frequente em programas de variedades na TV coreana.

No seu ensino fundamental, Park Jimin praticava dança urbana, participando de pequenas competições escolares. O afeto pela dança só cresceu, e durante todo o seu ensino médio ele frequentou a C-Dance Academy, no estudo de dança contemporânea, em Busan, sua cidade natal, sendo ele, posteriormente, o responsável por muitas apresentações de dança clássica do BTS. Entrou na Big Hit através de uma audição, na qual cantou “I Have a Lover”, sendo o último membro a completar o BTS. Hoje faz parte da chamada vocal e dance line do grupo.

Na Coreia do Sul o mercado midiático é muito polarizado e possui o monopólio na mão de pequenas empresas e grupos empresariais, é bastante conhecida a "BIG3"/ "big three", as três empresas que mais influenciam e mais obtém sucesso no cenário do k-pop: SM, YG e a JYP Entertainment. Neste cenário, a até então pequena empresa Big Hit e o grupo BTS percorrerem muitas dificuldades em seus anos inicias. Como é relatado na canção "Sea" do grupo: "Ídolos de empresa pequena", "nada de especial" eram o meu segundo nome, incontáveis vezes cortados de transmissões, algo nos preencheu, nosso sonho, algumas pessoas diziam que nossa empresa era pequena então não seriamos famosos [...] Mesmo quando os sete lutavam para dormir em um quarto pequeno, acreditávamos, antes de dormir, que o amanhã seria diferente".

Devido a forte união desenvolvida, o grupo nunca perdeu nenhum membro desde a sua estréia, o que destoa de muitos grupos de k-pop e ainda hoje eles moram juntos, obviamente, em condições bem diferentes do início modesto.

2013: 2 Cool 4 Skool e O!RUL82?

O grupo debutou como Bangtan Boys oficialmente no dia 11 de junho de 2013 com o videoclipe de "No More Dream". Juntamente com o videoclipe, também foi lançando o single álbum 2 COOL 4 SKOOL.[7] Em 16 de julho foi lançado o videoclipe para a música "We Are Bulletproof Pt.2". Em 11 de Setembro, lançaram seu primeiro mini-álbum O!RUL8,2?, promovendo-o com o single "N.O".

Em 9 de dezembro de 2013, Suga foi diagnosticado com apendicite promovendo ao mesmo tempo com o grupo no Japão. Ele foi levado de volta para a Coreia para receber a cirurgia e, portanto, incapaz de participar nas 2014 Idol Star Athletics Championships ou SBS Gayo Daejeon da BTS e MBC Gayo Daejejeon performances de fim de ano.[8][9]

2014: Skool Luv Affair, Wake Up e Dark & Wild

O segundo miniálbum, intitulado Skool Luv Affair, foi lançado em 12 de fevereiro e é composto por 10 faixas, incluindo os singles "Boy in Luv" e "Just One Day".[10] O álbum Wake Up foi lançado oficialmente no Japão no dia 4 de junho, marcando o debut do grupo no país. No dia 20 de agosto, BTS lançou seu primeiro álbum, Dark & Wild. Dele, foram promovidas as músicas "Danger" e "War of Hormone".

A Big Hit Entertainment anunciou em 7 de março, que BTS irá lançar seu álbum single de estreia japonesa, composta das versões japonesas de suas canções atuais.[11] O álbum, 2 Cool 4 Skool, foi lançado em 23 de abril; seu primeiro single foi uma versão japonesa de "No More Dream".[12]

Em 14 de junho, BTS participaram da Bridge to Korea Festival na Rússia, um evento que teve como objetivo promover o turismo entre os dois países. Lá, eles se tornaram juízes de uma competição de dança cover de K-pop e mais tarde apresentou no palco na frente de 10.000 espectadores.[13] O grupo também participou KCON em Los Angeles ao lado de Girls' Generation e outros artistas em 10 de agosto de 2014.[14]

Em 19 de agosto, BTS lançou seu vídeo da música para seu retorno single, "Danger" do seu primeiro álbum, Dark & ​​Wild que vendeu mais de 109,098 cópias. Eles fizeram um retorno com "War of Hormone (호르몬 전쟁)", uma faixa de Dark & ​​Wild. O seu vídeo da música foi lançado em 21 de outubro de 2014.[15]

BTS continuou a promover no Japão, lançando seu primeiro álbum de estúdio japonês, Wake Up, em 24 de dezembro Este álbum não só incluiu versões japonesas de suas canções, mas também as suas primeiras faixas originais em japonês: "Wake Up" e "The Stars".[16]

