Meleiro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Município de Meleiro
Bandeira indisponível
Brasão de Meleiro
Bandeira indisponível Brasão
Hino
Fundação 20 de dezembro de 1961 (56 anos)
Gentílico meleirense
Prefeito(a) Eder Mattos (PSB)
(2017 – 2020)
Localização
Localização de Meleiro
Localização de Meleiro em Santa Catarina
Meleiro está localizado em: Brasil
Meleiro
Localização de Meleiro no Brasil
28° 49' 44" S 49° 38' 09" O28° 49' 44" S 49° 38' 09" O
Unidade federativa Santa Catarina
Mesorregião Sul Catarinense IBGE/2008 [1]
Microrregião Araranguá IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes Morro Grande, Nova Veneza, Turvo, Ermo, Maracajá, Araranguá e Forquilhinha
Distância até a capital 250 km
Características geográficas
Área 186,618 km² [2]
População 7 002 hab. Censo IBGE/2010[3]
Densidade 37,52 hab./km²
Altitude 38 m
Clima Cfa
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,738 elevado PNUD/2010 [4]
PIB R$ 130 427,610 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 18 448,04 IBGE/2008[5]

Meleiro é um município brasileiro do Estado de Santa Catarina.

Etimologia[editar | editar código-fonte]

O topônimo Meleiro designa muitas colmeias encontradas pelos primeiros exploradores, logo, as colmeias estavam repletas de mel.[6] Os desbravadores iniciais do município foram as famílias luso-brasileiras Rocha e Macedo, e logo em seguida, os imigrantes italianos, sob a liderança da família Mezzari.[6]

História[editar | editar código-fonte]

Origens e povoamento[editar | editar código-fonte]

Há muitos anos, o homem civilizado passou pelo atual território do município de Meleiro. Porém, somente em 1892, as primeiras famílias estabeleceram-se na região. São elas: os Rocha e os Macedo, de origem portuguesa. Alguns anos depois vieram as famílias Piazza e Mezzari, de origem italiana. E, com o crescimento da imigração, a localidade prosperou.[7]

Formação administrativa e história recente[editar | editar código-fonte]

Em 1929, eleva-se à categoria de vila, e, fato interessante, a região que é, hoje, o município de Turvo (desmembrado de Meleiro), passou a integrar-lhe.[7] A autonomia política do município de Meleiro foi conquistada, em 21 de julho de 1958, por meio da Lei nº 348. Porém, logo sua situação administrativa foi perdida, e o município foi definitivamente criado, por meio da Lei nº 773, de 27 de novembro de 1961. O novo município foi instalado em 20 de dezembro de 1961.[7]

O prefeito que venceu as primeiras eleições municipais foi o senhor Luiz de Pelegrini.[7] Sua área é de 186,618 km², pertencente à Mesorregião do Sul Catarinense. As principais fontes de renda do município são a agricultura e a pecuária.[7]

A etimologia do nome Meleiro é originária do mel silvestre, que os primeiros exploradores encontraram em abundância.[7]

Economia[editar | editar código-fonte]

A economia do município baseia-se no cultivo de arroz, feijão, milho e fumo, no extrativismo vegetal e na indústria de calçados para exportação. 

Turismo[editar | editar código-fonte]

As abelhas desapareceram, mas o nome que lembra fartura de mel permanece no município dedicado à agricultura.

Datas festivas[editar | editar código-fonte]

  • 15 de agosto (Festa de Nossa Senhora da Glória, padroeira do município),
  • Julho (Festa do Colono),
  • Maio (Festa do Arroz/bienal),
  • Junho (Carnaval de Inverno),
  • Novembro (Baile do Chope e Festival de Municipal de Dança),
  • Dezembro (Natal-Luz e Festa da Emancipação)

Geografia[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008. 
  2. IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010. 
  3. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010. 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 25 de agosto de 2013. 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010. 
  6. a b Carneiro 2006, p. 114.
  7. a b c d e f El-Khatib 1970, p. 61-62.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Santa Catarina é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.