Evidência empírica

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

A evidência empírica, também conhecida como experiência sensorial, é o conhecimento recebido por meio dos sentidos, especialmente pela observação e experimentação.[1] O termo vem da palavra grega para experiência, ἐμπειρία (empeiría).

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Pickett 2006, p. 585

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Bird, Alexander (2013). Zalta, Edward N., ed. «Thomas Kuhn». Stanford Encyclopedia of Philosophy. Section 4.2 Perception, Observational Incommensurability, and World-Change. Consultado em 25 de janeiro de 2012 
  • Kuhn, Thomas S. (1970) [1962]. The Structure of Scientific Revolutions 2nd ed. Chicago: University of Chicago Press. ISBN 978-0226458045 
  • Pickett, Joseph P., ed. (2011). «Empirical». The American Heritage Dictionary of the English Language 5th ed. Houghton Mifflin. ISBN 978-0-547-04101-8 
Ícone de esboço Este artigo sobre filosofia/um(a) filósofo(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.