Durante o Mnet Asian Music Awards, BTS foi nomeado para o "Melhor Performance de Dance" e "UnionPay Canção do Ano" prêmios. Além de cantar "Boy In Luv", eles também tiveram uma fase de colaboração com o Bloco B durante a premiação.[17]

BTS, em seguida, realizou sua primeira turnê, 2014 BTS Live Trilogy – Episode II: The Red Bullet, ao longo de outubro, novembro e dezembro. Eles visitaram a Coreia, Filipinas, Singapura, Japão, Tailândia e Malásia.[18]

2015: The Most Beautiful Moment in Life

O terceiro miniálbum, The Most Beautiful Moment In Life pt.1 foi lançado em 29 de Abril após vários teasers serem liberados na página oficial do grupo, incluindo vídeos e fotos dos membros. O miniálbum é composto de nove faixas, incluindo o single "I Need U" e rapidamente atingiu o primeiro lugar em diversos charts de música digital. Em 5 de maio, a música "I Need U" foi #1 no programa da SBS MTV, The Show; o primeiro "number one" do grupo. Dois dias depois, a canção também alcançou o primeiro lugar no programa M! Countdown. O grupo lançaria a segunda parte do miniálbum em outubro, mas o comeback acabou sendo adiado para novembro.

O miniálbum The Most Beautiful Moment In Life pt.2 é a continuação do álbum anterior, e foi lançada oficialmente em 30 de novembro, contendo nove faixas e incluindo o single "Run".

Em 4 de junho, BTS lançou seu quarto single japonês, "For You", para comemorar seu primeiro aniversário de sua estreia japonesa,[19] com o seu vídeo da música lançado no mesmo dia. O single chegou ao topo no gráfico diário do Oricon, vendendo mais de 42,611 cópias no seu primeiro dia.[20] BTS lançou seu videoclipe para o seu acompanhamento single, "Dope (쩔어)", do álbum The Most Beautiful Moment In Life pt.1, recebendo 1.000.000 visualizações em menos de 15 horas.[21] "Dope (쩔어)" subiu para o seu pico no número 3 no Quadro Digital Mundial da Billboard apesar de ter sido lançado dois meses antes.[22] A turnê do grupo mundial 2015 Live Trilogy Episode: The Red Bullet, continuou com paradas na Malásia, América Latina, Austrália, Estados Unidos, e terminou em Hong Kong em 29 de agosto.[23] BTS era uma parte da turnê 2015 Summer Sonic Festival, no Japão, a realização em 15 de agosto em Tóquio QVC Marinha Campo e no dia 16, em Osaka.[24][25] Em 8 de setembro, foi anunciado que a BTS voltaria com o álbum The Most Beautiful Moment In Life pt.2 em 30 de novembro. Eles também realizaram uma turnê de três dias, The Most Beautiful Moment In Life: On Stage a partir de 27 de novembro a 29, onde apresentou a sua faixa-título, "Run".[26][27]

Em 19 de outubro, foi anunciado que a BTS seria o novo embaixador da marca para marca esportiva Puma.[28]

Em 2015 Mnet Asian Music Awards, que recebeu o Melhor Performer Mundial em reconhecimento da sua base de fãs internacional. Durante o evento, eles realizaram a performance da música "Run", e tinha um palco com colaboração curta com Got7.

A banda lançou a versão japonesa do "I Need U" como seu quinto single japonês em 8 de dezembro.[29]

2016: The Most Beautiful Moment in Life: Young Forever, Youth e Wings

No dia 19 de abril foi lançado o videoclipe ''Epilogue: Young Forever'', no qual faria parte da última trilogia de The Most Beautiful Moment in Life, que no dia 2 de maio foi lançada como The Most Beautiful Moment in Life: Young Forever. O mini-álbum conta com remix de ''I Need U'', versões de Butterfly e Run, versão completa de ''Love Is Not Over'' e ''House Of Cards'' além de dois novos singles, ''Fire'' e ''Save Me''. O comeback foi realizado em Maio junto com as promoções, onde performaram os dois novos singles. O single ''Fire'' ganhou 3 prêmios consecutivos.

