Grande Prêmio de San Marino de 1991

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Grande Prêmio da San Marino
de Fórmula 1 de 1991
Circuit Imola 1992.png
Grande Prêmio de San Marino de 1991.
Detalhes da corrida
Data 28 de abril de 1991
Local Autódromo Enzo e Dino Ferrari - Ímola, Itália
Percurso 5,040 km
Total 61 voltas / 307,440 km
Pole
Piloto
Brasil Ayrton Senna McLaren-Honda
Tempo 1:21.877
Volta mais rápida
Piloto
Áustria Gerhard Berger McLaren-Honda
Tempo 1:26.531 (na volta 55)
Pódio
Primeiro
Brasil Ayrton Senna McLaren-Honda
Segundo
Áustria Alain Prost McLaren-Honda
Terceiro
Finlândia J.J. Lehto Dallara-Judd

Resultados do Grande Prêmio de San Marino realizado em Ímola a 28 de abril de 1991.

  • Ayrton Senna venceu a corrida, primeiro porque os seus maiores rivais abandonaram por principalmente erros. Ainda na volta de apresentação e a poucos metros do grid de largada, Alain Prost cometeu um erro ridículo rodando sozinho, acelerando demais em plena pista molhada (a rodada praticamente tirou Prost da disputa pelo mundial); a Ferrari do francês parou na descida da Rivazza fazendo com que o piloto abandonasse lá; um pouco atrás dele vinha Gerhard Berger que também rodou no mesmo ponto, mas o austríaco conseguiu controlar e retornou ao circuito. Depois, Nigel Mansell foi tocado por trás e bateu abandonando a prova. Na 1ª volta, Nelson Piquet estreando o novo carro da Benetton rodou, e na seguinte foi a vez de Jean Alesi. Era demais para os torcedores ferraristas com o abandono dos dois carros logo no início da prova. Muita emoção em duas voltas. Senna também foi beneficiado pelo abandono do líder da prova Riccardo Patrese, que parou na 9ª volta por problemas elétricos. Aí, só foi administrar a vitória, mas no final teve problemas com o câmbio. Mas foi beneficiado por Berger, seu companheiro de equipe, que também teve problemas. Resultado: outra grande vitória de Senna, que, com a vitória, abria uma diferença massacrante sobre os adversários.

Pré-Classificação[editar | editar código-fonte]

Pos No Piloto Chassi/Motor Q
1 33 Itália Andrea de Cesaris Jordan-Ford 1:25.535
2 22 Finlândia J.J. Lehto Dallara-Judd 1:25.923
3 32 Bélgica Bertrand Gachot Jordan-Ford 1:25.980
4 35 Bélgica Eric van de Poele Lambo-Lamborghini 1:26.117
NQ 21 Itália Emanuele Pirro Dallara-Judd 1:26.305
NQ 14 França Olivier Grouillard Fondmetal-Ford 1:26.789
NQ 34 Itália Nicola Larini Lambo-Lamborghini 1:26.886
NQ 31 Portugal Pedro Chaves Coloni-Ford 1:31.239

Treino Classificatório[editar | editar código-fonte]

Pos No Piloto Chassi/Motor Q1 Q2
1 1 Brasil Ayrton Senna McLaren-Honda 1:21.877 1:43.633
2 6 Itália Riccardo Patrese Williams-Renault 1:21.957 1:42.455
3 27 França Alain Prost Ferrari 1:22.195 1:42.429
4 5 Reino Unido Nigel Mansell Williams-Renault 1:22.366 1:41.878
5 2 Áustria Gerhard Berger McLaren-Honda 1:22.567 1:40.322
6 4 Itália Stefano Modena Tyrrell-Honda 1:23.511 1:44.613
7 28 França Jean Alesi Ferrari 1:23.945 1:41.149
8 24 Itália Gianni Morbidelli Minardi-Ferrari 1:24.762 sem tempo
9 23 Itália Pierluigi Martini Minardi-Ferrari 1:24.807 sem tempo
10 3 Japão Satoru Nakajima Tyrrell-Honda 1:25.345 1:42.063
11 33 Itália Andrea de Cesaris Jordan-Ford 1:25.491 1:44.118
12 32 Bélgica Bertrand Gachot Jordan-Ford 1:25.531 1:44.897
13 19 Brasil Roberto Moreno Benetton-Ford 1:25.655 1:45.216
14 20 Brasil Nelson Piquet Benetton-Ford 1:25.809 1:42.911
15 15 Brasil Maurício Gugelmin Leyton House-Ilmor 1:25.841 sem tempo
16 22 Finlândia J.J. Lehto Dallara-Judd 1:25.974 1:43.397
17 29 França Éric Bernard Lola-Ford 1:25.983 sem tempo
18 7 Reino Unido Martin Brundle Brabham-Yamaha 1:26.055 sem tempo
19 26 França Érik Comas Ligier-Lamborghini 1:26.207 1:46.667
20 30 Japão Aguri Suzuki Lola-Ford 1:26.356 sem tempo
21 35 Bélgica Eric van de Poele Lambo-Lamborghini 1:26.550 1:47.619
22 18 Itália Ivan Capelli Leyton House-Ilmor 1:26.602 1:52.949
23 8 Reino Unido Mark Blundell Brabham-Yamaha 1:26.778 1:49.539
24 25 Bélgica Thierry Boutsen Ligier-Lamborghini 1:26.998 1:44.125
25 11 Finlândia Mika Hakkinen Lotus-Judd 1:27.324 1:47.444
26 12 Reino Unido Julian Bailey Lotus-Judd 1:27.976 1:45.931
NQ 17 Itália Gabriele Tarquini AGS-Ford 1:28.175 sem tempo
NQ 18 Itália Fabrizio Barbazza AGS-Ford 1:29.665 sem tempo
NQ 10 Itália Alex Caffi Footwork-Porsche 1:30.280 2:06.589
NQ 9 Itália Michele Alboreto Footwork-Porsche 1:30.762 19:39.741

