Frederico Bruestlein

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Frederico Bruestlein, ou Frédéric Brüstlein, (Mulhouse, Alsácia, 25 de maio de 1835Joinville, 22 de fevereiro de 1911) foi diretor da Colônia Dona Francisca e superintendente da cidade de Joinville.

Chegou em Joinville em 23 de junho de 1863 como procurador do Príncipe de Joinville e tomou posse como diretor da colônia em 6 de julho de 1875.

Naturalizou-se brasileiro em 1880 e era do Partido Conservador. Exerceu, entre 7 de janeiro de 1887 e 15 de janeiro de 1890, a presidência da Câmara Municipal de Joinville, com funções executivas outorgadas futuramente a prefeitos.

Foi deputado à Assembleia Legislativa Provincial de Santa Catarina na 27ª legislatura (1888 — 1889).

Foi superintendente de Joinville entre 16 de abril de 1895 e 6 de janeiro de 1899.

Era proprietário do Vapor Babitonga.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Piazza, Walter: Dicionário Político Catarinense. Florianópolis : Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, 1985.

Ver também[editar | editar código-fonte]


Precedido por
Johann Otto Louis Niemeyer
Diretor da Colônia Dona Francisca (Joinville)
1875 — ?
Sucedido por
?
Precedido por
João Paulo Schmalz
Prefeito de Joinville
1887 — 1890
Sucedido por
Ernesto Canac
Precedido por
João Paulo Schmalz
Prefeito de Joinville
1895 — 1899
Sucedido por
Gustavo Adolfo Richlin


Ícone de esboço Este artigo sobre políticos ou política de Santa Catarina é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.