Em 15 de agosto, o membro Suga lançou seu primeiro mixtape sob o nome "Agust D", juntamente com um videoclipe de sua canção do mesmo nome. Alguns dias após o lançamento do primeiro MV (music video) do seu mixtape, lançou outro videoclipe chamado "Give it to me".[30]

No dia 06 de setembro de 2016 foi lançado o álbum YOUTH, com músicas na versão japonesa do grupo, contendo 13 faixas e ainda fazendo referências à trilogia The Most Beautiful Moments in Life.[31]

No dia 4 de setembro de 2016, a Big Hit compartilhou o primeiro curta-metragem da série intitulada "WINGS" o qual foi confirmado ser um teaser sobre o conceito para o próximo álbum do grupo. [32] Todos os curtas-metragens foram estrelados individualmente por cada membro do BTS. A narração de todos os vídeos foi feita por Rap Monster, usando trechos do livro Demian de Hermann Hesse, cujo livro houve grande procura e interesse pelo público, após ser descoberto a conexão entre o livro e os curtas misteriosos. Fãs de todo o globo se juntaram para divulgar e criarem teorias dos curtas, fazendo assim, todos os curtas disponibilizados se tornarem assuntos mais comentados no Twitter mundialmente por mais de uma hora em primeiro lugar nos trending topics. A equipe envolvida nos curtas-metragens foi creditadas devidamente em todos os vídeos, sendo eles, YongSeok Choi, diretor da empresa Lumpens Film Works, os diretores assistentes, Wonju Lee e Edie Ko (também da Lumpens), Nuri Jeong, Jihye Yoon. HyunWoo Nam e Moonyoung Lee, diretor de fotografia e diretor de arte respectivamente. Yoseop Park, encarregado de efeitos especiais. A história original foi creditada a Linn Choi. A empresa Lumpens e o diretor de fotografia, HyunWoo Nam, já tinham trabalhado anteriormente com o grupo[33] em outros trabalhos durante a divulgação de 화양연화 (The Most Beautiful Moment In Life).[34]

No dia 10 de outubro de 2016, o grupo lançou seu segundo álbum de estúdio, nomeado Wings, para download digital mundial e em formato físico no mercado interno, com a faixa-título "Blood Sweat & Tears" sendo o primeiro single do álbum. O álbum contou com faixas solos de cada integrante, e também duas faixas exclusivamente para a rapper line e outra para a vocal line, sendo elas respectivamente, BTS Cypher 4 e Lost. O álbum teve um ótimo desempenho comercial e recepção, em consequência disso, eles ganharam diversos prêmios em programas musicais, foram nomeados em importantes premiações e quebraram recordes.[35] As pré-vendas para o álbum que começaram no dia 28 de setembro, atingiram mais de 500.000 cópias na primeira semana.[36] Em sua estreia o álbum assumiu primeiro lugar no iTunes em diversos lugares do mundo.[37] O videoclipe de Blood Sweat & Tears quebrou o recorde de videoclipe da categoria K-Pop mais visto em 24 horas, com mais de 6,3 milhões de acessos em um único dia,[38] conquistou a marca inédita de 10 milhões de visualizações em 48 horas, e se tornou o primeiro videoclipe de K-pop a conquistar a marca de 30 milhões de visualizações em apenas 15 dias. WINGS recebeu grande destaque internacional, o que resultou em seu recorde na Billboard 200,[39] ficando na vigésima sexta posição entre os 200 álbuns mais populares dos Estados Unidos[40] chegando a se classificar em primeiro lugar após sua estreia,[41] fazendo história na música coreana.

