Forquilhinha

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Forquilhinha
Bandeira de Forquilhinha
Brasão de Forquilhinha
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 26 de abril
Fundação 26 de abril de 1989 (26 anos)
Gentílico forquilhense
Prefeito(a) Vanderlei Alexandre (PP)
(2013–2016)
Localização
Localização de Forquilhinha
Localização de Forquilhinha em Santa Catarina
Forquilhinha está localizado em: Brasil
Forquilhinha
Localização de Forquilhinha no Brasil
28° 44' 49" S 49° 28' 19" O28° 44' 49" S 49° 28' 19" O
Unidade federativa  Santa Catarina
Mesorregião Sul Catarinense IBGE/2008[1]
Microrregião Criciúma IBGE/2008[1]
Região metropolitana Região Metropolitana Carbonífera
Municípios limítrofes Nova Veneza, Criciúma, Maracajá, Meleiro
Distância até a capital 212 km
Características geográficas
Área 183 134 km² [2]
População 24,694 hab. Censo IBGE/2014[3]
Densidade O denominador (divisor) tem que ser um número! hab./km²
Altitude 42 m
Clima subtropical
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,753 alto PNUD/2010[4]
PIB R$ 566 501,218 mil IBGE/2012[5]
PIB per capita R$ 24 436,06 IBGE/2012[5]
Página oficial

Forquilhinha é um município brasileiro do estado de Santa Catarina. Localizado na Mesorregião do Sul Catarinense e na Região Metropolitana Carbonífera. Sua população era estimada em 24.694 habitantes em 2014, sendo um dos municípios que mais crescem em sua região.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Está situada às margens do Rio Mãe Luzia, na planície sul do Estado de Santa Catarina, na região da Associação dos Municípios da Região Carbonífera (AMREC), a 212 quilômetros da capital, Florianópolis. Faz divisa ao norte com os municípios de Nova Veneza e Criciúma, ao sul com Maracajá, ao leste novamente com Criciúma e ao oeste com Meleiro. É em Forquilhinha que se encontra o Aeroporto Diomício Freitas, que movimentou 69.824 passageiros em 2013.

Localiza-se a uma latitude 28º44'51" sul e a uma longitude 49º28'20" oeste, estando a uma altitude de 42 metros.


Clima[editar | editar código-fonte]

Clima e Temperatura de acordo com a Classificação climática de Köppen-Geiger é caracterizado como subtropical úmido, apresentando estações bem definidas, com inverno frio e verão quentes, ocorrendo geada e granizo ocasionais.

Turismo[editar | editar código-fonte]

A preservação ambiental é prioridade em Forquilhinha, que foi a primeira cidade a instalar um parque ecológico, graças a um convênio assinado com o Japão. O acordo permitiu a construção de uma estação para monitoramento das águas do Rio Mãe Luzia, que corta a Região Metropolitana Carbonífera. Ali são medidos o nível da água, a precipitação pluviométrica, o potencial de hidrogênio, o oxigênio dissolvido na água, a temperatura, a turbidez e outros itens. Com 80.000 m², o Parque Ecológico Municipal tem 5 ha totalmente cobertos por Mata Atlântica. Há quiosques, churrasqueiras e campo de futebol à disposição dos visitantes. Durante a semana, recebe estudantes que têm aulas de ecologia cercados pela natureza.

Praça do Centenário, localizada no bairro Saturno.

A Bandeira[editar | editar código-fonte]

A cor verde representa a riqueza da terra e a atividade agrícola. A cor vermelha sugere o dinamismo e o espírito progressista de gente forquilhense. A forquilha, imagem-símbolo representa convergência e união de esforços. A cor branca espelha o congraçamento da comunidade de Forquilhinha na busca de objetivos comuns. As três estrelas lembram as etnias dos primeiros colonizadores do Município no início do Século XX.

História[editar | editar código-fonte]

Colonizada por imigrantes alemães vindos de Mosela, na Alemanha, chegaram no porto do Desterro, hoje Florianópolis. Por volta de 1870, os filhos destes imigrantes deixaram suas moradias no rio Cubatão e fixaram residência na região de São Martinho. Nos últimos anos do século XIX, informados de que as terras da planície do Araranguá eram férteis, um grupo de homens da região do Rio Capivari resolveu conhecer estas terras. Neste grupo encontravam-se, João José Back, Henrique Berkenbrock, Germano Berkenbrock, Germano Boeing e Felipe Arns. Chegaram a região do rio Mãe Luzia, hoje Forquilhinha através de picadas em meio aos capoeirais. Os habitantes faziam roças apenas para suprir suas necessidades, pois não havia como comercializar suas produções. A caça e a pesca também eram fontes de alimentação.

Em 1912, chegava, recém casado, Gabriel Arns e, no ano seguinte, novas famílias provenientes de Capivari, Geraldo Westrup e João José Back, com seus filhos Geraldo e Adolfo, aqui vieram se fixar, passando a comprar as terras dos antigos moradores. Geraldo Westrup comprou um terreno do italiano Batista Scarduelli, onde se havia instalado uma capela, que continuou a ser frequentada pelos colonos das redondezas. Gabriel Arns demostrou liderança, quando, de comum acordo com os demais colonos, deu início aos projetos de construção de uma escola e uma igreja para a comunidade de Forquilhinha.

A escola foi conluída em 1915. O professor era Jacob Arns. Entre 1915 e 1917 chegavam em Forquilhinha as famílias de Davi e Joaquim Junkes, Bernardo, Antônio e José Eyng, Nicolau e João Preis, Eduardo e Francisco Hoepers, Jorge Steiner, entre outros. Em 1919, iniciou-se a construção da Igreja, obra terminada em 1920. No ano de 1935, chegam as Irmãs Escolares de Nossa Senhora, para trabalhar na escola que mais tarde funcionava também como internato.

Forquilhinha foi crescendo graças ao trabalho das famílias de origem alemã, italiana, portuguesa, japonesa, polonesa, até transformar-se em distrito da cidade de Criciúma em 1959. Em 26 de abril de 1989, foi criado o município de Forquilhinha, e em 1º de janeiro de 1990, foi instalado solenemente o município.  

Economia[editar | editar código-fonte]

A economia de Forquilhinha é baseada na extração de carvão, indústria metal-mecânica, agroindústria, agricultura e comércio. Forquilhinha é o maior produtor de arroz da Região Sul do Brasil, com destaque também para a criação de peixes em granjas de arroz. A agricultura é altamente mecanizada com terrenos de alta produtividade. Na agroindústria, a JBS abate em média 150 mil frangos por dia. O setor metalúrgico vem ganhando espaço, com 16 indústrias de pequeno e médio porte em funcionamento. Forquilhinha também possui empresas de extração e tratamento de minerais, indústria de produtos alimentícios, indústria de produtos minerais não metálicos, indústrias químicas, metalúrgicas, indústrias de vestuário, calçados e artefatos de tecidos e indústrias voltadas a outras atividades. Forquilhinha é um dos municípios que mais crescem na região da AMREC.

Forquilhenses ilustres[editar | editar código-fonte]

  • Frei Alberto Beckhäuser - Especialista em Liturgia, tendo sido por longos anos assessor da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil para assuntos de liturgia.


Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Visitado em 11 de outubro de 2008.
  2. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Visitado em 5 dez. 2010.
  3. Censo Populacional 2014 Censo Populacional 2010 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de novembro de 2010). Visitado em 4 de abril de 2015.
  4. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil Atlas do Desenvolvimento Humano Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2010). Visitado em 15 de fevereiro de 2014.
  5. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Visitado em 4 abril. 2015.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Santa Catarina é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.