Classificação da Prova[editar | editar código-fonte]

Pos. Piloto Construtor Voltas Tempo/Diferença Grid Pontos
1 1 Brasil Ayrton Senna McLaren-Honda 61 1:35'14.750 1 10
2 2 Áustria Gerhard Berger McLaren-Honda 61 1.675 5 6
3 22 Finlândia J.J. Lehto Dallara-Judd 60 + 1 Volta 16 4
4 23 Itália Pierluigi Martini Minardi-Ferrari 59 + 2 Voltas 9 3
5 11 Finlândia Mika Hakkinen Lotus-Judd 58 + 3 Voltas 25 2
6 12 Reino Unido Julian Bailey Lotus-Judd 58 + 3 Voltas 26 1
7 25 Bélgica Thierry Boutsen Ligier-Lamborghini 58 + 3 Voltas 24  
8 8 Reino Unido Mark Blundell Brabham-Yamaha 58 + 3 Voltas 23  
9 35 Bélgica Eric van de Poele Lambo-Lamborghini 57 Falta de Combustível 21  
10 26 França Erik Comas Ligier-Lamborghini 57 + 4 Voltas 19  
11 7 Reino Unido Martin Brundle Brabham-Yamaha 57 + 4 Voltas 18  
12 15 Brasil Mauricio Gugelmin Leyton House-Ilmor 55 Motor 15  
13 19 Brasil Roberto Moreno Benetton-Ford 54 Motor 13  
Ret 4 Itália Stefano Modena Tyrrell-Honda 41 Transmissão 6  
Ret 33 Itália Andrea de Cesaris Jordan-Ford 37 Câmbio 11  
Ret 32 Bélgica Bertrand Gachot Jordan-Ford 37 Suspensão 13  
Ret 16 Itália Ivan Capelli Leyton House-Ilmor 24 Rodada 22  
Ret 29 França Eric Bernard Lola-Ford 17 Motor 17  
Ret 6 Itália Riccardo Patrese Williams-Renault 17 Elétrico 2  
Ret 3 Japão Satoru Nakajima Tyrrell-Honda 15 Transmissão 10  
Ret 24 Itália Gianni Morbidelli Minardi-Ferrari 10 Câmbio 8  
Ret 28 França Jean Alesi Ferrari 2 Rodada 7  
Ret 30 Japão Aguri Suzuki Lola-Ford 2 Rodada 20  
Ret 20 Brasil Nelson Piquet Benetton-Ford 1 Rodada 14  
Ret 5 Reino Unido Nigel Mansell Williams-Renault 0 Colisão 4  
DNS 27 França Alain Prost Ferrari 0 Rodada 3  
NQ 17 Itália Gabriele Tarquini AGS-Ford Não Qualificado
NQ 18 Itália Fabrizio Barbazza AGS-Ford Não Qualificado
NQ 10 Itália Alex Caffi Footwork-Porsche Não Qualificado
NQ 9 Itália Michele Alboreto Footwork-Porsche Não Qualificado
NPQ 21 Itália Emanuele Pirro Dallara-Judd Não Pré-Qualificado
NPQ 14 França Olivier Grouillard Fondmetal-Ford Não Pré-Qualificado
NPQ 34 Itália Nicola Larini Lambo-Lamborghini Não Pré-Qualificado
NPQ 31 Portugal Pedro Chaves Coloni-Ford Não Pré-Qualificado

Notas[editar | editar código-fonte]

Líderes por volta

Riccardo Patrese - 1ª a 9ª e Ayrton Senna - 10ª a 61ª

  • 70ª pole da McLaren e
  • Primeiro (e único) pódio de J.J. Lehto.
  • Nessa corrida, Mika Häkkinen marcou seu primeiros pontos de sua carreira. Julian Bailey, seu companheiro de equipe, faz seu última prova na Fórmula 1 e também conquistaria seu primeiro e unico ponto na categoria;
  • Stefan Johansson é substituído por Fabrizio Barbazza[1] na AGS .
  • Unica prova em que Eric van de Poele consegue largar em toda a temporada. Abandonou a prova faltando 4 voltas para o fim por falta de combustivel, mas se beneficiou da 9º colocação por ter completado mais de 90% da corrida.
  • Estreias dos carros: Benetton B191 e Brabham BT60Y.[2]

Referências

  1. «'Primvera da Crise' pega até McLaren». Folha de S.Paulo. 25 de abril de 1991 
  2. «SAN MARINO 1991 - race entrants» (em inglês). STATS F1 

Tabela do Campeonato Após a Prova[editar | editar código-fonte]


Prova Anterior:
Grande Prêmio do Brasil de 1991
Campeonato do Mundo FIA de Fórmula 1
Temporada 1991
Próxima Prova:
Grande Prêmio de Mônaco de 1991

Prova Anterior:
Grande Prêmio de San Marino de 1990
Grande Prêmio de San Marino Próxima Prova:
Grande Prêmio de San Marino de 1992