2017: You Never Walk Alone e Love YourselfHer

Em 13 de fevereiro de 2017, BTS relançou seu segundo álbum de estúdio, Wings, intitulando-o You Never Walk Alone. As pré-encomendas para o álbum, que contém 4 novas faixas, chegaram a mais de 700.000 cópias. [42][43] A faixa de título "Spring Day" conseguiu um all-kill em 8 das principais paradas de música on-line sul-coreanas, tendo deixado de funcionar o gráfico digital do Melon após a sua libertação inicial devido à sobrecarga de tráfego.[44][45] "Not Today" ainda não alcançou. 11 na carta de canções de iTunes do Brasil, enquanto "Spring Day" traçou a 8º, marcando a primeira vez que um grupo de K-pop que entrou no Top 10. [46][47][48] "Spring Day" também cobriu o iTunes Song Chart em Brunei, Finlândia, Hong Kong, Indonésia, Lituânia, Malásia, Filipinas, Singapura, Taiwan, Tailândia e Vietnã, enquanto You Never Walk Alone superou o iTunes Album Chart na Armênia, Brunei, Finlândia, Indonésia, Cazaquistão, Letónia, Malásia, Filipinas, Singapura, Suécia, Taiwan, Tailândia e Vietnam. [49] "Spring Day" também entrou na Billboard Bubbling Under Hot 100 Singles gráfico no 15. [50][51] Dentro de 24 horas do vídeo clipe da música para o "Blood, Sweat and Tears", alcançou sobre 9 milhões vistos. Isso quebrou o recorde anterior no YouTube para o maior número de exibições em um vídeo do grupo de K-pop em 24 horas, anteriormente realizada pelo vídeo musical de sua própria música "Blood, Sweat and Tears". No entanto, o novo álbum foi quebrado uma semana depois, depois que o grupo lançou o videoclipe de "Not Today", que acumulou mais de 10 milhões de visualizações naquele período. [52] Da mesma forma, "Spring Day" tornou-se o mais rápido K-pop grupo vídeo musical para chegar a 20 milhões de visualizações, alcançando o feito em menos de 4 dias; "Not Today" superou isso ao atingir o número de pontos de vista em menos de 3 dias. [53][54] O grupo realizou as novas faixas de You Never Walk Alone pela primeira vez no tour sul-coreana do BTS Live Trilogy Episódio III: The Wings Tour de 2017, uma semana após seu lançamento.

Em 21 de maio, BTS ganhou o Prêmio Social de Artista Superior no Billboard Music Awards, tornando-se o primeiro artista coreano a ganhar um BBMA. [55]

O grupo lançou um cover do clássico de Seo Taiji and Boys "Come Back Home" (originalmente de Seo Taiji e Boys IV) para o projeto Time: Traveler de Seo Taiji. [56]

O grupo lançou seu quinto álbum mini, Love Yourself 承 'Her', em 18 de setembro. [57] O mini-álbum inclui a faixa "Best of Me", uma colaboração com Andrew Taggart de The Chainsmokers. [58]

2018: Debut solo do J-hope, Face Yourself e LOVE YOURSELFTear

Em 28 de fevereiro, o BTS ganhou o prêmio de Artista do ano no Korean Music Awards (KMA), tido como o Grammy coreano. Ao ganhar o grande prêmio da noite, o BTS se torna o primeiro grupo de K-pop Idol a ganhar o daesang no Korean Music Awards.

Como comentário do por que o BTS foi escolhido como musico do ano, o comitê de jurados postou em seu site a seguinte nota ao lado do anuncio do vencedor:

"Ao selecionar BTS como músico do ano, penso novamente na definição de "Músico do Ano". Entrar em um famoso chart no exterior, se apresentar em uma famosa premiação no exterior ou vender milhões de álbuns são bastante secundários. Idol, K-pop, cenário mundial, essas palavras são muito rasas.

Um grupo nascido da música popular coreana capturou os corações da juventude na Coréia e no mundo com músicas nas quais eles se usam como material, e o seu universo. Seu álbum foi ótimo, e seu movimento trará várias ondas a cena musical coreana por vários anos. 2017 e BTS, você não pode falar sobre um sem falar sobre o outro."

Yoonha Kim, membro do comitê de seleção da KMA.

No dia 01 de março de 2018 J-Hope lançou sua MIXTAPE chamada 'Hope World' o tornando o 3º integrante a se tornar um artista solo.

No dia 03 de abril de 2018 foi lançado o álbum Face Yourself, com músicas na versão japonesa do grupo, contendo 12 faixas.

No dia 18 de maio de 2018 foi lançado o álbum LOVE YOURSELF 轉 'Tear' com o lançamento do single Fake Love, tendo seu debut/comeback stage no Billboard Music Awards em 20 de maio (domingo), o álbum recebeu um 'All Kill' no charts do Melon.[59]

Características artísticas

A revista Rolling Stone escreveu: Na moderna Coréia do Sul, pop stars e política não costumam se misturar. Enquanto alguns atos de hip-hop abordam temas controversos, muitos grupos idolatram uma fórmula apolítica e com um histórico comprovado de sucesso. O BTS tornou-se uma história de sucesso recorde em parte por causa de sua disposição de resistir a essa convenção. Os sete jovens que compõem o grupo têm falado o que pensam desde a sua estreia, discutindo abertamente os direitos LGBTQ, a saúde mental e a pressão para o sucesso - todos assuntos tabu na Coreia do Sul. Sua postura é particularmente ousada, dada a história do governo coreano de manter um olho em temas controversos na música pop. Ao transpor a linha entre manter uma imagem respeitável e escrever letras críticas, a BTS ofereceu uma mudança refrescante do que alguns críticos e fãs não gostam sobre a máquina K-Pop". [11]

O estilo musical e a imagem do grupo vão desde uma imagem difícil, "bad boy", até uma imagem mais jovem, influenciada principalmente pelo hip-hop e R&B. Corynn Smith da MTV afirmou que o BTS incorporou batidas de hip-hop e elementos inspirados em rock para seus singles "Danger" e "Boy in Luv".[60] O BTS foi rotulado "Consciência Social do K-pop" por Jeff Benjamin da Fuse, que escreveu que o grupo encontrou "uma maneira de falar honestamente sobre tópicos que consideram importantes, mesmo em uma sociedade conservadora."[61] Através de seus muitos lançamentos, BTS abordou em algumas de suas letras temas como bullying, a busca da felicidade, e a rejeição aos ideais impostos pela sociedade.[61] Após alcançar sucesso internacional com o seu segundo álbum de estúdio, Wings, Grace Jeong, editor-chefe da Soompi, explica a sua ascensão: "o grupo combina a arte individual, que é o que o público americano espera em sua música."[62] Em um artigo da Billboard, Jeff Benjamin descreve ainda os sons e letras distintos do grupo, afirmando: "De fato, o Major Lazer conduzir o single "Blood Sweat & Tears". O grupo canta sobre a saúde mental, leva escavações na cena do "ídolo" coreano-pop e entrega um hino feminino, assunto incomum na cultura conservadora da Coreia do Sul, onde a maioria dos atos se atém a temas seguros como festas e separações."[62]

A revista Billboard reconheceu o grupo como um dos principais produtores de música competitiva do K-pop de hoje: "co-escrevendo e produzindo em quase todas as faixas, os fenômenos do K-pop demonstraram como eles podem competir com os melhores astros do pop." Todos os membros do grupo participam na composição e produção das músicas do grupo.[63] O Daily Dot descreve que o mesmo está "estabelecendo um padrão para as bandas que virão depois deles. Suas almas estão em suas performances porque eles ajudaram a criá-las - um investimento que faz toda a diferença entre memorizar rotinas de dança e abraçá-las com paixão."[64]

A liderança da Coréia do Sul está ouvindo. Depois da histórica colocação número 1 da BTS na Billboard 200, o Presidente Moon Jae-In elogiou bastante o grupo e disse: “O BTS tem uma habilidade mágica de transformar tristeza em esperança e diferenças em similaridade”.

Filantropia

Para a BTS e seus fãs, os atos de generosidade geralmente trazem uma mensagem política. Depois que o Sewol Ferry afundou na costa da Coreia do Sul em abril de 2014, matando quase 300 estudantes adolescentes, os políticos da Coréia tentaram se distanciar da tragédia. Pais de luto participaram de greves de fome, enquanto partidários conservadores do então presidente Park Geun-Hye minimizaram as mortes, dizendo que era hora de colocar a calamidade para trás. Relatórios posteriormente expuseram uma lista negra de celebridades sancionada pelo governo que parecia criticar o regime de Park; enquanto a BTS provavelmente não tinha conhecimento disso, eles demonstraram qual lado eles apoiavam doando US$ 100.000 para beneficiar famílias das vítimas [12], por meio da Truth and A Safer Society. No entanto esse fato só foi sabido pela mídia em janeiro de 2017, questionada, a empresa do grupo, Big Hit, afirmou que "eles não revelaram as doações porque acreditam que deve ser feito em privado."[65]

Em 2015, eles doaram 7 toneladas (7.187 kg) de arroz para caridade na cerimônia de abertura da K-Star Road, realizada em Apgujeong-dong, distrito de Gangnam, Seul. Um ano depois, eles participaram da campanha de caridade da ALLETS "Let's Share the Heart”.[66]

Em 31 de outubro de 2017, em parceria com a UNICEF, o Fundo das Nações Unidas para a Infância, o grupo criou uma campanha contra a violência. A campanha anti-violência intitulada "Love Myself" tem o intuito de fazer do mundo um lugar mais seguro para que crianças e adolescentes possam viver felizes e saudáveis.

“O BTS não pode mudar o mundo todo, mas podemos fazê-lo um pouco melhor para quem nos ama”, “Começamos a fazer música porque queríamos fazer um mundo melhor… esse é o primeiro passo”, foram uma das frases ditas respectivamente, pelo líder RM e Suga, durante a coletiva de imprensa.

As doações para a campanha serão feitas pelos próximos dois anos, por meio de doações no valor de 500 milhões anuais (aproximadamente um milhão e quinhentos no Brasil) da Big Hit Entertainment e dos sete membros do BTS, doações de 3 por cento das vendas de álbuns físicos da série “Love Yourself”, doações de 100% da receita das vendas dos produtos oficiais para a campanha “Love Yourself” e doações nas mesas instaladas pela UNICEF. Instigados pelos ídolos, os fãs do grupo se propuseram a ajudar e arrecadaram 1 milhão de dólares em apenas dois dias.

Vários anos atrás, Suga disse a seus fãs que, quando ele se tornasse rico, compraria carne bovina - um tratamento caro na Coréia de hoje, devido às altas taxas de importação. Por seu 25º aniversário (2018), ele cumpriu sua promessa. Mas em vez de escolher os fãs para se juntarem a ele para o jantar, ele doou US$ 19 mil em carne bovina para alimentar órfãos de 39 orfanatos em nome do ARMY (nome dado aos fãs do grupo). 39 (a soma do mês e dia de seu aniversário - 9 de março). Seus fãs ficaram encantados e seguiram o exemplo, fazendo suas próprias doações de caridade. Foram detectadas doações em nome do grupo em todo o país.

Integrantes

Discografia

Ver também: Discografia de BTS

Filmografia

Ver artigo principal: Filmografia de BTS

Videografia

Ver artigo principal: Videografia de BTS

Prêmios e indicações

Turnês

Turnês asiáticas

  • 2014: 2014 BTS Live Trilogy-Episode II: The Red Bullet
  • 2015: BTS Live Trilogy Episode I: BTS Begins
  • 2015: The Most Beautiful Moment in Life On Stage
  • 2016: The Most Beautiful Moment in Life On Stage: Epilogue

Turnês japonesas

  • 2015: BTS's First Japan Tour-Wake Up: Open Your Eyes

Turnês mundiais

Referências

  1. «BTS Billboard Chart History». Billboard. Consultado em 19 de julho de 2016. 
  2. «BTS' 'Most Beautiful Moment in Life, Pt. 2' Returns to No. 1 on World Albums». Billboard. Consultado em 19 de junho de 2016. 
  3. K, J. (9 de outubro de 2016). «BTS Sweeps Worldwide iTunes Charts With 'WINGS,' MV Hits 3 Million Views In Less Than 10 Hours». Soompi. Consultado em 19 de outubro de 2016. 
  4. Buli, Liv. «Katy Perry, Kanye West Among Top Pop Stars On Twitter As Platform Celebrates 10th Anniversary». Forbes. Consultado em 19 de junho de 2016. 
  5. «BTS Search for Their Biggest Fans on Twitter With K-Pop's First Ever Emoji». Billboard. Consultado em 19 de junho de 2016. 
  6. «Social 50 | Billboard». Billboard. Consultado em 19 de outubro de 2016. 
  7. «Bangtan Boys aka BTS' powerful debut trailer is "2 cool for skool"». Allkpop. Consultado em 26 de maio de 2013. 
  8. «BTS's Suga is recovering from an emergency appendectomy». Allkpop. Dezembro de 2013. Consultado em 31 de julho de 2015. 
  9. «BTS' Suga Reveals Details About His Emergency Surgery Experience». Soompi. 23 de junho de 2015. Consultado em 31 de julho de 2015. 
  10. «BTS to sing about teen love with 'Skool Luv Affair' comeback next month» 
  11. «BTS to make their Japanese debut this June». Allkpop. Consultado em 20 de outubro de 2016. 
  12. «W Korea pre-releases photos from BTS photoshoot». DramaFever News. Consultado em 8 de outubro de 2015. 
  13. (KOCIS), Korean Culture and Information Service. «All-out effort in the heart of Russia to promote Korea». www.korea.net. Consultado em 2 de setembro de 2015. 
  14. «K-Pop stars Girls' Generation, Bangtan Boys headline KCON 2014». LA Times. 22 de maio de 2014. Consultado em 14 de outubro de 2014. 
  15. «[Video] BTS Rages in the 'War of Hormone' MV». mwave.interest.me. Consultado em 25 de outubro de 2015. 
  16. «[Album] BTS – WAKE UP [1st Japanese Album] (MP3)». www.4Kpoperz.com. Janeiro de 2015. Consultado em 2 de setembro de 2015. 
  17. «[2014 MAMAPhoto] BTS and Block B Battle It Out in Fierce Collaboration at 2014 MAMA». mwave.interest.me. Consultado em 25 de outubro de 2015. 
  18. «BTS will embark on their debut Asian tour this Fall». Koreaboo. Consultado em 2 de setembro de 2015. 
  19. «防弾少年団 JAPAN OFFICIAL SITE». finn-neo.com. Consultado em 31 de julho de 2015. 
  20. «BTS take 1st place on Oricon daily chart with 'For You'!». Allkpop. Junho de 2015. Consultado em 2 de setembro de 2015. 
  21. «BTS reaches 1 million views for "Dope" in less than 15 hours». Koreaboo. Consultado em 2 de setembro de 2015. 
  22. «BTS' "Dope" Charges to 3rd Place on Billboard's World Digital Songs Chart». Soompi. 9 de julho de 2015. Consultado em 9 de novembro de 2015. 
  23. «BTS confirms last stop of "Episode II: The Red Bullet" world tour». Koreaboo. Consultado em 2 de setembro de 2015. 
  24. «Epik High, BTS Join Lineup For 2015 Summer Sonic Music Festival In Japan». KpopStarz. Consultado em 29 de julho de 2015. 
  25. «BTS Fan Meeting in Japan a Roaring Success». mwave.interest.me. Consultado em 17 de outubro de 2015. 
  26. «방탄소년단, 콘서트서 신곡 첫 공개…11월 30일 본격 컴백». www.mydaily.co.kr. Consultado em 29 de outubro de 2015. 
  27. «Updated: BTS Drops Amazing Music Video Teaser for "Run"». Soompi. 22 de novembro de 2015. Consultado em 24 de novembro de 2015. 
  28. «방탄소년단, 푸마 새 모델 발탁…시크한 겨울 화보 공개텐아시아 | 텐아시아». 텐아시아. Consultado em 20 de outubro de 2015. 
  29. «日本5thシングル「I NEED U (Japanese Ver.)」発売決定!». 防弾少年団 JAPAN OFFICIAL SITE. 15 de outubro de 2015. Consultado em 16 de outubro de 2015. 
  30. «BTS' Suga Addresses Depression & Cost of Fame on 'Agust D' Mixtape». 16 de agosto de 2016. Consultado em 28 de outubro de 2016. 
  31. «Oricon Album Ranking Dayly (2016年09月06日付) - see #01». Oricon Style (em Japanese). Oricon Inc. Cópia arquivada em 8 de setembro de 2016 
  32. «BTS To Release 2nd Full Album Entitled "WINGS"». Soompi. 5 de setembro de 2016. Consultado em 9 de setembro de 2016. 
  33. «Of the directors and writers of the MVs... (HYYH/WINGS) • /r/bangtan». reddit. Consultado em 13 de setembro de 2016. 
  34. «[Picture/IG] Choi Yongseok & Edie Ko from Lumpens (directors of 화양연화 MVs) Posted a Picture With BTS [160313]». 13 de março de 2016. Consultado em 13 de setembro de 2016. 
  35. «Lista de prêmios e indicações recebidos por BTS». Wikipédia, a enciclopédia livre. 21 de novembro de 2016 
  36. «BTS Sells A Whopping 500,000 Copies Of "WINGS" In 1st Week Of Pre-Sale». Soompi. 7 de outubro de 2016. Consultado em 20 de outubro de 2016. 
  37. «BTS Sweeps Worldwide iTunes Charts With "WINGS," MV Hits 3 Million Views In Less Than 10 Hours». Soompi. 9 de outubro de 2016. Consultado em 25 de novembro de 2016. 
  38. «BTS quebra recorde de views com "Blood Sweat & Tears"». Inspire Kpop 
  39. «BTS' 'Wings' Sets New U.S. Record for Highest-Charting, Best-Selling K-Pop Album». Billboard 
  40. «BTS Breaks K-Pop Records For U.S. Billboard 200 Chart Ranking And Album Sales». Soompi. 18 de outubro de 2016. Consultado em 25 de novembro de 2016. 
  41. «[INFO] 30.10.16 – "WINGS" é classificado em 1º lugar na parada da Billboard». Bangtan Brasil. 30 de outubro de 2016 
  42. «BTS Wings Extension: You Never Walk Alone Reaches 700K Pre-orders». entertain.naver.com. Consultado em 10 de fevereiro de 2017. 
  43. [1]
  44. koreaportal (13 de fevereiro de 2017). «BTS Breaks US Itunes Kpop Record With 'Spring Day'». koreaportal. Consultado em 14 de fevereiro de 2017. 
  45. «BTS "Spring Day" achieves an all-kill with No. 1 on 8 online music charts! "Melon faces connection delay" due to the release of BTS's new songs» (em coreano). Consultado em 14 de fevereiro de 2017. 
  46. Network, The Korea Herald/Asia News. «BTS hits US iTunes chart with 'Spring Day'». entertainment.inquirer.net (em inglês). Consultado em 14 de fevereiro de 2017. 
  47. «[The beautifully insane chart] BTS "Spring Day" achieves chart all-kill + lines up the chart with their new songs... Their insane power». Consultado em 14 de fevereiro de 2017. 
  48. Ferrer, Robie (12 de fevereiro de 2017). «BTS' new song 'Spring Day' makes record-breaking debut on US iTunes, tops various music charts». Yibada English. Consultado em 14 de fevereiro de 2017. 
  49. «BTS "Spring Day" debuts at No. 8 on US iTunes main chart» (em coreano). Consultado em 14 de fevereiro de 2017. 
  50. «BTS Crack the Bubbling Under Hot 100 With 'Spring Day,' Conquer Multiple Charts With 'You Never Walk Alone'». Billboard. Consultado em 22 de fevereiro de 2017. 
  51. «BTS writes a new US Billboard history... No. 15 on Bubbling Under Hot 100» (em coreano). Consultado em 22 de fevereiro de 2017. 
  52. «BTS's "Not Today" is the fastest MV to surpass 10 million views» (em coreano). Consultado em 21 de fevereiro de 2017. 
  53. «BTS "Spring Day" MV is the fastest KPOP group MV to reach 20 million views». Consultado em 18 de fevereiro de 2017. 
  54. «BTS's parade of new records... "Not Today" is the fastest MV to reach 20 million views» (em coreano). Consultado em 23 de fevereiro de 2017. 
  55. Lipshutz, Jason (21 de maio de 2017). «BTS Thanks Fans For Top Social Artist Win at Billboard Music Awards 2017: Watch». Billboard. Consultado em 5 de julho de 2017. 
  56. «방탄소년단, 팬클럽 아미와 연결된 새 BI 공개 "문을 열고 나아가는 청춘"» (em coreano). Naver. 5 de julho de 2017. Consultado em 5 de julho de 2017. 
  57. «[공식입장] 방탄소년단, 9월18일 컴백 확정..'LOVE YOURSELF' 발매» (em coreano). Naver. Consultado em 24 de agosto de 2017. 
  58. «The Chainsmokers collaborates with BTS for 'Love Yourself'» (em inglês). The Korea Herald. Consultado em 11 de setembro de 2017. 
  59. https://www.soompi.com/2018/05/18/bts-sets-new-record-unique-listeners-melon-within-1st-hour-release/
  60. «BTS Starts a 'Skool Luv Affair' with New MV». MtvIggy. 11 de fevereiro de 2014. Consultado em 21 de julho de 2015. 
  61. a b Benjamin, Jeff (4 de dezembro de 2015). «BTS: K-Pop's Social Conscience». Fuse. Consultado em 4 de dezembro de 2015. 
  62. a b Benjamin, Jeff (21 de outubro de 2016). «How Korean Boy Band BTS Broke a U.S. K-pop Chart Record – Without Any Songs In English». Billboard. Consultado em 22 de outubro de 2016. 
  63. «Kpop group BTS gaining global recognition». Manila Bulletin Entertainment. Consultado em 5 de fevereiro de 2017. 
  64. «How BTS is changing K-pop for the better». The Daily Dot (em inglês). 12 de maio de 2016. Consultado em 5 de fevereiro de 2017. 
  65. Min, Susan (21 de janeiro de 2017). «BTS Donates to Families of Sewol Ferry Victims». Mwave. Consultado em 22 de abril de 2017. 
  66. «BTS 방탄소년단 #LETS SHARE THE HEART '사랑은 함께할 때 빛나는 것' 재생수 1,035,903 좋아요 22,610,376 4 months ago». Vlive. Naver. Consultado em 22 de abril de 2017. 
  67. http://m.kpopline.com/jin-bts-has-been-admitted-to-konkuk-university-with-high-competing-rate-1850.html
  68. «BTS Asks about Your Dreams in 'No More Dream' MV» 
  69. «BTS Rides the School Bus in Making of 'No More Dream'» 

Ligações externas